Português | English

Cartas

CARTA DE UM AMIGO-PASTOR A QUEM “ALGUÉM” TENTOU OFENDER NEST

CARTA DE UM AMIGO-PASTOR A QUEM “ALGUÉM” TENTOU OFENDER NEST

-----Original Message----- From: CARTA DE UM AMIGO-PASTOR A QUEM “ALGUÉM” TENTOU OFENDER NESTE SITE Sent: segunda-feira, 5 de janeiro de 2004 01:38 To: contato@caiofabio.com Subject: OBRIGADO POR ME COBRIR Mensagem: Meu precioso amigo Caio, "Mas...conhecer o amigo não significa invadi-lo indiscretamente para conhecer todos os seus segredos. Ao contrário, a amizade protege o secreto do outro. O poeta russo F.M. Dostoiewski diz da amizade: ‘Não considero a maior felicidade ter decifrado completamente uma pessoa. Maior felicidade ainda é descobrir sempre novas profundezas na pessoa amada, que nos revelam cada vez mais a impenetrabilidade de sua natureza na eterna profundidade dela’. Cada pessoa é um mistério. O amigo preserva o mistério do outro. Para ele, o outro é sempre algo maravilhoso. Ele o admira sem querer compreendê-lo. Aelredo de Rievaulx chama o amigo de ‘escudo do coração’. Pois o amigo precisa proteger um amor duplo – o meu e o dele -; precisa resguardar fiel e caladamente todos os mistérios’". Evidentemente que as palavras de Anselm Grün dificilmente serão compreendidas por "ovelhas" que chutam "pastor-cão-morto" no tatame, endurecido pelos golpes da não-graça. Gente assim não tem condições de interpretar esta jóia de mensagem, pois a confundirão com o ato de encobrir pecados. Ainda bem que meu coração pode contar com escudos – ops!, amigos como você. Obrigado pelos golpes magistrais em minha defesa. As suas repostas estão ajudando a proteger a minha família das crueldades dos inquisidores. Mais uma vez, a família agradece. Você notou o segundo texto da minha "ex-ovelhinha"? Percebeu que há uma única versão oficializada e propagada dentro da igreja? Eu esperava isso de outros, mas alguns jamais poderiam agir assim comigo. Estão chancelando uma interpretação falsa e conveniente do que realmente aconteceu. Sem falar nos "abutres" que, pelos corredores, transformam o ocorrido em uma espécie de conto pornô da pior qualidade. Sabe qual a razão, querido amigo? A igreja, em sua grande maioria, me perdoou e continuou me amando, mesmo depois da confissão pública, nas três celebrações dominicais...templo lotado. Em uma das celebrações uma voz feminina fez-se ouvir no meio da multidão: "Nós te amamos, Pastor". Mas todos nós sabemos como são estas coisas de luta pelo poder na igreja, sobretudo quando o contexto é o pecado de adultério do pastor. Só se desilude quem se ilude. Não há nada de novo dentro da instituição. Sinto-me como Noé depois do dilúvio. Tomei um "porre"...e fiquei nu dentro da minha tenda. Os Camitas estão “vendo” a minha nudez...e contando a todos – do jeito deles –...e isto porque dizem que não querem escandalizar os que “estão do lado de fora". Cachorrada previsível. Mas comigo estão os Semitas e Jafetitas, como você, querido amigo, que pegaram "a capa, levantaram-na sobre os ombros e, andando de costas para não verem a minha nudez, estão me cobrindo". Que o lance de maldição e benção não se repita, como não se interrompeu na vida de Noé...o homem que não deixou de andar com Deus, só porque teve a sua nudez exposta. Mais uma vez, muito obrigado a você e aos demais amigos-escudo, carregadores da capa... Abraçado, amado, beijado e já recebido pelo Pai através de irmãos como você, *************************************************** Resposta: Querido e amado amigo: Prepare-se para as maravilhas da Graça de Deus! A capa é de Sangue Precioso, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o Sangue de Cristo; conhecido, com efeito, antes da Fundação do mundo, mas revelado agora para o nosso bem. Tudo isto lhe será a melhor e mais profunda experiência da vida. Sei quem você é, e sei que tudo isso apenas contribuirá para o seu Bem. Algumas tragédias nos salvam de outras maiores, e que chegam travestidas de “sucesso”. Deus ama muito a você. Deu a você e sua família a chance de saberem muito sobre a natureza humana—sua e dos outros—, e sobre a profundidade do amor de Deus. Agora...é não se alimentar das próprias dores, pois é isso que o diabo quer. Também não esqueça do poder diabólico que têm os amigos de Jó. Eles todos ficarão surpresos quando Deus disser que aceitará as intercessões deles através de você, como aconteceu com os três (4) amigos de Jó. De fato a “igreja” não aprendeu que só existe amizade e amor se isso acontecer, também, abaixo da linha da moral. Se é a moral que regulamenta nossas amizades, onde está a Graça? Amar moralmente os outros é o que os pagãos fazem. É fácil. Até no Viva Rio eles fazem o mesmo! Perdoar o irmão até 70 X 7, num único dia—e até todo dia—, é algo que foi enfiado em algum “buraco negro” na alma dos “irmãos” e por eles mesmos. Parece até fetiche sado-masoquista! Isso tudo porque ninguém quer se enxergar. Quem se enxerga não se escandaliza com mais nada nesta vida. No dia em que a mensagem do Evangelho destruir a força diabólica da “moral”, então a Igreja aparecerá como a mais poderosa e alienígena força da Terra. Ou seria outra a mensagem de João 17? Sim! o mundo crerá quando nos amarmos de verdade! Mas enquanto nossas “justiças” forem como as dos escribas e fariseus, ficaremos assim: doentes, enquanto arrogantemente vendemos cura! A justiça que “excede a dos escribas e fariseus” é aquela que acontece como Graça. Justiça é o que se vê em Jesus. E como foi desagradável a justiça Dele aos justicismos dos fariseus! A Cruz se ergue desse chão de hipocrisias! Os cristãos ainda não enxergaram que a única Vereda é aquela de Jesus. Ele é o Caminho em tudo. E se não for Caminho pra gente aprender como se trata um irmão, de que nos serve a confissão de fé no Evangelho? Tudo isto, no entanto, há de cooperar para quebrar esse bastiões de maldade e hipocrisia. E mais: a “igreja” tem que parar de chamar isso de “queda”. Parece até que antes alguém estava em pé! Eu não ando...sou levado pelo Espírito...mesmo quando rolo em agonias. Nada é mais maravilhoso do que saber que Deus é por nós! Receba meu beijão, e o transmita a todos os seus. Nele, que já declarou novas todas as coisas, Caio *************************************************** (PARA QUEM DESEJAR SABER DO QUE SE TRATA) -----Original Message----- From: MEU PASTOR, SEU AMIGO, ADULTEROU. O QUE DÁ NA CABEÇA DOS PASTORES? Sent: segunda-feira, 15 de dezembro de 2003 12:29 To: contato@caiofabio.com Subject: NÃO DÁ PRA ENTENDER Mensagem: Caio Fabio, Estive estudando um pouco sobre suas virtudes e suas derrotas. Aqui na minha cidade (disse a cidade) aconteceu uma coisa parecida com o que aconteceu com você. O meu amado Pastor (disse o nome, é meu amigo) caiu em adultério; e confessou à igreja, e foi um caos... Enfim...tudo isso aconteceu há poucos dias. O que dá na cabeça de pastores que pregam religiosamente contra o sexo antes do casamento e o adultério pra caírem na própria armadilha? O que anda acontecendo com nossos pastores???? *************************************************** Resposta: Meu amigo: Paz sobre a sua alma! Obrigado por “estudar” um pouco minhas “virtudes e derrotas”. Você aprenderá muito com elas. Especialmente com as “derrotas”. Com relação a dizer que o que aconteceu com seu pastor “foi parecido” com o que aconteceu comigo, peço-lhe que tire isto da “cabeça”. O que aconteceu a mim, foi somente a mim que aconteceu. Eu não sou “estatística”. O que me aconteceu foi só meu, e você não sabe o que foi. Portanto, meu amigo, muito cuidado para não tratar a homens como se fossem uma “monocultura”, pois, assim nascem "os amigos de Jó". Com relação ao que aconteceu ao seu pastor, meu querido amigo, aconteceu apenas com ele; e você não tem a permissão de Jesus de julgá-lo, e muito menos de colocá-lo numa linha industrial de pecados iguais aos de outros. Meu querido, somente fariseus pensam que os pecados humanos acontecem de modo igual. Lembra do fariseu que orava ao lado do publicano? O fariseu tratava os pecados dos homens como sendo iguais; chega até a agradecer por não ser “como os demais homens: adúlteros, roubadores e imprestáveis”. O importante é que quem se compara com os outros, não se enxerga; e quem não se compara com ninguém, mas trata do próprio coração diante de Deus, volta para casa justificado, como aconteceu, segundo Jesus, com o publicano, não com o fariseu. A “cabeça” que toma essas decisões malucas é a que não pensa muito bem nessas horas. Davi e um monte de outros “santos” que o digam! É assim com todo mundo, inclusive, e especialmente, com pastores. O que você não está levando em consideração são as seguintes coisas: 1. Seu pastor—e eu o conheço bem, e sei que ele é um homem de Deus—é infinitamente mais assediado que você e todos os membros homens de sua igreja. O volume de assédio é indescritível. Estou justificando o seu pastor? Não! É Cristo Jesus quem o justifica! Estou apenas explicando para você o lado humano dessa questão. Não levá-lo em consideração é hipocrisia e injustiça com a realidade. 2. Acho que sua pergunta não deveria ser dirigida aos pastores. Você deve perguntar isso a você mesmo. “O que dá na cabeça da gente que prega religiosamente contra o sexo antes do casamento e o adultério para cairmos na própria armadilha? O que anda acontecendo conosco?” Responda honestamente. Olhe para você e para o seu coração e responda. Fale a você mesmo—sim, porque sei que você desaprova as mesmas coisas—e tenha a coragem de confessar o que “passa pela sua cabeça”. 3. Também responda se seu pastor era um desses legalistas sem misericórdia e que vive acusando os outros, ou sendo tirano com a fraqueza do próximo. Você sabe que ele não é assim. Você sabe que ele mesmo não tratou a “vocês”—digo: os irmãos, o povo, a assembléia—como um pastor sem coração e sem Graça o faz. 4. Você usou a palavra “religiosamente”. Há aqueles que vivem isso—o adultério—justamente porque são muito “religiosos”. A Moral Religiosa, muitas vezes, cria tanta opressão que acaba criando o efeito oposto: a compulsão para realizar o proibido. No caso de seu pastor (que é meu amigo), digo-lhe que este não foi o caso. Ele é um homem de Deus, e de Deus um homem. Ele não é melhor e nem pior do que nenhum dos personagens da Bíblia que nós veneramos. Seu pastor é um homem, e dos bons. E como homem—ele, eu, você, e qualquer outro—, está sujeito às mesmas paixões comuns entre nós, os humanos caídos. 5. Acho interessante também essa “dor devastadora” e esse sentimento de “perda irreparável” que acomete os “religiosos”—pois lhe digo: você é que é o religioso dessa história!—, quando acontece algo de natureza sexual com algum pastor ou cristão. Digo isto porque vejo “vocês” agüentarem quem roube, trate mal, se imponha com tirania, explore, minta em nome de Deus, não cuide da alma do povo e não se abra ao faminto—sim! a esses eu vejo “vocês” tratarem com extrema boa vontade e vista grossa. Olhe, meu amado, seu pastor é um homem de Deus que sucumbiu a uma fraqueza, está já está perdoado por Deus, só não está perdoado por vocês. Espero que Deus tenha misericórdia de vocês—e de você também—, e não permita que vocês o tratem mal, apenas para depois sentirem saudade dele—após cometerem grande injustiça contra ele—, quando algum “lobo marketeiro e interesseiro” for convidado para pastorear vocês. 6. São sentimentos expressos da forma como você expressou os seus o que me dá um profundo desanimo em relação à “igreja”. Meu amado, de coração, chega a me dar raiva. Em mim não é raiva do fato de seu pastor ter dado esse tropeção—pode acontecer com você, e espero que isso não tenha que lhe acontecer a fim de você aprender a lição—, mas indignação ante o fato que a “igreja” não aprende NUNCA; perde todas as chances que tem de ser igreja, comunidade da Graça, do acolhimento, da verdade, da sinceridade, do perdão, e da celebração da Cruz de Cristo sobre as maldições da Lei. Sim! meu amado irmão: vocês não deixam a Lei morrer, ressuscitam-na para a desonra da Cruz, e estabelecem-na contra o mandamento de Deus: Ama e teu próximo como a ti mesmo. Como é que você gostaria de ser tratado se você fosse ele? Você pediria para ser execrado para sempre? 7. Qual é o seu problema? Você está com vergonha de seu pastor? Está decepcionado? Não entende por que a “cabeça” que não pensa não pensou? É isso? Teme pela imagem da igreja? Está preocupado com “os de fora” ? É isso? Pois bem, tenho a dizer que “os de fora” eu conheço muito bem—talvez pouca gente no mundo cristão conheça tão bem os “de fora” quanto eu—, e posso lhe dizer que do ponto de vista “deles”, o escândalo é “vocês” ficarem tão escandalizados. Os “de fora” escandalizam-se é com o “nosso” escândalo, com nossa irrealidade em relação a natureza humana, a nossa expectativa de que os pastores sejam seres “minerais”, gente acima do bem e do mal. Isso é que os choca, e muito! 8. Desejo falar com você também sobre a aparente intencionalidade que você atribuiu ao seu pastor no que aconteceu. Veja o que você disse: “O que dá na cabeça de pastores que pregam religiosamente contra o sexo antes do casamento e o adultério pra depois caírem na própria armadilha?” Dá até a impressão de que o sujeito iniciou 2003 e disse: “Este ano, segundo o planejado, adulterarei”. Meu irmão, ACONTECE. Pode acontecer a qualquer um. E não é porque a pessoa sabe que algo não deve ser feito, que ela mesma deixará de ensinar o certo apenas porque ela mesma é passível de erro. Ele não está ensinando a si-mesmo como verdade para os outros. Ele está ensinando algo que é para você e para ele também. Mas quem prega a Palavra não se torna a encarnação da Palavra. Meu amado, a Palavra se Encarnou uma única vez, em Jesus de Nazaré. Esperar que ela se encarne toda em mais alguém é blasfêmia. 9. Meu querido, quero dizer que enquanto a “igreja” tratar o sexo como pecado capital—aliás, no meio evangélico, é o único pecado sem perdão—, continuará a haver esse desperdício horroroso de “excelentes soldados de Cristo Jesus”, pois, à cada geração, tais coisas podem acontecer, e todos aqueles que são vitimados por tais tropeços são deixados no chão para sempre pela “igreja”. Não ajude a jogar fora um homem bom. Antes de ser seu pastor, meu querido, ele é seu irmão. 10. O mais chocante é que a esposa dele já o perdoou em Cristo, mas você não. Quem são vocês? Que igreja é essa? De que espírito vocês são? Já conheceram alguma vez o Evangelho? Sabem do que se trata? Foram salvos como? Pela Lei? Onde anda a Graça de Deus entre vocês? Está limitada aos catecismos da denominação? Pelo amor de Deus se enxerguem! Essa chance Deus lhes está dando Hoje! Conheço sua denominação de norte a sul. Conheço os adultérios crônicos de inúmeros dos “grandes pastores” de sua denominação, e que estão aí na estrada há anos, e que ficarão, provavelmente, para sempre “em pé” apenas porque são profissionais na “arte de esconder”. Convidem a esses para as “conferencias evangelísticas” e as abençoadas “semanas missionárias”. Mas desprezem o seu pastor. É! Façam isto! Quem sabe seja isso que vocês mereçam receber mesmo: os lobos. Só sei uma coisa, meu amigo: se eu dissesse tudo o que sei e posso provar que acontece dentro de sua denominação, sobraria muito pouca gente para ser convidada por vocês para qualquer “conferencia”. Pelo amor de Deus, aprenda a separar um acidente de percurso de um percurso que escolhe os acidentes. Sim! Pelo amor de Deus, aprenda a discernir entre um irmão ferido e quebrado, e um cínico e indiferente, e que aprendeu a arte de viver no engano. E mais: tratem com respeito a ele e a família dele. Não os humilhem. Deus haverá de chamá-los para uma conversa caso você os humilhem. Terminando: espero que você não considerem “comum e imundo aquele (aquilo) que Deus santificou”. Perdoa o teu irmão!—esta é a Palavra do Senhor. Graças a Deus Pedro não era evangélico. Do contrário, nunca mais teria tido outra chance na vida depois de “trair” a Jesus três vezes na mesma noite—e olhe que ele havia sido advertido. O que será que deu na cabeça dele? Logo ele que disse que “jamais” procederia assim? Amado, abra os olhos e o coração. Deus está dando a você a chance de deixar de ser menino e se tornar um homem. Desculpe a franqueza, mas o momento é de verdade. Nele, que perdoa todos os nossos pecados, Caio *************************************************** -----Original Message----- From: MEU PASTOR, SEU AMIGO, ADULTEROU. O QUE DÁ NA CABEÇA DOS PASTORES? continuação (I- II-III) Sent: quinta-feira, 18 de dezembro de 2003 11:55 To: contato@caiofabio.com Subject: UMA OVELHA DIFERENTE Mensagem: Querido Pastor Caio Fabio. Sua vida me tem dado a real perspectiva da graça. Obrigado, pastor! Só por ter tido a coragem de ser você mesmo, abrir o peito, e dizer ''que por mim mesmo Jesus morreu''! Não há do que se envergonhar disso! Venho lhe agradecer do fundo do coração a "enxovalhada" dada por Deus através de você para a ovelha-lobo, que não entende o "que se passa na cabeça dos pastores para cair em adultério". Não é de se admirar que não entenda...não consegue nem mesmo enxergar e entender o que se passa dentro do seu próprio coração. O que eu não entendo é como uma pessoa que se senta ao meu lado no culto, ouvindo as mesmas coisas que eu ouço, possa não entender nada do que se é pregado e anunciado. O que sempre ouvi do meu pastor é que Jesus veio para nos salvar dos nossos pecados. Que uma vez salvos por Jesus começamos uma caminhada que não se acaba nesta vida. Que nessa caminhada não temos competência nem para nos mantermos em pe, quanto mais para caminhar por conta própria. Mesmo essas tragédias, quando elas acontecem, ainda assim isso é mais Graça revelada Dele. E que exatamente por andarmos na Graça não há ninguém que se possa vangloriar; também não ninguém que exista e que não caia, ou não tropece na caminhada. Assim, o reino de Deus é formado por pessoas que foram salvas pela Graça, e que por isso, quando o irmão cai, não há dedo a se apontar, somente a mão a se estender. Não é nunca errar, mas sim o que se fazer com o erro. Não é o ser perfeito, mas o ser carente da Graça para andar rumo aos braços de Cristo, a nossa perfeição. É preciso "tomar cuidado para não jogar a criança fora quando estiver tentando dar banho nela, e cair uma barata na bacia." Estas coisas aprendi com meu pastor, e nunca o vi agir diferente das convicções que tinha. ''! O que se passa na cabeça dos pastores que caem em adultério"? Não sei, mas certamente o desgosto de ter que pastorear certas ovelhas é uma das coisas que passa. Da minha parte, tenho que dizer que não concordo com o circo que eles chamam de "disciplina". E que mesmo assim, sinto muito orgulho de ser pastoreado por um HOMEM como meu pastor, que até se sujeitou a este circo para não contrariar suas próprias convicções. Só para concluir, quero dizer que amo meu pastor, que lamento o que ele tem passado, mas que me sinto honrado e muito orgulhoso de ser uma de suas ovelhas. Mais uma vez muito obrigado pastor Caio Fábio. Deus abençoe você, e continue nos abençoando através de você e do meu querido pastor, seu amigo, e que foi objeto daquela carta tão infantil daquela “ovelha-lobo”. *************************************************** Resposta: Meu querido: Muita paz sobre você! De lá para cá já houve outras trocas de correspondência entre mim e aquele irmão que não sabe o que deu na “cabeça” do pastor dele, meu amigo, e seu pastor também. Minha indignação vem do fato que aquele tipo de pergunta já tem uma resposta pronta. Conheço um bocado a natureza humana. Não suporto ver covardia escondida sob o disfarce do escândalo. Não creio em escândalo de fariseu. Eis a segunda carta dele a mim. Da carta dele retirarei tudo o que possa identificá-lo, pois meu compromisso é tratar de idéias, não é o de expor pessoas. *************************************************** Resposta do rapaz à minha carta-resposta a ele: Mensagem: (AMIGO, RESPONDEREI ALGUMAS DE SUAS PERGUNTAS DENTRO DE SUA CARTA. AO FINAL EU VOLTO OUTRA VEZ) *************************************************** Mensagem: Bom dia Rev. Caio Fabio! Vou lhe contar uma estorinha. Vamos supor que o senhor tenha um caso com uma de suas ovelhas, e que essa ovelha também seja casada, e que depois de algum tempo essa ovelha se separe do marido para continuar com o senhor,e que depois o senhor não queira mais, e termine o relacionamento. *************************************************** Resposta: Se foi isto que aconteceu ao seu pastor, foi trágico. Ele jamais deveria ter feito isto. Mas se fez, o que você gostaria que ele fizesse? Que bancasse a relação para sempre uma vez que viu que se equivocou? Foi um horror! Mas você não tem como julgá-lo. Somente Deus sabe o que aconteceu a ele. Cuidado! *************************************************** Se sentindo traída a outra reúne a liderança de sua igreja e conta a eles o ocorrido; e quando resolvem chegar até o senhor, o senhor diz: É verdade! e esse relacionamento já dura quase um ano! E essa outra pessoa é amiga de sua família. Foi assim com meu pastor! *************************************************** Resposta: O que você gostaria que ele tivesse feito? Que tivesse negado? Talvez, para você, tivesse sido melhor. Assim você teria razões morais e de aparência para poder continuar amando-o. Você já pensou que antes de ser casado com você e com a sua igreja ele é casado com a mulher dele? Já pensou que se ele pudesse resolver essa tragédia sem implicar tanta gente ele teria, naturalmente, preferido? Já pensou que foi ele quem quis parar? Já pensou que essa senhora pode ter sérios problemas? E que somente uma mulher desequilibrada age como ela agiu? Meu amigo, o caso com seu pastor não foi o que terminou o casamento dela. Ela só teve um caso com o seu pastor porque o casamento dela já não existia. Meu amigo, sei mais dessa história do que você imagina. *************************************************** Tudo começou com envolvimento dele na política. No semáforo da vida dele a luz amarela já havia sido acesa há muito tempo. *************************************************** Resposta: Agora, meu amado, você já se constitui juiz e profeta sobre ele. Pergunta: quando você viu essa luz amarela acesa você foi falar com ele? Aposto que não! Deve até ter dito a ele: Que benção pastor! Profetas póstumos são abutres. Profetas verdadeiros falam quando vêem, não depois. Quem nada disse antes, então, nada diga depois. ************************************************** Quando escrevi ao senhor só fiz uma pergunta simples, pois não confiava fazer essa pergunta lá na igreja. *************************************************** Resposta: Por que? Você acha que eles seriam ainda piores em juízo do que você? Interessante. Você não tem coragem de fazer uma pergunta à liderança da igreja—não confia neles—e quer que seu pastor confesse, depois de ter caído em si, algo que poderia acabar com a vida dele? Não entendi a sua lógica. Você tem direito à discrição. Ele não! Além disso, quem me constituiu o responsável pela cabeça dos pastores? Mal dou conta da minha própria. *************************************************** Queria saber realmente o que se passa na cabeça dos pastores, o que dá na cabeça de pastores para fazerem isso...etc. Vou lhe explicar: Tenho uma turma de luta livre onde tiro crianças da rua e as coloco para treinar comigo. Tenho campanhas contra a violência, armas e drogas, e procuro sempre levar Cristo a casa dessas pessoas através do esporte. Fui muito mais assediado do que um pastor, onde certas vezes as garotas pediam para eu dar autógrafos em sua vestes intimas (calcinhas); entendeu? *************************************************** Resposta: Não! Não entendi. Ou será que você está me dizendo que você não pode perdoá-lo por não ter bancado algo que você, no seu espírito de “lutador” conseguiu ganhar por pontos? *************************************************** Viu onde entra a luz amarela? Atenção: Era o Espírito Santo dizendo! Para mim valia muito mais a minha consciência tranqüila, seguir o exemplo de José no Egito, de Jó na lama; de Sadraque ,Mesaque e Abdnego ao não se curvarem diante da estatua. Isso valia muito mais do que o prazer de pecar, pois alguém disse um dia "resisti ao diabo e ele fugira de vós". O que seria de meu ministério contra a violência se um dia meus alunos me visse ou soubesse que eu briguei na rua? Vamos brigar!!! Ou o que aconteceria se soubesse que eu trai minha esposa? sendo eu um Cristão? *************************************************** Resposta: Até agora só vi uma cara estrebuchando para não “bater”, esperando o combate terminar...Até agora só vi um rapaz preocupado com a imagem de seu ministério. Até agora só um cara que faz tudo para não ser julgado. Até agora só vi um menino zangado com o seu pastor, que não segurou ondas, enquanto o cara fez de tudo para não sucumbir. *************************************************** Levar o nome de Cristo é muito sério, não é brincadeira não. Transmitir os ensinamentos de Cristo exige muita responsabilidade, não é simplesmente subir em pecado em um púlpito e dizer coisas que se não vive. *************************************************** Resposta: Agora, amigo, você saiu do tatame. Como você pode ser tão cruel assim? Julgar toda a vida de um homem por um combate perdido? Você sempre ganhou todas as suas lutas? Nunca encaixaram um armlock em você? Nunca foram para as suas costas? Nunca teve que “bater”? *************************************************** Quem me garantiria que se essa mulher não fosse ao conselho da igreja dizer ao corpo diaconal sobre a bigamia, se não ficaria tudo assim mesmo? E se ela não tivesse contado? Indo mais longe ainda? O pastor se confessaria? O pecado deles já havia sido encoberto durante um ano, poderia muito bem ter sido encoberto durante dois, três; ou quem sabe simplesmente não diria a igreja e ficaria por isso mesmo. O senhor pode me garantir ?? *************************************************** Resposta: Eu não posso garantir nada. Mas posso garantir que você está no ministério errado. Você deveria ser delegado de pastores. Tudas as perguntas que você fez têm a ver com você: “quem me garantiria?” *************************************************** Quando disse “pastor amado”, é porque eu o “amava” mesmo, como pastor. Muitas vezes sua mensagem me fez pensar sobre a vida com Cristo; e eu só queria entender o que se passa na cabeça de um homem de Deus para trocar sua primogenitura por um prato de guisado. Vale a pena??? *************************************************** Resposta: Meu amado, você acha que vale a pena? E se ele já abençoou a sua vida, por que não pode mais fazê-lo? Você já arrancou todos os salmos de Davi de sua Bíblia? Ou ainda os lê? *************************************************** Quem acreditara em um homem desse agora?? *************************************************** Resposta: Quem conhece a Graça de Deus, quem conhece seu próprio coração, e quem conhece a natureza humana, acreditará. Somente os fariseus não crerão. Meu irmão, você ainda está na Lei. A Graça de Deus não existe para você. Está na hora de trocar o tatame por um altar. *************************************************** Oro por ele sim, pois ele precisa muuuuuuuuuuito de orações, e é só Deus quem pode o ajudar. O senhor não me entendeu quando o escrevi. Eu não julguei o pastor. SÓ QUERIA O ENTENDER. Aquela carapuça não é para mim. *************************************************** Resposta: Meu amado, você se entrega que é uma beleza. Não se esconda. A carapuça foi vestida. Somente nesta carta você já a vestiu muitas vezes. *************************************************** Penso se valeu a pena destruir um casamento de outra pessoa, sua vida, e causar polêmica na igreja. *************************************************** Resposta: Você está preocupado demais com essa outra pessoa. Eu também. Mas me preocupo também com a esposa de seu pastor e com a família dele. Quanto à polêmica na igreja, creio que esse caso serve para provar porque a maioria vive encobrindo as coisas: Vocês não gostam da verdade. Um bom disfarce vale mais que a verdade. A verdade pode causar polemica. É claro que seu pastor não é suicida. Sei que ele não quer nunca quis isso pra vida dele. E você sabe também. *************************************************** Deus o abençoe, reverendo. *************************************************** Minha resposta: Meu querido: Paz sobre a sua alma! Aquele que pensa estar em pé, cuide para que não caia! Fiquei casado com a mesma mulher 23 anos sem nunca traí-la. E durante aquele tempo eu fui muito assediado. Foram anos de assédio no mundo inteiro. Não me estenderei neste tema. O fato é que nunca aconteceu NADA. Deus, o diabo e os anjos sabem que falo a verdade. Nunca houve nem um sorriso de alguém massageado em seu EGO. Um dia aconteceu, há alguns anos! Que pena! Muita gente sofreu! Foi uma tragédia! Que dor! Que horror! Nenhum de nós planejou aquilo, mas aconteceu. Espero que você nunca tenha que saber por você mesmo o que é isso. A impressão que dá é que você está com raiva. Raiva do tipo: Eu aqui me segurando, e esse cara se soltando. Que raiva! Esse é o espírito de sua PRIMEIRA CARTA. Agora você está tentando se "justificar". Melhor seria dizer: Fiquei com raiva mesmo! É raiva de se segurar enquanto o seu pastor não se segurou. A quantidade de vezes em que você menciona o que outros iriam pensar fala flagrantemente de como você é por dentro. Você chegou a dizer que não trocaria o prazer pelo ministério. Meu amado, quem tem que ficar fazendo essa “conta” está é à perigo. Quem está bem nem pensa nisso! Por isso é que lhe disse que se você quiser saber o que se passou na cabeça de seu pastor, basta olhar para a sua própria cabeça. Você é que deve se enxergar. O problema dele, foi dele; e com Deus ele vai resolver. O seu, é seu. E eu espero que você seja fiel por sua própria causa, e não por cauda dos outros, e nem tampouco em razão do que eles podem pensar. Assédio, meu amigo, eu soube e sei o que é! Mas também sei o que é raiva. E você está com raiva do seu pastor. Conheci o mesmo sentimento que hoje identifico em você em centenas de "irmãos e amigos" nos últimos seis anos. Virei PHD no discernimento desse sentmento. Ele tem pequenas variáveis, mas o carnegão é o mesmo. Você não está sentido dor, mas raiva. E mais: sua dor anda perto da inveja do pecado dele. Não ore por ele. Seria hipocrisia. Seu coração está com raiva. Você é quem deve procurá-lo antes de colocar a sua oferta no altar. Engraçado: eu fui assediado o tempo todo, anos, e muita gente tropeçava enquanto isto...Nunca me senti como quem estava fazendo um sacrifício por amor a Cristo. E nunca me senti traído quando outros tropeçavam. Eu me sentia grato por não me ter acontecido aquilo, e cheio de compaixão por aqueles que tinham tido aquele acidente no percurso. Resistir aos assédios não era um sacrifício , e ninguém me devia nada por eu resistir. Nunca servi a Deus por causa dos outros. E nunca esperei dos outros que me pagassem com comportamento idêntico ao meu. Minha filosofia era: Para mim msmo, todo o rigor; para os outros, toda a generosidade! Nesse meio tempo alguns dos meus predecessores em Cristo pisaram feio na bola. Eu me choquei? Me escandalizei? Não! Nunca! NINGUÉM NEM FICOU SABENDO. NEM MEU PAI SOUBE O QUE EU SABIA. Nunca sofri dessa doença infantil! O que sentia era dor, misericórdia, pena, tristeza, e me mostrava solidário. Você é campeão de luta livre? Que bom! Agora está na hora de ser um campeão contra a raiva e a inveja do pecado do irmão. SEJA MISERICORDIOSO. DO CONTRÁRIO PODE SER QUE DEUS DEIXE VOCÊ IR PARA UM “TATAME” A FIM DE RECEBER UM GOLPE PARA O QUAL NENHUMA “GUARDA” DO JUI JITSU TEM MEIOS DE CONTER. TALVEZ SUA ÚNICA SAÍDA SEJA “RASPAR”, MAS QUEM RASPA JÁ ESTÁ EM BAIXO. CUIDADO! Seu espírito não é bom. No mínimo é coisa de criança na fé. Quem já cresceu não se escandaliza com mais nada. Nunca fiz sacrifícios nesta área. Tudo o que NÃO fiz, por amor a Cristo não fiz. Portanto, ninguém mais estava me devendo nada. Cada