Português | English

Cartas

DEUS É AMOR, o resto é resto — criação, evolução ou qualquer coisa...

DEUS É AMOR, o resto é resto — criação, evolução ou qualquer coisa...

 

----- Original Message -----

From: DEUS É AMOR, o resto é resto — criação, evolução ou qualquer coisa...

To: contato@caiofabio.com

Sent: Friday, February 27, 2009 4:37 PM

Subject: A IRA DOS "CRIACIONISTAS"!

 

Meu amado pastor Caio Fábio,

 

Desculpe minha intromissão, mas não resisti a escrever sobre o assunto.

É impressionante como a mentira e sofismas se disfarçam em pessoas que se dizendo conhecedores da bíblia, ousam discordar do obvio e do que tão claramente a própria bíblia declara sem o menor medo de ofender quem quer que seja.

A Palavra é criador; e pode inclusive criar a evolução de espécies tanto biológicas, minerais e vegetais.

Não creio que viemos do macaco, mas creio que os répteis e outros tantos animais, vegetais e minerais vieram da ordem de Deus quando disse:

 

11

E disse Deus: Produza a terra erva verde, erva que dê semente, árvore frutífera que dê fruto segundo a sua espécie, cuja semente está nela sobre a terra; e assim foi.

12

E a terra produziu erva, erva dando semente conforme a sua espécie, e a árvore frutífera, cuja semente está nela conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.

20

¶ E disse Deus: Produzam as águas abundantemente répteis de alma vivente; e voem as aves sobre a face da expansão dos céus.

21

E Deus criou as grandes baleias, e todo o réptil de alma vivente que as águas abundantemente produziram conforme as suas espécies; e toda a ave de asas conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.

22

E Deus os abençoou, dizendo: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei as águas nos mares; e as aves se multipliquem na terra.

24

¶ E disse Deus: Produza a terra alma vivente  (que escândalo: a terra produziu!... ) conforme a sua espécie; gado, e répteis e feras da terra conforme a sua espécie; e assim foi.

25

E fez Deus as feras da terra conforme a sua espécie, e o gado conforme a sua espécie, e todo o réptil da terra conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.

 

O problema desses que se fazem conhecedores de toda ciência debaixo da terra é que quando muita gente (CLERO) defendia uma Terra retangular, um louco fazia a afirmação de que a Terra era redonda e quase foi morto por isso. No entanto, 600 anos antes de Cristo, Isaias declarava em seu livro que “o anjo do Senhor se assenta sobre o globo da terra.” Será que este globo era quadrado? rsrsrs

O meu povo peca ou erra, por falta de conhecimento, diz o Senhor.

Digo que este conhecimento não é só cientifico ou acadêmico, mas principalmente do conhecimento da Bíblia em sua simples leitura, sem interpretações, sem querer dar a ela a conveniência dos “feitores de evangelhos”, escravizando o povo com mentiras, sofismas deixando-os a mercê de suas ‘palavras de autoridade’ e também de suas ‘coberturas espirituais apostólicas’.

Semi deuses de meia pataca que se valem da ignorância de muitos para estabelecer esta religião cristã evangélica, que nada tem haver com o evangelho ou com Cristo.

 

Nele, que nos deu a capacidade de pensar por nós mesmos e Sua palavra como fonte de conhecimento e alicerce da nossa fé.

 

 

Sandro Santos Alves

Brasília, 27 de fevereiro de 2009.

_______________________________

 

Resposta:

 

Meu amado irmão: Graça e Paz!

 

Você veio dos cientistas aos apóstolos modernos, descendo o pau em todo mundo! Rsrsrs.

Mano, de fato esta questão não é importante, e eu tenho dito isto sempre; mesmo nos dias de minha juventude como pregador ávido por não permitir que nenhuma mentira entrasse na mente do povo, ainda assim eu sabia que tal coisa não existia com nenhuma importância intestina para a vida ou para a fé.

Sempre vi que não era importante!...

Aqui no site, de vez em quando, apenas como expressão de opinião, falo no assunto, às vezes de modo explicito, outras vezes de modo implícito, mas nunca contundente, posto que o tema não seja Evangelho.

Não há dicotomia ou contradição entre a criação de Deus e um eventual modo evolutivo de criar.

Você citou em vermelho as afirmações que indicam um poder de vida natural na Natureza.

Jesus disse a mesma coisa quando, em uma de suas parábolas, em Marcos, disse que “a terra frutifica de si mesma, não sabendo o homem como” isso se dá.

A Palavra grega usada por Marcos é automaté, de onde vem o termo automático. Ou seja: Jesus estava afirmando uma automaticidade estabelecida por Deus nas entranhas da criação. E esta automaticidade pode ser muito mais profunda do que se deseja admitir. Isto, porém, não faz Deus ficar fora de nenhum processo, posto que todos os processos aconteçam em Deus.

Entretanto, o Pai trabalha até agora, em tudo; por isso Jesus disse: Eu trabalho também.

Assim, quem não quer Deus criando não deve esperar Deus redimindo. Afinal, Jesus disse que tanto o Pai, Criador, quanto Ele, o Salvador dos homens e de todas as criaturas, também trabalha.

Se Deus não mais cria dentro ou fora da criação por nós assim chamada, também se deve admitir a implicação disso: Ele não mais salva, perdoa e redime.

Deus, no entanto, nunca criou e deixou... por ter mais o que fazer; posto que o Senhor, o criador dos fins da Terra, não se cansa e nem se fatiga; não se pode esquadrinhar o Seu entendimento.

A questão que tem aqui se apresentado, nada tem a ver com ciência, mas apenas com Religião. Afinal, se tais pessoas fossem de fato cientificas, e, sendo também crentes em Jesus, não estariam assim tão aflitas e nervosas como estão ou como se tornam quando alguém diz o que elas não aceitam; ainda que tal coisa nada tenha de importante.

A Ciência, por principio, ouve e pondera; mas a Religião se levanta e apedreja.

Assim, pergunto:

Que ciência há nesses irmãos que não sabem sequer lidar com o contraditório periférico à fé, sem caírem em ira e ódio?

Ora, se fossem da fé saberiam que o tema é periférico e opcional. E se fossem da ciência, também saberiam que o espírito cientifico não surta de raiva dogmática; posto que ira e ignorância sejam sempre faces de uma mesma cara bruta e ignorante, fechada ao saber e ao pensar.

Ninguém está negando nada que valha sequer a preocupação, quanto mais o ódio.

Mas os fariseus são sempre idênticos, não importando se sejam fariseus cientifico-religiosos [os teólogos] ou os religioso-científicos [os crentes cientistas].

O lindo de tudo é pensar que o Pai trabalha até agora, e que podemos ver Suas mãos nas coisas criadas e nas que estão sendo feitas novas.

Quanto menos problema meu coração tem nessas áreas da vida, mais aproveito tudo, com a leveza de quem olha sem medo, pois, todas as coisas são Dele, por meio Dele e para Ele.

Nunca disse que sou evolucionista. O Evolucionismo, assim como o Criacionismo, tendo um ismo é um sistema; e, quem me lê, sabe que não creio em sistemas fechados a nada.

Disse que vejo Deus criando através do processo evolutivo. Meu Deus! Qual o problema? Estão com raiva por que creio que Deus não se aposentou?

Também nunca disse que creio que o homem seja uma evolução de um símio.

Nunca disse. E por que não disse?

Ora, porque em tal área não tenho certezas; mas, caso as tivesse, elas fossem na direção da declaração clássica dos criacionistas evolucionistas cristãos, como a maioria dos cristãos europeus e ingleses, que crêem na evolução do homem de uma origem símia, pergunto: que problema haveria?

A resposta é Nenhum!

Sim! Pois problema há quando o ser pratica a presunção de viver sem o Evangelho, sem a fé na vida eterna e na ressurreição dos mortos.

Mas fariseu, religioso ou cientifico, faz sempre o que Jesus disse que eles faziam: coam o mosquito e engolem todos os camelos.

Disse acima que o problema não é cientifico, mas religioso, pois, entre os cientistas, por mais que se discorde de uma idéia, não se fica com o animo da religião, que é feito de ira e raiva ante a discordância até no que não seja importante para a vida.

Eu não vim do macaco e nem do pó da terra. Meu corpo pode ter vindo tanto do pó/símio quanto do pó/pó, mas Eu não vim do pó. Vim do Pai, não do pó.

Eu sou divino em minha origem. Vim do Pai. Volto para o Pai. Assim sou Eu. Mas meu corpo, que não sou Eu, mas apenas “meu”, volta ao pó, de onde veio.

Assim, meu corpo pode ter vindo de qualquer material, mas isso pouco importa, visto que ele veio para onde voltará, enquanto Eu volto para onde pertenço: a morada do Pai.

Sobre a CRIAÇÃO, digo: Nada é Deus, mas tudo é Nele!

Assim, tanto faz... — sempre. Sim! Pois se alguém crê que tudo é Nele, então, tudo é Nele. Acabou a história. Ou querem também dizer como tudo tem que ser Nele?

Esta “ciência” que estuda para provar que Deus é o Criador é falida.

A ciência deve estudar para entender a criação, não para provar como Deus seja ou se existe um Criador. Quem faz ciência com tal angustia nunca conheceu ou creu em Deus por experiência.

“Teologia”, para mim, é “astrologia” de cristãos. E esta “ciência opologética” dos crentes angustiados e inseguros, para mim não passa de “teocienciologia” religiosa.

O que importa, e somente o que importa, é que Jesus deu a Sua vida por nós sendo nós ainda pecadores e, com certeza, ainda muito estúpidos.

O mais... É tentativa de fazer fimose em Deus!

Mano, receba meu beijo!

 

 

Nele, que criou, cria e criará, posto que tenha redimido, redima e ainda venha a redimir,

 

Caio

27 de fevereiro de 2009

Lago Norte

Brasília

DF