Português | English

Cartas

CAIO, AONDE VOCÊ NÃO PREGARIA?

CAIO, AONDE VOCÊ NÃO PREGARIA?

 

 


----- Original Message -----
From: CAIO, AONDE VOCÊ NÃO PREGARIA?
To: contato@caiofabio.com
Sent: Wednesday, October 04, 2006 9:05 AM
Subject: Aonde você não pregaria?

 
Oi Caio!
 

Sou freguês aqui. Não tenho problemas graves; nada muito especial a dividir, ou compartilhar. Apenas gosto muito de tudo. E não sou mais o mesmo...
 
Tenho só uma pergunta: Aonde você não pregaria o Evangelho? Existe esse lugar pra você?
 
Um forte abraço!
 
 
Waldemiro

____________________________________________

Resposta:

 

Amigo Waldemiro: Graça e Paz!

 

Jesus mandou pregar a toda criatura; e em todos os lugares; ou, no Seu dizer: Nas postas do inferno!

Assim, só não prego para quem não quer ouvir. Mas aonde alguém me quiser ouvir, aí pregarei. Podem ser lugares reais, virtuais ou de qualquer outra natureza.

Já preguei atendendo a um convite “oficial” do “Comando Vermelho” do Complexo Penitenciário da Rua Frei Caneca, no Rio. Já preguei para Presidentes e Governadores. Assim, por que me negaria a pregar aonde quer que fosse e para quem quer que seja?

Outro dia me chamaram para um almoço na “União Planetária” de Brasília. Fui. Perguntaram-se como tinha sido minha “conexão espiritual”; e eu falei de meu encontro com Jesus. O líder ficou agitado. Mas muitos ouviram com avidez.

Já preguei em Casa de Umbanda, no alto do Boreu — então por que não pregaria em qualquer Igreja, Loja Maçônica e Ponto de Bicho? Ou mesmo para Banqueiros, Médicos, Curandeiros, Pastores, Macumbeiros, Padres, Magos, Monges e Vândalos?

Afinal, todos pecaram; e igualmente carecem da glória de Deus.   

Já preguei em Boca de Fumo e de Pó; em Catedral e em Quintal; em Bar e em Barco; em Boate e em Mosteiros; em Salão de Beleza em Hospital. E etc. e tal. O que seria uma fala sem final...

Ora, quem prega na Internet e tem seu lugar virtual nesse quintal global, não tem mais porque ter tais pudores, pois eles nos limitam em muitos poderes. O poder de estar em todos os lugares. O poder de ter todas as mentes da terra ali se conectando. O poder de estar, sem ser parte do que a alma aborrece. E, sobretudo, de poder se deixar expor como questão-resposta a todos os homens.

Assim, se espíritas me chamarem a pregar em Centros, eu irei. Se me chamarem para pregar no canal da Universal, eu pregarei. Se me derem espaço no canal Esotérico, lá estarei. Se os papas da Nova Era me pedirem para pregar o que penso, encherei a Terra com o clamor do Evangelho. Pois, sei que é o Evangelho o que prego; e, portanto, onde quer que me deixarem falar, ali não haverá confusão; pois prego somente a Jesus, o Cordeiro da Cruz Eterna e Histórica; o da Ressurreição que gerou a Criação e o da Ressurreição que apontou a Glória; o da Graça que é mediante a fé; e que assim justifica a todo aquele que crê. Ora, onde quer que esta seja a Palavra, todos os diabos sabem o seu lugar; e é a verdade que liberta que se faz impor como a própria verdade o faz, sem partos artificiais e sem guerras ou humilhações — tudo belo como Jesus.

Aliás, devo dizer que já tive programa na Record na década de 90. Pagava. Não era de graça. Queria ter autonomia. De graça, porém, me foi oferecido. Saí quando Macedo mandou editar um programa meu que iria ao ar, pois havia uma afirmação que chocava o sistema de arrecadação dele. Pediram perdão em nome do “bispo”. Mas eu saí de lá na mesma hora. Onde, porém, não me fizerem “cortes”, ali estarei. Sempre buscando pregar com bom senso, propriedade, unção, ousadia e sabedoria no Espírito Santo. Mas ninguém terá dúvida alguma quanto ao fato de que é e será o Evangelho. E quanto a isto eu sei que jamais houve ou haverá confusão. Sei em Quem tenho crido. E sei a Quem tenho pregado. E Ele crucificado e ressuscitado dentre os mortos.

Assim como nenhuma criatura, dimensão, tempo ou estação da existência pode me separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, do mesmo modo devo, por tal certeza, pregar a toda e qualquer criatura que entenda, em qualquer dimensão, meio ou mídia; em todo tempo e estação da vida; e sem nenhuma dívida para com o passado, o presente e o futuro — pois farei isto sempre por amor e incontrolável alegria no Espírito Santo.

Espero ter deixado claro para você que só não prego onde o lugar-não-existir. Cada lugar, porém, ouvirá o Evangelho, mas de um modo que seja próprio.


Nele, que é; e por Quem estou buscando a disposição de estar pronto para tudo ao que Ele se dispôs — exceto a Cruz que Ele já levou por mim,

 


Caio