Português | English

Cartas

COMO SERIA O MUNDO SEM O “CRISTIANISMO”?

COMO SERIA O MUNDO SEM O “CRISTIANISMO”?

 

 

 

 

 

 

----- Original Message -----

From: COMO SERIA O MUNDO SEM O “CRISTIANISMO”?

To: contato@caiofabio.com

Sent: Wednesday, January 30, 2008 14:27

Subject: Mundo sem cristianismo!

 

Fala Caio.

Sempre fico viajando numas aki, e lá vai:

Já pensou num mundo sem o Cristianismo?

Será que teriam "escolhido" outra religião para a disseminação/dominação ?

Kual seria ?

E se não! É, e se cada região/local apenas cultivasse suas crenças locais?

Mas também penso que o ser humano acharia outros pretextos para insultar a liberdade e a paz para avançar na sua ganância e poder. No caso do Cristianismo, muitas vezes na brutalidade e covardia - até hoje.

Sem o Cristianismo o mundo seria bem pior.

Pensamentos ke pairam no semblante pensante, ainda.

Lúcio Guimarães Amaral

________________________________________

 

Resposta:

 

 

Lúcio amado: Graça e Paz!

 

 

 

Sem “Cristianismo” o mundo estaria provavelmente muito melhor, porém, sem os discípulos de Jesus e alguns filhos de Deus na Ordem de Melquisedeque, ele estaria infinitamente pior.

 

Impérios perversos sempre houve no mundo. Alguns, entretanto, foram Impérios mais generosos que outros. Porém, tudo foi movido a ganância e fome de poder. O Império Cristão que o “Cristianismo” representa, no entanto, veio a ser o poder político-religioso que modelou o Ocidente e boa parte do mundo.

 

No site há muito dito sobre o “Cristianismo”, e aqui vão alguns links para sua leitura:

 



CAIO, O “CRISTIANISMO” FALA COM DEUS?



E O CRISTIANISMO VENCEU O MUNDO...



QUE CRISTIANISMO É ESSE?- o único possível!



COMO O CAMINHO DO EVANGELHO VIROU CRISTIANISMO



COM A MORTE DO “PAI CRISTIANISMO”, DEUS ESTÁ ÓRFÃO



ENTREVISTA: A SUBVERSÃO DO CRISTIANISMO



QUERO JESUS, MAS TENHO DIFICULDADES COM O CRISTIANISMO



QUANDO O ‘CRISTIANISMO’ DEIXA DE SATISFAZER A ALMA

 

 

O que deveria ter acontecido na Evangelização dos povos foi o que de bom aconteceu entre os índios Scarianas do Amazonas. O Missionário chegou, aprendeu a língua, desenvolveu um alfabeto e ensinou os índios a lerem enquanto traduzia o Novo Testamento. Depois, deu o Livro para eles lerem, sem doutrinações de nenhuma forma ou natureza, e, ao final, brotou uma comunidade indígena linda, livre das trevas e feliz no que era bom na cultura deles. Eles foram a Igreja que mais me impressionou até o dia de hoje.

 

No entanto, quem somos nós para dizermos como seria o mundo sem o fenômeno humano e histórico do “Cristianismo de Constantino”, é tarefa que em muito nos ultrapassa.

 

Sugiro as leituras dos links acima.

 

Um forte abraço, NEle,

 

 

Caio

 

 

29/01/08

Lago Norte

Brasília

DF