Português | English

Cartas

CATIGUÁ: O Espírito Sopra Onde Quer…

CATIGUÁ: O Espírito Sopra Onde Quer…

 

 

 

 

----- Original Message -----

From: CATIGUÁ: O Espírito Sopra Onde Quer…

To: contato@caiofabio.com

Sent: Thursday, August 30, 2007 16:45

Subject: Novo Caminho surgindo em Catiguá!

 

 

Catiguá é uma pequenina cidade do estado de São Paulo, bem próximo a Catanduva!

 

Jamais ouvi antes dizer qualquer coisa a respeito desta cidade.

 

Recentemente, recebi vários e-mails de lá, perguntando se existe alguma Estação do Caminho nascendo nas proximidades, porque gostariam de conhecer.

 

A Estação mais próxima até o momento é mesmo a de Bauru, localizada a mais de 200 km.

 

Respondi a todos os e-mails que me enviaram, já sonhando e desejando que o Senhor os alcançasse!

 

A princípio, imaginei que tinham apenas algumas dúvidas e queriam esclarecê-las, como tantas vezes acontece!

 

Posteriormente, fui notando certa ansiedade nos e-mails por eles enviados e, o desejo de participar de uma Estação foi ficando cada vez mais claro para mim.

 

Achei que meus e-mails estavam sendo muito bem compreendidos por eles e que, por esta razão, começaram a simpatizar-se com o Evangelho de Jesus, contado pelos do Caminho, conforme a Palavra. Até que pedi ao mais ansioso deles – Edson - que me escrevesse um pequeno resumo de sua trajetória, sendo a seguinte:

 

Iniciou sua vida religiosa numa das Universais do Reino de Deus. Decepcionou-se quando já era um obreiro, após descobrir que os muitos envelopes que continham dinheiro e pedidos de oração (os quais era prometido a toda a comunidade que, após a leitura, atenção e oração por todos os pedidos, os mesmos seriam enterrados, misticamente, no chão de Israel”), foram todos rasgados e jogados no lixo, obviamente, após a retirada do dinheiro. Excluíram-no do cargo quando os questionou!

 

Algum tempo depois, a convite de uns amigos, visitou a Assembléia de Deus e por lá ficou por vários anos, tornando-se um professor na escola dominical. Disse que na época, não se falava muito em dinheiro naquela comunidade, mas o legalismo predominava sobre todas as coisas, fazendo com que ele mesmo abraçasse aquela cultura, que fez com que se tornasse um ditador, impondo regras e fardos para todas as pessoas, razão porque foi-se desanimando, pouco-a-pouco, a medida em que ficava insuportável carregar tanto peso.

 

Saiu de lá, indo para outra Assembléia de Deus, que não o aceitou, alegando necessidade de carta de recomendação. Sem saber o que pensar, voltou e ficou “de molho”, como disse, até reconciliar-se com a “igreja”, para finalmente conseguir a tal carta! Acontece que, neste período, sua prima, que também freqüentava a mesma denominação evangélica, separou-se do marido e precisava de muita ajuda, quando foi disciplinada por ter cortado os cabelos, fazendo com que abandonasse a fé (ou apenas a “igreja”... não sei)! Este fato o revoltou sobremaneira, provocando uma discussão muito intensa entre ele e o “pastor”, ao ponto de quase agredirem-se fisicamente, razão pela qual foi definitivamente excluído do rol de membros!

 

Entrou em depressão, afastou-se do convívio com as pessoas por muito tempo e “quando conseguia” orar, pedia a Deus que o tirasse daquela escuridão.

Num desses raros momentos, chorando, olhou para sua prateleira e viu um livro que resgatou entre alguns outros livros que sua antiga “igreja” havia jogado no lixo e decidiu ler. O título era “Um Projeto de Espiritualidade Integral” (eu conheço muito bem este livreto que me ensinou tanto na juventude), escrito por um tal de Caio Fábio que ele nem sabia quem era! Foi o suficiente para derrubar toda aquela crosta farisaica que carregava, iluminando os seus olhos, dando-lhe forças para recomeçar a caminhada! Procurou novos títulos do mesmo autor, mas não encontrou nenhum.

Até que comentou com um amigo que fez uma busca na internet, com o intuito de ajudá-lo, quando encontrou o “nosso” site (www.caiofabio.com), o “grande portal invisível”.

 

Após a leitura de vários artigos e cartas, onde conheceram o Evangelho de fato, seu amigo deixou o “diaconato” da Assembléia de Deus e começaram a se reunir para ouvir as mensagens da rádio!

 

Ganharam alguns para Cristo e já faz mais de um ano que se reúnem desta forma! O site é onde se alimentam desde então, como dizem!

 

A liderança evangélica local já se sente incomodada e recomenda a todos os seus devotos que não se comuniquem com eles; mas o fazem as escondidas frequentemente, comentam!

 

E eu imaginando que meus e-mails eram decisivos na orientação deles, quando descubro que o Senhor, diretamente, já tinha feito tudo!

 

“O Odenir mora em Catanduva, mas vai para Catiguá todo fim de semana, onde se reúnem, acompanhado de seu sobrinho... O irmão Olavo e sua esposa Vanice, são pessoas muito simples, mas ricos em Deus (e precisam de muita, muita ajuda... tem seus dois filhos na prisão)... ele é um João Batista... muito rejeitado pelos religiosos, mas não desiste de falar de Jesus!” – disse o Edson a respeito de alguns dos seus!

 

(Também já fizeram a pré-inscrição no “Vêm e Vê TV” e aguardam com muita expectativa).

 

(Meus Deus... a maioria deles, é de fato muito simples... mas, compreendem as mensagens dadas ao Pastor Caio, sem grandes dificuldades!!!! Enquanto eu, tenho que assistir muitas vezes o mesmo DVD!!!!!)

 

Reúnem-se há muito tempo, em qualquer lugar... ora na casa de um, ora na de outro para ouvirem a rádio do site!

 

Nunca assistiram a sequer um único DVD do Caio!

 

Combinamos uma visita neste último domingo e fui acompanhado de alguns dos nossos manos caminhantes que cantam como ungidos curiós!

 

Levei muitos livretos (O Caminho da Graça para Todos) que adquirimos para esta finalidade, além de vários títulos em DVD, porque sei que eles têm muita dificuldade em comprá-los! (Breve mandaremos outra porção).

 

Lá, oramos, cantamos, comentamos a Palavra, debatemos... respondi a muitas dúvidas que tinham preparado para perguntar... os abençoamos... fomos abençoados... e só Deus sabe a gratidão e a reverencia silenciosa que tenho no coração, pelo que Ele tem feito com estes gigantes daquela pequena cidade, Catiguá-Nazaré!

 

Hoje, passei a tarde toda feito bobo, após receber o e-mail abaixo, por eles enviado:

 

“Oi Denis, td na paz? Denis, queremos agradecer muito pelo que vocês fizeram por nos. Estamos muito felizes, acredito que nossas vidas mudaram muito, a partir de domingo, todos os irmãos estão motivados a pregar o evangelho, vc não imagina  a alegria que esta o irmão Olavo, ele esta passando os dvds pra todo mundo e anunciando sua nova visão do evangelho, ele ficou maravilhado de vocês ter abraçado ele, ele disse que jamais imaginaria que vocês fariam isso, pelo fato de estarem bem vestidos e perfumados, e ele tinha acabado de sair de uma roça, estava sem tomar banho com os pés todo sujo. Ele esta me pressionando muito a fazer copias dos dvds para distribuir. O irmão bimbim o jovem de óculos, me disse que encontrou o que ele estava procurando muito tempo... alguém que realmente lhe desse uma resposta satisfatória, ele e seu pai já estão falando da instalação de uma estação. Hoje a noite irei a casa de um amigo para assistirmos a pregação do Caio junto com sua família, suas cunhadas, sogra; Uma de suas cunhadas divorciou recentemente e esta sofrendo muito o preconceito da congregação, foi disciplinada e rejeitada pelos da fé; estou orando para que depois dessa mensagem do Caio ela venha realmente entender o que Deus pensa em relação a ela do que tem acontecido; Denis ontem conversei com um jovem da igreja Universal que estava trabalhando em um mercado , ele me disse que iria ser empresário e depois de eu orientar ele a respeito da barganha com Deus e etc, eu disse pra ele que se ele continuasse trabalhando no mercado qual seria possibilidade dele se tornar um empresário se no máximo q ele poderia chegar ali era assumir o lugar da gerente e já faz 8 anos que ela é gerente e continua gerente; sabe o que aconteceu ele pediu demissão a tarde, e os funcionários vieram falar comigo, confesso que fiquei assustado, cheguei a falar com o patrão dele realmente o que eu disse a ele. O duro é que o patrão concordou comigo , mas o rapaz trabalha muito bem, então foram falar com ele e ele retornou. Então procurei falar com ele e explicar melhor pra ele, dei um livreto do Caio pra ele. Este jovem quer participar de uma reunião com a gente, vou fazer o possível. Denis, fiquei muito maravilhado de poder constatar a simplicidade do Caio ainda com toda sua intelectualidade, percebi que existe uma criança dentro dele, amei muito o ensino que ele deu sobre os despojo de satanás, muito rico. Mudou até um detale de minha vida. Estou me sentindo muito bem agora por poder entender a ação realmente das potestades, e poder tomar um novo rumo; Denis manda um beijão pra todos, gostamos muito dos cantores. Esse ritmo diferente de cantar, ficamos um pouco acanhado de pedir musicas porque talvez as musicas que a gente conhece de repente não tem nada a ver com o ensino do Caminho. Fica com DEUS até mais.”

 

Ainda não sabemos se será no futuro, uma Estação do Caminho da Graça, mas uma coisa é certa... a Graça do Caminho os alcançou!

 

E, eu simplesmente louvo a Jesus... que não desistiu de mim quando eu dele fugi... e agora tem me concedido a graça de participar do seu reino e de conhece-lo como de fato é!

 

 

Denis Santos

Estação Bauru

 

_______________________________________

 

Resposta:

 

 

Amado Denis: Que linda Graça e que preciosa Paz!

 

 

Os dias sonhados já começaram, pois, quando o povo entende, então, é porque o reino chegou.

 

Anjos cantam para o povo de boa vontade a quem Deus quer bem. Uma estrela guia os magos, mas é um coral de anjos quem canta aos pastores do campo.

 

Jesus faz assim. Nunca nenhum Nicodemos o impressionou. Mas as cadelinhas debaixo da mesa O assustaram e deram a Ele a alegria que Lhe faltava em Israel.

 

Assim como eles há muitos outros. E como não tem sede, como é um Portão dos Invisíveis, fica ainda mais simples entender que o vento sopra aonde quer...

 

Quando pastoreava aqui em Manaus com meu paizinho (73-80), um dia minha mãe achou um índio perdido na rua. Perdido como você provavelmente se sentisse na Floresta. Ela parou o carro, e, peituda de coragem como é, pôs o homem dentro e o levou pra casa. Papai e eu o atendemos e ele ficou conosco um mês. Ele havia estado internado com tuberculose num asilo da cidade, e, dado como “bom”, foi jogado na rua a milhares de quilômetros de São Gabriel das Cachoeiras — de onde sua tribo distava ainda muitos quilômetros floresta adentro.

 

Soubemos que ele conseguia ler em espanhol, posto que a tribo dele estivesse praticamente na fronteira, e padres de fala espana faziam contatos com eles pela via da alfabetização. Então demos um Novo Testamento dos Gideões Internacionais para ele, daqueles bilíngües. Ele leu, leu, leu, leu... Apenas comia, dormia e lia... Quis saber o que era ser batizado e como era isso. Explicamos o sentido e dissemos que o modo era livre. Dependeria dele. Pediu para ser batizado e o batizamos. Ficou aquele mês inteiro lendo e tirando algumas dúvidas. Depois conseguimos que ele chagasse a São Gabriel, e de lá ele se foi...

 

Um tempo depois ele mandou pedir “aqueles copinhos de vidro”. Demoramos a entender que eram aquelas bandejas de ceia com pequenos cálices. Mandamos. Tempos depois outra comunicação. Havia uma igreja lá e uma revolução da Graça. Até o início da década de 90 eu ainda tinha notícias dele.

 

E assim vai... Pois assim é.

 

Lança teu pão sobre as águas, pois depois de muitos dias o acharás!

 

Que lindo!

 

Que o Senhor os guarde e que o entendimento do Evangelho seja neles plantado como uma Oliveira de Jerusalém, que é mais longeva que muitas civilizações.

 

Diga a eles que os amo no espírito que nos uniu, que é o espírito do Evangelho, o qual, em nós, é o Espírito quem em Jesus nos foi doado!

 

Nele, que faz lindo e que faz belo o que Ele mesmo faz simples,

 

 

Caio

 

30/08/07

Manaus

AM