Português | English

Cartas

DE JOEL JUNIOR PARA CAIO

DE JOEL JUNIOR PARA CAIO

 

Caio, querido mentor e mano,

Acabamos de atravessar, eu e minha família, por um período de muita angústia e tribulação por conta de uma multidão de desafios que simultaneamente nos acometeram.

Digo que acabamos de atravessar porque pela graça atravessamos e está atravessado, visto que pela mesma graça decidi me existencializar na grata confiança de quem crê, contra a razão, no Amor do Pai.  Me entreguei em fé às "navalhas da glória", e aqui estou: um pouco mais consciente da minha parcialidade; um pouco mais consciente da minha ambigüidade; um pouco mais consciente da minha impotência; e por isso...bem mais consciente da graça que acolhe e não admite barganhas; bem mais grato em poder servir a Deus simplesmente por Deus; bem mais pacificado na suficiência do ser nEle e para Ele.

A cada dia mais cresce em mim a profunda convicção de que em Cristo fui salvo para ir sendo salvo; de que em Jesus tudo está consumado para sempre; de que em Jesus estou reconciliado eternamente; e de que em Jesus tudo voltará a convergir.

Nestes dois anos de nova caminhada no evangelho, tenho feito a jornada de ter Jesus como um componente importante da vida, à ter Jesus como razão da vida, à ter Jesus como a própria Vida.

Tenho feito a jornada de conhecer a graça como doutrina, à conhecer a graça como proposta radical, à conhecer a graça como benefício para a alma e pacificação para o ser.

Tenho feito a jornada de ler a palavra a partir das lentes denominacionais,  à ler a palavra a partir da Palavra encarnada, à ler a vida a partir da Palavra.

Tenho feito a jornada de obedecer pelo medo do inferno, à obedecer pelo desejo do céu, à obedecer pelo gozo de viver o que Deus chama de Vida.

Tenho feito a jornada de "fazer missão" como um projeto culposo, à "fazer missão" como imperativo divino, à "fazer missão" como extensão natural da vida em Cristo.

Tenho feito a jornada de buscar a felicidade no mundo das conquistas e dos bens, à buscar a felicidade na prática religiosa, à descansar em Jesus e encontrar a felicidade transcendente dos que são bem-aventurados porque enxergam a vida com os olhos da graça.

Tenho feito a jornada de praticar o amor como obrigação religiosa, à compreender o amor como ideal cristão, à experimentar o amor como seiva e começar a produzi-lo como fruto.

Só escrevo para que saiba da minha alegria em caminhar na graça do caminho e com o Caminho da Graça, ao seu lado.

Começo 2010 cheio de ânimo e gratidão, e na esperança de que possamos avançar na direção de espalhar o evangelho pelos EUA e por todas as nações.

Obrigado mais uma vez por tudo!

Seguimos em frente!

Beijo,

Jota

_____________________________________________________

 

Resposta:

 

Mano amado Jota: Graça e Paz!

 

Acabo de chegar a Istambul com um grupo lindo de manos e manas. Somos uns 70; todos muito gratos pela viagem que começa de fato amanhã.

Tenho acompanhado suas lutas e dores; e, também, tenho visto como as dores lhe enchem de amores mais profundos e eternos.

Sim! A vida se torna Vida quando a gente deixa de saber de Jesus e passa a viver Nele; como você hoje sabe muito bem; e prova tal saber/crer como bem para você mesmo!

Estou ansioso para ver você e ter mais comunhão em amor e vivencia!

Também gostaria muito que numa próxima viagem trazer você, o Brega e o Marcelo comigo.

Quem sabe em outubro ou fevereiro...

Mano amado, vejo um verdadeiro homem desabrochar em sua vida, e dou muitas graças ao Pai por isto.

Aleluia!

Aliás, por falar em Aleluia, meu netinho Mateus pensa que Aleluia é outro nome de Jesus; pois, sempre que ele ouve de Jesus alguém diz Aleluia.

Jesus é nosso Aleluia e Aleluia só é Aleluia em Jesus!

Quanto a você digo: Aleluia Jesus; Jesus Aleluia!

Mano, nunca o abracei, mas o amo e o respeito; e vejo grandeza de Graça sobre a sua vida; sim, a grandeza do quebrantamento!

A viagem continua...

É na existencialidade da confiança [e somente nela] que a gente cresce sempre, sem parar; e feliz por sermos inacabados...

Receba meu amor, carinho e admiração!

 

Nele, sempre Nele, nosso Aleluia e Amor,

 

Caio

14 de março de 2010

Istambul

Turquia