Português | English

Cartas

ESTOU COM MEDO QUE O DEMÔNIO SE MANIFESTE EM MIM

ESTOU COM MEDO QUE O DEMÔNIO SE MANIFESTE EM MIM



 

-----Original Message-----

From: ESTOU COM MEDO DE MANIFESTAR O DEMÔNIO

Sent: domingo, 23 de novembro de 2003 23:37

To: contato@caiofabio.com

Subject: MEDO E SENTIMENTO DE CULPA

Mensagem:

 

Olá Caio Fábio:

Estou te mandando esse e-mail porque estou passando por uma dificuldade, ahn... na verdade uma dúvida! Assim... Eu não sei o que acontece comigo... mas, toda vez que vou na igreja, sinto algo dentro de mim, algo estranho, e não sei o que é. Um dia fui em uma reunião; nessa reunião uma pessoa se converteu...

Nesse dia, eu senti algo dentro de mim, e eu não sei explicar em que parte do corpo era; mas é um pouco abaixo do peito...é algo estranho, diferente, e que me deixa fraco.

Eu imaginei que fosse um demônio, que eu estava possuído por um...convivi com essa sensação por alguns meses...

Até o dia em que fui em um encontro...durou um final de semana inteiro...e não senti muito essa sensação dentro de mim, que me acompanha em qualquer manifestação religiosa que eu faço.

Mas no último dia... Estávamos todos sentados, em uma cadeira, e ai essa sensação veio, e veio muito forte!

E eu repreendi em nome de Jesus, pensando que fosse um demônio, que estava tentando entrar em mim, mas não adiantava muito, ficava cada vez mais forte, de maneira que eu me sentia muito fraco...comecei a não saber o que fazer. Imagina se eu manifestasse ali?

Estava preocupado, pois ali poderia haver gente fofoqueira, que iria depois sair fofocando, falando: "Aquele ali ficou possuído! Ele mantém contatos com demônios!"

Falei pra uma mulher que estava atrás de mim; ela fez uma pequena oração pra mim ali mesmo... até que chegou a hora em que o homem que estava pregando disse que todos seriam ungidos e receberiam dons espirituais; e essa sensação veio quase que me derrubando...

Falei para o meu amigo, que era membro da igreja, e ele chamou uma outra pessoa, e ela foi conversar comigo... A sensação estava forte, uma queimação dentro de mim, e eu ficava desesperado, pensava:

"Meu Deus, o demônio tá dentro de mim!"

O Pastor veio, e me explicou que era impossível eu estar possuído por um demônio, porque o Espírito do Senhor habitava em mim. Mas eu pedi que ele expulsar mesmo assim.

Me levaram pra uma sala e a fecharam; o pastor expulsou, expulsou; e não manifestou; mas a sensação estava dentro de mim, queimando; mas por mais que o Pastor pedisse, em nome de Jesus, pra aquela sensação sair (que era muito forte, e eu estava em desespero), eu só sentia ela queimar dentro de mim; e eu ficando sem saber o que fazer.

Depois de um tempo dele tentando expulsar, eu meio que balanceei e cai um pouco no chão, não desacordado; e senti como se algo estivesse entrando em minha garganta, como se Deus estivesse me dando um sinal, e eu senti algo apertar na minha voz (mas eu não sei ainda se foi Deus).

Eu estava cansado do pastor ficar expulsando, e eu disse já que estava tudo bem; afinal, ele expulsou e expulsou, e a estranha sensação não saiu; mas ela já estava fraca, então eu disse que estava tudo bem...

Essa sensação não me deixa, não chega a me irritar, mas eu estou desesperado...

Não sei o que estou fazendo de errado, que pecado estou cometendo pra que isso aconteça comigo...

Toda vez que vou na igreja sinto essa coisa apertar no meu peito...

Eu quero Deus, mas tenho medo de manifestar!

Eu já aceitei Jesus.

Aliás, nasci evangélico, tenho 15 anos, sou caçoado na escola porque sou o único cara da sala de aula que não "fica" com nenhuma garota, e levo uma vida que tenta na medida do possível ser uma vida santa.

Adoro a Jesus de todo o meu coração, amo a Deus, tenho uma banda evangélica, e com vários planos pra ela...de converter milhares de pessoas e tal...

Tenho o cabelo comprido e só escuto Heavy Metal, só Heavy Metal!

Me responda por favor:

É o Espírito Santo de Deus que está em mim ou é o demônio? Porque o demônio está em mim?

Obrigado pela atenção, e desculpe os erros de português...eu escrevi meio que correndo.

Fica com Deus!

___________________________________________

 

Resposta:

 

Meu amigo: Graça e Paz sobre você!

Meu querido irmãozinho: o medo faz coisas terríveis! Há uma industria tão grande de possessões e manifestações “demoníacas” que até quem nasceu na igreja já adotou as fobias, os medos e linguagens relacionadas ao tema: “...fiquei com medo de manifestar...” — foi o que você disse.

Você está sob um medo que não é incomum no meio cristão. Há muitas pessoas que dizem exatamente o mesmo que você: “...toda vez que vou na igreja, sinto ela apertar no meu peito, eu quero Deus, mas tenho medo de manifestar!”

Depois de falar da ardência que perturba você “em lugar de culto” — bastante sintomático!—, você passa para outros temas:

1. “Não sei o que estou fazendo de errado; que pecado estou cometendo pra que isso aconteça comigo...”

2. “Sou caçoado na escola porque sou o único cara da sala de aula que não "fica" com nenhuma garota, e levo uma vida que tenta, na medida do possível, ser uma vida santa...”

3. Tenho o cabelo comprido e só escuto Heavy Metal, só Heavy Metal!

4. Me responda por favor: É o Espírito Santo de Deus que está em mim ou é o demônio?

5. Por que o demônio está em mim?

Você inicia com a suspeita de que há “um pecado-brecha” em seu ser. Algo maligno que abre a porta para o demônio.

Sua tentativa de viver “vida santa” levou você a ser o único moço da escola que não “fica” com nenhuma menina na sala de aula.

Mas, certamente, deixa você com a mente perturbada.

Não duvidaria se você me dissesse que ocupa longamente o seu pensamento com fantasias sexuais.

Assim, o preço da “vida santa” para o lado de fora tem sido a opressão fantasiosa para o lado de dentro.

É isto que leva você a se sentir inseguro e culpado como se houvesse “praticado” algo do tipo: “ficado com alguém”.

Depois você fala de seu uso do Heavy Metal...

Depois você quer saber se é o Espírito Santo ou o demônio aquele que trás essa ardência às suas sensações.

E por último, você mesmo fecha tudo com uma questão: Por que o demônio está em mim?

Sinceramente, seu problema é outro.

Você nasceu na igreja...

Cresceu com a mente muito culpada...

Associou sua santificação à abstinência sexual, de “ficadas”...

De fato, você carrega dentro da mente uma grande carga de interesse sexual e vê e ouve os pastores dizerem que tudo é demônio.

Para piorar você ama Heavy Metal. E a fim de dar uma “santificada” no seu gosto musical você dedica esse gosto a uma banda cristã, e diz que deseja ganhar a muitos para o evangelho através de sua música...

E como no meio em que você está o conceito é que “brecha de crente” é imediatamente aproveitada pelo diabo; então, quem sabe, sabendo Deus que você não é quem você gosta de aparentar ser, surge logo espaço para uma “entrada sutil” do bicho feio.

Você está sendo atacado por você mesmo!

Seu demônio é seu sentimento de culpa!

Sua ardência é fruto de sua mente, e de sua profunda insegurança!

Não há demônio oprimindo você.

O que há é você — amedrontado e inseguro — se punindo, inconscientemente, com as ameaças do mal.

Há muitos jovens de sua idade, na igreja, sofrendo as mesmas coisas!

E pior: trata-se de um estado quase-psicótico.

É tão forte que a pessoa começa a sentir coisas...

Se é culpa, você pergunta, então por que não pode ser o demônio?

Eu não disse que é culpa.

Eu disse que é sentimento de culpa.

O primeiro é real.

O segundo é uma criação psicológica.

De fato, o recado que sua alma está dando é outro.

Ela está dizendo:

Eu vou punir você por me punir tanto!

E como a pior identificação que a alma encontra para fazer uma associação, no meio cristão, é a figura do demônio, então, meu amigo, seu inconsciente ataca de demônio a fim de dizer que está para explodir.

Você está vivendo um momento muito importante em seu ser.

Ou você amadurece agora, e abraça a paz que há em ser de Jesus; ou você pode se tornar um cristão nervoso, legalista, inseguro, neurótico, paranóico, e a caminho de surtos mais intensos...

E olhe:...

Essa somatização — essa manifestação de ardência—é de natureza psicológica!

Estou garantindo isso a você porque já vi demais a mesma coisa acontecendo a outros cristãos.

O que você tem que fazer?

1. Você tem que tomar posse, pela fé, do fato que você é de Cristo, e que nada poderá separar você Dele.

2. Você precisa admitir que sua preocupação em criar um tapume para a sua fé tem sido grande. Até na hora de “manifestar” você ficou preocupado com o que iriam pensar; o que revela a sua imensa preocupação em como você é interpretado.

3. Essa preocupação está ficando neurótica, a ponto de na escola você já ser o cara que não “fica” — e ser objeto de gozação —, mas que compensa a anormalidade gostando de Heavy Metal — ainda que seja para evangelizar. Portanto, você precisa relaxar e ser apenas um jovem cristão de sua própria idade, mas sem essas fixações, pois elas podem desestruturar sua alma.

4. E por último, você precisa saber para sempre que nenhum demônio tem poder sobre a sua vida, pois você tem dono, e Ele não só habita você, como também é o mais valente!

Conheço uma enorme quantidade de cristãos que sofrem o mal dessa “auto-sugestão”. E como qualquer outra “auto-sugestão”, essa aí também produz “sintomas”, o que deixa a pessoa convencida de que está sob a influencia de algo maligno. E de fato está: está escravizado pelo medo neurótico.

Viva sem medo! O verdadeiro amor lança fora o medo!

Ninguém pode separar você do amor de Deus.

Ouça as suas músicas em paz. Namore quando for natural. E não tente passar por crente. Apenas seja gente boa de Deus em todo lugar.

No mais, confie; e Deus guardará o seu coração e a sua mente em Jesus Cristo, nosso Senhor!

Nele,

Caio

2003

Copacabana

1º ano do site.