Português | English

Cartas

BUSCO O BATISMO NO ESPÍRITO SANTO E NÃO RECEBO

BUSCO O BATISMO NO ESPÍRITO SANTO E NÃO RECEBO

-----Original Message-----
From: BUSCO O BATISMO NO ESPÍRITO SANTO E NÃO RECEBO
To: contato@caiofabio.com
Subject: CONFLITO ESPIRITUAL
Mensagem: O choro, o Espírito Santo e eu...


A paz, irmão!

Sabe, percorrendo seu site vi inúmeras questões, temas, perguntas, dúvidas e também seu apelo para não perguntarem o que já está respondido no site.

Mas ainda não vi nada parecido com o que lhe colocarei aqui.

Sou crente desde os meus 13 anos, vai fazer 8 anos que sou evangélico, e Graças a Deus por isso.
Já viu aquele filme “O Troco”? Se já viu, o Sr. Phorter, personagem central, seria exatamente o meu espelho, de como seria o meu “eu” se não fosse o evangélico.

E no decorrer desses anos de crente, já vi muita coisa, milagres, benção de todos os tipos; eu sou uma dessas bênçãos ambulantes!

Sou imensamente sensível à voz do Senhor, muito mesmo.

Agora, tenho em mim um "espinho" me incomodando: não sou batizado no Espírito Santo; acho que me falta ser menos sistemático e deixar de pensar que na hora do batismo o que eu falar será da carne.

Sei que tem pessoas que há anos são evangélicas, e não são Batizadas no Espírito, e sei que não é porque não merecem, mas também por não ser a vontade de Deus.

Pois bem, eu tenho em mim que me falta tirar esse "espinho" para receber esta benção, pois já tive vontade de falar em línguas e retive; em sonhos falava, e tal; e isso me faz pensar em algo que não faço, chorar.

Chorei uma vez na presença de Deus, e me pergunto se realmente sou sensível à voz de Deus, ao Espírito. Pois se fosse deveria chorar na hora da luta, da angustia, da alegria ...

Te confesso uma coisa, nem no velório de minha mãe chorei, mas, vontade de berrar vinha; lágrimas vinham até a "porta dos meus olhos" visíveis a todos; mas não as deixava cair; assim é diante de Deus.

Sabe o que é ter vontade de chorar, e não chorar?? Esse choro se verter pra dentro de si e quem acaba chorando é sua alma; que se deixasse as lágrimas saírem seria um berreiro que só?

Minha alma chora no lugar do meu corpo, não tem choro dolorido pior que esse.

Assim me pergunto: se eu não choro não é porque tenho o meu coração duro?

Como disse, sou sensível a voz de Deus, minha alma chora, mas será isso mesmo?

O meu coração não é duro a ponto de impedir o choro de brotar?

A resposta que EU encontrei é: Não, o meu coração não pode ser duro; se Deus fala, eu faço; se o meu irmão fala, pede, e Deus com a pontinha do dedo me cutuca, eu realizo o pedido do meu irmão; se meu irmão só precisa de alguém para fazer-lhe companhia, ali eu estou, padecendo junto com ele.

Sou tão sensível que um dia um irmão e uma irmã foram cantar na minha igreja, um casal lindo, daqueles bem tradicionais—o ritmo dos hinos bem tradicional não é meu estilo—, e quando terminou o culto foram vender os CDs deles na porta da igreja. Ao passar pelo irmão, ele nem sequer olhou pra mim, e me deu uma queimação que comprei o CD. Algo em mim disse: compre, é pra obra de Deus!
Escutei o CD uma vez, como disse não é meu estilo. Ao olhar o irmão, não pude conter a voz doce e agradável que me mandava comprar o CD apesar de não ser meu estilo.

E por isso que venho até o senhor. Não para buscar resposta, se estou certo ou errado; pois creio que não choro, pois minha alma chora; seguro o choro por sempre acreditar que tudo vai ficar bem; pois tenho um Deus. Engulo e bola frente; e isso acarreta em meu interior rios e rios de lágrimas; acho que se chorasse carnalmente seria mais fácil.

Assim quero do senhor uma opinião, pois nunca falei isso com ninguém.

Fico com medo de falar isso com meus pastores, e eles acharem uma tremenda bobagem, e se não acharem, não souberem dar uma opinião, e encherem lingüiça com coisas que julgam ter a ver com a questão, e me deixarem mal.

O que pode me dizer?

Um abraço e até.




Resposta:


Meu irmão: Paz!

O Batismo com o Espírito Santo é sinônimo de conversão e regeneração. É a mesma coisa que “nascer de novo”.

Você já nasceu de novo? Creio que sim!

Seu problema é duplo:

1. Você deve ser membro de uma igreja que ensina que o “falar em línguas” é o sinal do “Batismo com o Espírito Santo”. E nessa essa igreja o Batismo no Espírito deve ser visto do modo pentecostal clássico: como um revestimento especial de poder para dar testemunho.
2. Você iniciou me oferecendo um “reflexo”, um “espelho” seu que há num filme; onde haveria um personagem que bem ilustra a sua personalidade. A seqüência de tudo o que você disse, confirmou minhas suspeitas: você vive de emoções. Apesar de tudo o mais ter sido aparentemente contra tal diagnóstico. A diferença é que suas emoções explodem para dentro, mas são muito fortes. E emoção não é a base da vida. O justo vive pela fé, não pela emoção.

Você é cristão.
Você crê em Jesus.
Você é batizado no Corpo de Cristo, o que equivale a ser batizado no Espírito Santo.
E PONTO.
Entendeu?
PT Saudações!
It is over!
Está Consumado!

Agora você crê ou não crê.

Mas se você continuar vivendo de choro para dentro e emoções travadas para fora, você vai ficar mais doente ainda.

De fato, você está precisando urgentemente de pastor (sério e sereno), e de um terapeuta.

Por quê?

Porque você pode ficar muito doente mesmo.

Essa fixação no Batismo com o Espírito Santo, quando exposta como você fez na sua carta, revela um estado emocional perigoso, e prestes a mergulhar você em fobias, manias, medos e fixações espirituais muito piores.

Você precisa relaxar, tentar ser um jovem da sua idade, passar a usar mais a cabeça—a história do CD mostra o quão místico você anda—e buscar ser menos emocional, menos fervente, e mais maduro.

Entregar-se a emoções e sensações pode ser uma desgraça—e aí tanto faz se você chora para dentro ou para fora.

Jesus chorou!

A saúde é chorar com os que choram e se alegrar com os que se alegram.

A saúde é possuir senso de propriedade em tudo.

Estou falando isto depois de já ter visto milhares de pessoas fazerem o seu caminho e terminarem muito mal.

Na minha opinião o “Batismo com o Espírito Santo” tornou-se o seu álibi para não enfrentar outras questões de natureza emocional e afetiva, e que foram represadas em razão do tipo de fé que lhe foi ensinada.

Por que você disse que o Sr. Phorter, personagem central, seria exatamente o meu espelho, de como seria o meu “eu” se não fosse o evangélico?

Fiquei pensando nisto!

E, sinceramente, acho que você deveria me escrever dizendo quais seriam as coisas que você faria e seria se você não fosse evangélico!

Creio que aí está o problema!

Enquanto isto, fique calmo e ame a Deus e o próximo sem stress.

A fé é maravilhosa. E é dela que se tem que viver.

Mas as emoções podem ser desastrosas quando tomam o comando da vida.

Por trás de todas as maluquices da religião há pessoas emocionalmente desequilibradas, e que confundem suas emoções com a vontade de Deus.

Não há seita que não tenha exatamente esse perfil de adeptos angustiados e emocionalmente ávidos por um choro arrebatador e uma queimação extraordinária.

Cuidado com a saúde de sua mente.

Leia a Palavra e creia nela.

O Evangelho nos basta.

A sanidade e o equilíbrio de Jesus é o que devemos buscar.

Quanto mais longe da referência Humana que Jesus nos oferece alguma coisa, pessoa ou instituição estejam, mais certamente adoecidos estarão.

Receba meu beijo e carinho.

Nele, que é a Paz de nosso crer,


Caio