Português | English

Cartas

CHEGUEI NA ‘UTI’ ESPIRITUAL

CHEGUEI NA ‘UTI’ ESPIRITUAL



----- Original Message ----- From: CHEGUEI NA ‘UTI’ ESPIRITUAL To: contato Sent: Tuesday, May 10, 2005 1:17 PM Subject: Glorificação de Deus Amigo Caio, É com saudades no coração que lhe escrevo, mas com alegria na alma em saber que o Senhor tem lhe usado de forma tão simples e impactante, como simples e impactante é o Evangelho. Quando me lembro, e não posso deixar de me lembrar, a 1ª vez que entrei no Café com Graça, lá em Copacabana, no mês de Fevereiro de 2002, época de carnaval, só Deus, mais ninguém nesse mundo, sabia como se encontrava a minha alma. Cheguei a lhe escrever dizendo que estava na UTI "espiritual", estava respirando por aparelhos, nenhum dos meus órgãos estava funcionando, muito menos a minha alma. Mas depois daquela noite no Café, foi como tivesse iniciado uma intervenção cirúrgica do céu; era como se em cada tubo daqueles que estavam espalhados pelo meu corpo, soprasse o sopro do Espírito, o sopro da Graça de Deus. E cada dia que eu ia ao Café e comia desse maná celestial que saia da sua boca, desse pudim de leite, desse pavê—que não era só pra vê, mas era pra viver, pra comer, pra se deliciar, pra se lambuzar, pra se refrescar, se alegrar, se libertar, se desintoxicar, se perdoar—eu saía outro. Me sentia ressurgindo, ressuscitando dentre os mortos! Foram momentos que Papai separou para que eu experimentasse uma nova experiência e um novo relacionamento com Ele. Você Caio, talvez não tenha noção do quanto Deus lhe usou para restaurar minha vida. Tinha noites que, sentado no Café, atento a tudo que Deus falava pelos seus lábios, eu tinha a sensação que o meu espírito se ausentava por alguns momentos do meu corpo; e era levado a uma comunhão direta com o Pai; ao ponto de algumas vezes sair do Café sem conseguir falar nada; era como se eu estivesse em êxtase. Me recordo que a 1ª vez que participei da Ceia do Senhor no Café, eu não comi do pão e nem bebi do vinho; ainda estava trazendo comigo a dor, o medo e a culpa do luto da Lei. Mas acredite: foi a Ceia que mais comunhão eu tive com o Pai, e onde eu mais senti a presença Dele. Era como se eu estivesse comendo do pão e bebendo do vinho, assentado na mesa com todos os nossos irmãos, e sendo servidos pelo próprio Jesus. Foi um momento IMPAR e simplesmente indescritível. Por isso e por muito mais, me achei no dever de lhe escrever e deixar meu carinho, meu respeito, minha admiração e meu eterno amor por você. Estou passando um momento muito delicado e muito difícil mesmo. Mas quando parece que vou desfalecer o Espírito me relembra de cada uma das mensagens que ouvi através da sua instrumentalidade lá no Café. Se puder deixe uma mensagem pra mim, no seu site; site esse que por sinal é uma maravilha de Deus para nossas vidas. Um beijo gostoso, nessa sua barba cheirosa. Do Amigo, que com a sua ajuda está aprendendo a andar no Caminho. Otavio. ____________________________________________________________ Resposta: Querido amigo Otávio: Saudades! Aquele tempo no Café com Graça teve peso e significado de natureza espiritual para mim, e para todos os que ali estiveram, que não é possível descrever com palavras. Hoje, estando muito mais em Brasília, e já não tendo tempo e ocasião para estar no Café (agora na Urca), vejo o quão rico foi aquele tempo, e quão especiais foram as temáticas de alma e espírito que foram suscitadas em todos nós pela Palavra e pelo Espírito. Aquela série sobre as Sombras, e que durou quase 1 ano, foi algo que realizou muitas curas, primeiro em mim, depois nos outros. Depois veio aquele outro ano inteiro mostrando a libertação que nos está garantida em Cristo, livrando-nos dos escritos de dívidas, encravando-os na Cruz; e abrindo para nós o Caminho da ousadia e da intrepidez em Sua Graça, na qual estamos cada dia mais firmes e seguros. O último ano foi uma viagem sobre o desenvolvimento do Entendimento e da Consciência conforme o espírito do Evangelho. Foi maravilhoso e libertador para muitos. Aquelas pessoinhas nunca mais serão as mesmas; nem eu. Fique firme no que você ouviu e creu. Ande nessa fé. Caminhe em confiança. Saiba que seu tesouro não será jamais abalado. Busque a serenidade interior. Respeite a sua consciência e dos outros. Leia a Palavra, especialmente o Novo Testamento e os Salmos. Prossiga se alimentando também aqui no site. Além disso, inscreva-se aqui no site—é de graça—, e entre nos bastidores dele; e, assim, tenha acesso a mensagens em áudio e vídeo, bem como a uma comunhão de irmãos que transitam dentro dele. Receba meu carinho e amor no Senhor! Um grande beijo! Nele, em Quem o que é, é; e ninguém contradiz, Caio