Português | English

Cartas

De Fábio Para Caio!

De Fábio Para Caio!

-----Original Message----- From: Fábio Sent: terça-feira, 15 de julho de 2003-- 18:46 To: contato@caiofabio.com Subject: Caio ou Fábio Mensagem: Você é mais Caio ou mais Fábio? Santiago do Chile, 15 de julho de 2003 Querido rev. Caio Fábio, Eu sempre li seus livros, tenho muitos deles, e confesso que meu desejo é ter todos seus livros. Isso porque admiro sua maneira de escrever e muito mais de pregar. Tive o enorme e gratificante prazer de falar com você por telefone em dezembro do ano passado. Sou um jovem pastor trabalhando no Chile, desejoso de aprender a pastorear vidas. Por isso gostaria de lhe perguntar : o que é ser pastor para você? Uma última curiosidade, você se sente mais Caio ou mais Fábio? é que ser seu chará é legal. Abracos de um amigo unilateral (porque eu te conheço e você não me conhece) Fábio ******************************* Meu querido Fábio: Paz, muita paz! Pastorear? Para mim é ajudar as pessoas a caminharem na Graça de Deus, a conseguirem viver pela Palavra, gostando da comunhão com os irmãos, mas sem dependência de homens. Ou seja: para mim o pastor cuida, ensina, conhece, protege, adverte, mas, sobretudo, ajuda as pessoas a crescerem... Essas ovelhas humanas, tem cérebro, alma, espírito—e precisam ser mais que ovelhinhas de presépio, levadas ao redor por todo lobo e todo vento de doutrina. Em suma: meu pastorado é o da liberdade responsável e o da maturidade que não fica auto-suficiente. Quanto ao Caio ou o Fábio, digo o seguinte: 1. Caio, sempre foi usado pelos íntimos. Com tom escrachado, somente por quem não me conhece...tipo: o Caio.. 2. Caio Fábio, era apenas em casa, na infância, para me diferenciar de meu pai. Mamãe e a família o chamavam de Caio e a mim de Caio Fábio. Quando o tom era grave, na boca dos pais, era reprimenda... 3. Fábio, nunca atendi como sendo eu quando vem sozinho, solto...sem o Caio. Não me recordo de jamais ter sido chamado de Fábio. Se disserem na rua: Ei, Fábio—creio que meus ouvidos não perceberão como um nome “meu”. 4. Caio Fábio...falado pelos evangélicos...assim...solto...ou tipo: o Caio Fábio—me soa como uma grife fria...como algo enlatado. 5. Pastor Caio Fábio...é como muitos me chamam em todos os lugares. 6. Rev. Caio é como a maioria me chama por aí, no meio cristão e fora dele. 7. Caio, meu irmão...ou Caio, meu filho...ou Caio, que saudade...é como mais gosto de ouvir meu nome, especialmente se o tom for doce. 8. Caio Fábio falado por inteiro e com gravidade...sem afetamento...ou sem aquela coisa de grife...é como mais gosto de ser chamado de modo normal quando sou apresentado, ou na chegada, mas desde de que não soe como um produto. Me faz mal quando ouço alguém falar do Caio Fábio para mim, como se fosse uma terceira pessoa. 9. Eu só me refiro a mim como eu. Um beijão muito carinhoso, Caio ps: há muitos meninos caio fábios por aí. Muitos eu mesmo apresentei a Deus, à pedido dos pais. Fico feliz quando encontro os cainhos por aí. De fato, gosto do nome que meus pais me deram: eu sou Caio.