Português | English

Cartas

ESTOU SEM NORTE...

ESTOU SEM NORTE...

-----Original Message----- From: André C. M. Vidal Sent: sexta-feira, 9 de julho de 2004 16:23 To: caiofabio@evangelicos.com Subject: SEM NORTE Pastor, Tenho 28 anos, moro em Niterói e sou analista de sistemas. Aprendi a amá-lo ainda bem jovem através dos meus pais, que liam alguns livros do senhor e sempre gostavam(e gostam) muito das suas palavras. Vi o seu e-mail no site e me senti "tentado" a te importunar como uma questão minha, para a qual não acho solução. Há exatamente um ano fiz uma hemorragia digestiva, passei por duas cirurgias, vários procedimentos cirúrgicos, bolsa de colostomia, pulsões, alimentação parenteral, etc... fiquei hospitalizado por quase dois meses, e em casa por mais dois convalescendo. Na época o motivo da hemorragia era algo que me torturava mais que o próprio sofrimento. Isto porque os médicos que me operaram as pressas para conter a hemorragia não acharam nada que sangrasse o suficiente, só descobriram uma úlcera, que segundo eles era insignificante. Então na tentativa de rastrear a hemorragia me fizeram uma hileostomia, numa bolsinha que ficava ao lado do umbigo (reverteram antes de minha alta). Me submeteram a todo tipo de exame (muitos insuportáveis). Não acharam nada! Bom em meio a essa "batalha" pude me aproximar de Deus, e ver as coisas de uma maneira diferente, além de dar valor aquilo que realmente tem valor. Disse a Deus que o serviria melhor se me tirasse aquela "fria". Deus me tirou daquela fria, e desde então tenho pedido a Ele que mostre o que devo fazer para servi-lo melhor, mas parece que Ele não diz nada. Continuo o “domingueiro” dos últimos anos. Gostaria que o senhor me desse sua opinião a respeito. Um Abraço André ___________________________________________________________ Resposta: André, meu querido filho: Graça e Vida! Sua cartinha é doce, e sua angustia é singela. Deus o tirou daquela fria para você viver, e servi-Lo com sua vida. Esqueça o domingo, e pense na vida. Todavia, devo dizer que compreendo sua angustia. Afinal, no meio cristão, a existência está esquizofrenizada, e a existência acontece tendo um grande “muro de separação” entre o mundo e a igreja, o profano e o sagrado. Assim, quem tem a mente presa a tal dualismo sempre pensa que Deus só fala mandando a pessoa fazer alguma coisa "sagrada", servindo-O na "igreja". Meu querido, Deus é o Deus da vida, de toda ela, e para Ele a vida não tem departamentos nem divisões. Em todas as profissões o sagrado pode estar presente, assim como ele pode não estar presente nas atividades da igreja e da religião, como comumente acontece também. Além disso, Deus nos chama para ser sal da terra e luz do mundo, não sala do sal ou luz da luz. Essa coisa de pensar que se serve a Deus somente na igreja é redundância. É como se Jesus tivesse dito "vós sois o sal do saleiro e luz dos luzeiros". No entanto, o Seu chamado para nós é no sentido de que o sirvamos no mundo, e na escuridão das trevas. Na verdade, o chamado é para "as portas do inferno", não para um gueto que se pretende como "porta do paraíso", que é o auto-engano da "igreja". Sirva a Deus com tudo o que você tem, com toda a sua inteligência, com toda a sua capacidade de trabalho, com toda a sua possibilidade de ser amigo dos humanos, e com toda vontade de servir a Deus pelo amor que você dispense ao próximo e à vida. E se Ele não disse nada quanto a "igreja" como lugar de trabalho, quem sabe seja porque Ele está tentando livrar você de "outra fria". Todo aquele que ama a Jesus, é igreja. E todo aquele que anda no Caminho, é servo do Evangelho. Este é o chamado. Esta é a vocação subversiva e revolucionária. Viva com amor e graça, pois está é missão. Nele, em quem o chamado é para a vida, Caio