Português | English

Cartas

CAMINHO DA GRAÇA – do virtual ao real (por Carlos Bregantim)

CAMINHO DA GRAÇA – do virtual ao real (por Carlos Bregantim)

 

 

 

 

CAMINHO DA GRAÇA – do virtual ao real (por Carlos Bregantim)

 

 

 

Na semana que passou, de quinta-feira a domingo, com encerramento memorável no Teatro La Salle, o Caminho da Graça em Brasília acolheu as Estações e grupos que andam no espírito do Caminho, e que hoje estão espalhadas e espalhando-se pelo Brasil e outros países.

 

A carta do Carlos Bregantim aos mentores do Caminho, e que segue transcrita, diz tudo sobre os dias que tivemos.

 

Saí do evento com a certeza de que algo havia acontecido. Sei que aconteceu. Agora é só esperar o aparecimento dos frutos.

 

 

 

Caio

 

 

____________________________________________________________

 

 

Leia a carta:

 

 

----- Original Message -----

From: carlosbregantim@caiofabio.com

To: mentoresdocaminho@grupos.com.br

Sent: Tuesday, June 12, 2007 6:29 PM

Subject: CAMINHO DA GRAÇA - DO VIRTUAL PARA O REAL EM BRASILIA, NO BRASIL E NO MUNDO.

 

 

CAMINHO DA GRAÇA

DO VIRTUAL PARA O REAL EM BRASILIA,

NO BRASIL E NO MUNDO.

 

Por conta do Site www.caiofabio.com que, para muitos foi, é, e certamente ainda será a porta de entrada nesta aventura que é o CAMINHO DA GRAÇA, a virtualidade é uma marca de quase todos nós do Caminho.

 

É o tempo todo, escrevendo e-mails, interagindo no MSN, Skipe, Paltalk, e, claro, telefonemas convencionais, celulares e por ai vai...

 

Mas, aos poucos estamos saindo da virtualidade e nos aventurando no mundo real, onde podemos ver, ouvir, tocar em gente e gente muito boa.

 

Alguns de nós - falo por mim, Caio, Marcelo Quintela, Chico, Ana - temos tido o privilegio de nos encontrarmos mais pessoalmente do que a maioria dos caminhantes e mentores, isto por causa das nossas responsabilidades e disponibilidades, mas, a maioria dos caminhantes tem sido a partir de encontros como o de Atibaia, Recife e agora Brasília.

 

Com estes encontros e outros tantos encontros que acabam acontecendo, fruto destes grandes encontros, temos nos aproximado uns dos outros. Como é gostoso, agora, já ligarmos os nomes às vozes e feições das pessoas do Caminho. Que bom termos tido o privilégio de saber um pouco mais da história de muitos e da caminhada que cada um fez até chegar ao Caminho da Graça.

 

É insubstituível o encontro pessoal que deixa a marca da saudade quando nos despedimos.

 

Em encontros como o de Brasília, tivemos a oportunidade de dormir juntos, (claro, com a devida ordem..heheheh) tomarmos café juntos, cantar , orar, refletir, almoçar, passear, dançar, chorar, rir, ouvir, falar, aprender, re-aprender, confrontar, ser confrontados, decidir, conhecer, ser conhecido e em meio a isto tudo, OUVIR DEUS sussurrando suavemente em nossos ouvidos a Sua Maravilhosa Graça, Seu Amor, Sua Bondade, Sua Generosidade, Seus comandos e isto através de cada caminhante, das formas mais diversas possíveis. Falando, ouvindo, acolhendo, abraçando, olhando, enfim, Deus insiste em usar pessoas em nossas vidas e, em Brasília, mais uma vez o fez, isto é, usou gente na vida da gente.

 

Quanto calor, encorajamento, amizade, alegria, confissão e perdão, dedicação, serviço, e, tudo muito simples. Sim, simples, informal, interativo, eclético, plural. A impressão é que ninguém ficou ou fez alguma coisa sozinho.

 

Assim é o Caminho da Graça, que vai se tornando real e fazendo valer o que se diz no virtual.

 

Que seja assim, hoje e sempre. Que a virtualidade do Caminho da Graça sirva para nos arremessar ao encontro do outro, não para nos colidirmos, mas, para andarmos juntos ao vivo e a cores sempre que possível. Que a virtualidade do Caminho vá se materializando em ações, gestos, encontros pelo Brasil e mundo afora. Que a virtualidade seja apenas uma ferramenta para nos conduzir à realidade dos encontros. Que na realidade dos encontros não sejamos virtuais, mas, reais. Que na realidade tenhamos a coragem de nos abrir como o fazemos muitas vezes na virtualidade. Brasília nos possibilitou “encarnar” na realidade de muitos e de muitos “encarnarem” em nossas realidades. Nisto vejo o mistério de Deus nos atraindo uns aos outros e a Ele. Que outros tantos encontros aconteçam. Que nos encontrarmos não seja um fim em si mesmo, claro, mas, nos remeta para o serviço a Deus e aos homens na expectativa de resgatar no ser humano a imagem e semelhança do Criador que é na verdade o Caminho para onde estamos indo, isto é, ser morada do Deus Altíssimo. É pra lá que vamos. É pra lá que o Caminho da Graça nos levará, pois Ele é o nosso destino. Até o próximo encontro, que pode ser aqui, ali, além, mas, sempre será em gratidão pela Graça que nos alcançou, pelo amor que nos comprou e nos tirou das trevas para Sua maravilhosa luz, para o Reino do Filho do Seu Amor, JESUS DE NAZARÉ. A Ele Honra, Glória e Poder para sempre, amém.

 

Com carinho e gratidão.

 

Carlos Bregantim

 

http://www.gracaecia.blogspot.com/

 

________________________________________

 

Continuando:

 

 

Assim, a Carta do Bregantim diz tudo.

 

Esse é o espírito...

 

Nossa decisão é voltarmos ao que é simples, como foi, é, e sempre será.

 

E o modo de ser, de fazer, e de viver, é um só — aquele simples e prático de Jesus.

 

E não há o que ser discutido (está claro de tão simples que é). Há apenas o que existe para ser vivido segundo a verdade na fé.

 

Estou orando acerca da possibilidade de criarmos uma fraternidade que inclua na jornada objetiva, vários grupos e pessoas que têm compromisso com instituições diversas, mas que crêem conforme tem sido re-dito aqui no site.

 

Eles me pedem para termos um encontro no espírito do Caminho da Graça, mas sob uma designação que não lhes crie problemas em relação a quem não os deseja ver ligados ao que faço.

 

É parte do modo de Deus para comigo que seja assim. Levo com alegria esse vitupério para fora do arraial, onde Ele está.

 

Portanto, estou orando e considerando, e ainda conversarei com alguns amigos antes de tomar qualquer decisão.

 

Esta, no entanto, é a inclinação pessoal de meu coração.  

 

 

Nele, que nos uniu em amor no Caminho que é Verdade e Vida,

 

 

 

Caio

 

13/06/07

Lago Norte

Brasília