Português | English

Cartas

ESTA HISTÓRIA DE DOR ESTÁ VIRANDO MENSAGEM DE ESPERANÇA--ben

ESTA HISTÓRIA DE DOR ESTÁ VIRANDO MENSAGEM DE ESPERANÇA--ben

----- Original Message ----- From: benilton vm show maia To: cafecomgraca@caiofabio.com Sent: Saturday, April 24, 2004 7:32 PM Subject: ESTA HISTÓRIA DE DOR ESTÁ VIRANDO MENSAGEM DE ESPERANÇA--benilton vm show maia Mensagem: Rev. Caio, Apesar da ausência de contato por tanto tempo, nunca esqueci de você; de tudo que vivi e aprendi no tempo em que estive na Vinde. Vim acompanhando a distancia todos os fatos em que você esteve envolvido direta ou indiretamente. Conheci seu site esta semana. Simples, poético, balsâmico e direto... como o reverendo que uma vez conheci. Conheci seu site outro dia apenas. Foi ótimo ver a foto de toda a família. O Lukas estava bonitão. A Alda está ótima e o Ciro de visual enovador. Legal. E o Davizinho...que saudades ! É um amigo maravilhoso! Li e reli tudo sobre o Lukas... Muito me emocionei. Sempre seguro o choro, quando dá. Deus esta transformando essa “historia de dor” em mensagem de esperança, amor, segurança e encorajamento. Uma benção! Queria muito poder te olhar nos olhos, reverendo querido, e depois te dar um abraço bem forte...me abençoaria. Você... ministro da Palavra e um homem. Falho, humano; mas profundamente voltado para o divino; e que busca tocar e ser tocado por essa graça, a qual a cada dia aprendemos que nos basta. Um grande beijo saudoso desse amigo que te ama, e ama tudo que está ligado a você! Em Jesus, espero poder revê-los dentro de semanas... ______________________________________ Resposta: Amigo Benilton “VM Querido” Maia: Graça e Paz! O Edvaldo, amigo como é, sempre me dá notícias suas. Fico feliz em saber que está tudo bem com você e com sua família. Realmente, apesar das dores, está tudo muito bem! Não há nada melhor nesta vida que a Graça. De fato, ela é melhor que a vida. A Graça é melhor do que a Vida apenas porque a Vida é obra da Graça! O fato é que há grande consolo e esperança em todas as coisas nas quais a Graça de Deus se faz presente como entendimento. A morte do Lukinhas foi espada de aço quente como fogo e gelada como os pólos da Terra, e que traspassou minha alma. Gostaria muito que todos eles me sepultassem. Mas coube a mim sepultar já dois de meus filhos: um neném e outro jovem e belo. A partida dele teve o poder centrífugo de reunir até os irreuníveis; e promoveu centenas de reconciliações; sem falar que de repente parece que as pessoas—depois desse longo inverno de “evangelho de prosperidades terrenas”—, estão outra vez se dando conta de que se a nossa “esperança em Cristo se limitar apenas a esta vida, nós somos os mais infelizes de todos os homens”. O Evangelho da Vida tem que se mostrar vitorioso não sobre “minhas contas a pagar”, mas no meu enfretamento da morte como coisa já vencida. Em semanas espero ver você. Você atiçou o fogo; venha abaná-lo... Nele, que nos fez irmãos para sempre, Caio