Português | English

Cartas

CRENTES EM DEPRESSÃO! COMO É ISSO?

CRENTES EM DEPRESSÃO! COMO É ISSO?

Depressão

CRENTES EM DEPRESSÃO! COMO É ISSO?

 

-----Original Message-----

From: CRENTES EM DEPRESSÃO! COMO É ISSO?

Sent: segunda-feira, 5 de julho de 2004 12:17

To: contato

Subject: Depressão dá em crente?

 

Prezado Pastor Caio,

 

Saudações em Cristo Jesus!

 

Pode até parecer repetitivo para vc ouvir de quem lhe escreve que é muito bom conversar, estar com vc, conhecer seu coração, seus desabafos, sem ao menos um dia ter tido o privilégio de o ver pessoalmente.

 

Mas ler as respostas às cartas é como estar convivendo com essa pessoa maravilhosa e cheia do Espírito Santo de Deus que é vc.

 

Se não existisse este site, certamente vc seria conselheiro de um grupo seleto de pessoas, como são os profissionais (psicólogos, psiquiatras, psicanalistas, pastores).

 

Quero dizer que um consultório é bom porque interage o profissional e o paciente (trata-se de um tratamento específico, com acompanhamento), mas a sua ação pela Internet a barca milhares de pessoas, pois vc passa a ser instrumento de Deus a auxiliar aqueles nos lugares mais longínquos deste país, com os mais sérios problemas e conflitos e que não tiveram oportunidade de expressá-los a profissionais ou a pastores, muitas vezes por medo (como a Igreja iria encará-los) ou porque nunca tiveram igreja ou quem poderia escutá-los.

 

 

Enfim, convier com vc no site é como ter um amigo compartilhar algo edificante; é buscar refúgio, aconchego na alma; é ouvir palavras duras (que só um amigo que é amigo tem coragem de dizer), à luz da palavra de Deus.

 

Caio, a dúvida é sobre depressão.

 

Não é minha especialidade o assunto, mas gosto muito de ler a respeito de temas relacionados à psicologia.

 

Tenho observado que as causas da depressão podem ser endógena (problemas muitas vezes de carência de componentes químicos - que podem ser tratados com medicamentos); exógena (um acontecimento ruim que desestabilizou emocionalmente, um trauma, etc) ou mesmo possessão demoníaca.

 

A pessoa que tem, por exemplo, TPM (tensão pré-menstrual) e nos cinco primeiros dias que antecedem a menstruação ela se sente deprimida. Por ser um ciclo, onde sempre repete tal quadro, ela acaba nem ingerindo antidepressivos. Com respeito a esta pessoa que está na TPM, ela vai ao culto e não sente paz de espírito, alegria, felicidade, por conta de seu estado de espírito (TPM). Poderia dizer que uma doença orgânica impede a pessoa de ter comunhão e paz de espírito com Deus?

 

E com respeito à depressão devido a um acontecimento desagradável (rompimento de casamento, p ex). A angústia da alma, que gera descarga de componentes químicos no corpo, desequilibrando-o, também pode ser um empecilho .... a pessoa então pode dizer... a angústia me impede de enxergar, de ouvi-lo, de ter comunhão com Deus.

 

A angústia, também, poderia citar de alguém que é viciado em drogas e está em processo de desintoxicação e passará por momentos de euforia e depressão. Como entender isso... a pessoa aceita a Cristo, mas uma doença o impede de ter plena comunhão com o Pai?

 

Sei que tem muitas cartas a responder, mas espero que vc me responda, nem que seja respondendo a outrem, mas se reportando ao meu questionamento.

 

Muito, muito obrigada.

 

Em Cristo Jesus.

____________________________________________________________

Resposta:

 

 

 

Minha amada amiga em Cristo: O Justo Viverá pela Fé!

 

Depressão e euforia são dois estados. E, em si, eles não são nada.

 

A euforia é associada ao bem, porque é gostoso estar eufórico. E a depressão é associada ao mal, porque é ruim se sentir deprimido.

 

Você pode tomar uma droga de euforia e ir para o culto, e se sentir ótima. A pergunta é: você está bem?

 

Você pode estar deprimida e ir a um culto, e se sentir péssima. A pergunta, no entanto, é a mesma: você está bem?

 

Sim, porque ambas as sensações não significam nada em-si, mas apenas servem como indicadoras de uma possível outra coisa, e que tanto pode ser de natureza orgânica quanto apenas psicológica.

 

Isto porque pode-se estar eufórico, e muito mal, pois a euforia pode estar maquiando a necessidade de ajuda.. E pode-se estar deprimido, e muito bem...e a caminho de ficar melhor.

 

Então você pergunta: o que estar bem?

 

Ora, estar bem é estar lúcido. A consciência é o que determina meu real estado mental. Estar bem é buscar cura e melhora para a vida.

 

A questão é que os cristãos não crêem que podem ser de Deus e ser também humanos. A impressão que se tem é que a vida com Deus é apenas Impressão.

 

Ora, se assim fosse, assim se diria: O justo viverá pela sua Impressão de Deus!

 

De fato, certas depressões são sinais de saúde psicológica, e certas euforias são sinais de doença psicológica—ou orgânica, ou ambas as coisas. Ou seja: no fundo não há parâmetro maior que o "sentido de propriedade".

 

Sim, porque à cada situação da vida deve corresponder algo que lhe seja próprio como resposta humana.

 

É próprio estar deprimido dependendo das circunstâncias ou das perdas e traumas implicados!

 

No caso das pessoas terem deficiência química, elas precisam ser medicadas. No caso de ser uma questão de natureza psicológica--traumas, perdas, etc...--elas igualmente precisam ser tratadas.

 

Já no que diz respeito a depressões fruto de coisas espirituais, na maior parte das vezes, é o tratamento que faz mal, visto que no meio cristão para cada 10 casos de "possessão maligna", apenas um deles o é.

 

Ora, nesse caso, tratar uma pessoa como demônio gera a pior depressão na alma, e faz ainda pior, visto que gera uma associação no deprimido com a imagem de um mal horrível, que é a imagem do diabo. Assim instala-se um psiquismo demoníaco no indivíduo, não um demônio. E lhe digo: é mais fácil livras as pessoas de demônios do que de psiquismos demoníacos.

 

O que eu vejo é o seguinte:

 

1. Há casos que começam como depressão psicológica e terminam como casos de depressão por ausência química. Ou seja: o psicológico alterou o físico. Acontece toda hora, especialmente na depressão que fica crônica.

 

2. Há casos de depressão causada por deficiências químicas, e que não sendo tratadas, acabam por se instalar como mal psicológico, visto que o estado físico de depressão, mais cedo ou mais tarde, acabará por se tornar psicológico em seu crescimento.

 

3. Há casos de depressão normal, mas que no meio cristão são agravadas pelo medo de que seja algo espiritual. Ora, nesses casos, quando o demônio é visto como podendo ser a doença, o individuo tende a ficar dependente de um exorcista ou culto, e jamais haverá cura para ele, até que ele decida, pela fé, assumir que é apenas mais um outro ser humano carregando dores.

 

 

A pior coisa na depressão é a associação dela com o diabo, posto que, em tais casos, a pessoa fica sem saber por onde tratar. E como na maioria das vezes nada há de espiritual como fonte do problema, a pessoa apenas contrai uma outra doença, e que se instala nela como fobia e como "psiquismo demoníaco", e que nada mais é que a construção de uma arquitetura psicológica que seja compatível com o "diagnóstico" feito: “o diabo possuiu você!”

 

Quando demônios estão presentes em depressões eles não precisam ser tratados. Aliás, a maior parte das sessões de exorcismo são tentativas de se tratar o demônio. Ora, o demônio não precisa ser tratado, e nem mesmo mencionado. Nesse caso, vejo a pessoa se libertar pelo poder da Palavra da Graça, e só depois de livre é que começo a ajudá-la a discernir o que houve. Mas isto só bem depois da pessoa estar estável.

 

Respondo suas questões:

 

1. Sim, é possível ser de Deus e experimentar depressão. Elias, Jeremias, e os profetas que nos contem... Também basta ler os salmos e verificar como muitos deles são devoções na depressão. E Jesus não escondeu sua humanidade quando declarou que estava "triste até a morte".

 

2. As pessoa sentem-se ainda pior num ambiente no qual se diga que gente de Deus não se deprime, pois, se crerem nisso, uma vez deprimidas, excluem-se de qualquer benefício, visto que sua depressão é interpretada como pecado, falta de fé, ou opressão espiritual. Nada pode fazer mais mal.

 

Quanto ao mais, este site está cheio de opiniões minhas, e muito mais bem apresentadas do que esta, acerca do mesmo tema. Entre em Cartas, Reflexões, Artigos ou Mente de Paulo, e escreva a palavra “depressão” em Pesquisa. Logo você verá cada lugar onde o assunto é tratado. Leia.

 

Um grande e carinhoso abraço!

 

Nele, que conhece nossas depressões, e que nos visita nelas,

 

 

Caio