Português | English

Cartas

AUTO-DEFINIÇÕES TEOLÓGICAS

AUTO-DEFINIÇÕES TEOLÓGICAS

----- Original Message ----- From: newton To: cafecomgraca@caiofabio.com Sent: Monday, April 26, 2004 10:58 AM Subject: Contato do Site Mensagem: Evangélico, cristão, crente. etc. Meu Posicionamento Teológico Existem judeus e existem gentios. Quando um judeu se torna cristão, ele geralmente toma o título de judeu messiânico, e continua a celebrar as festas e costumes do judaísmo, só que com um novo foco para sua fé: a figura de Jesus Cristo como filho de YHWH. Eu sou um gentio. Eu sou um pagão, filho de pagãos, numa terra pagã. Meus costumes são pagãos, minha cultura é pagã, e meu modo de pensar é definitivamente pagão. C.S. Lewis dizia "Eu sou um pagão convertido numa terra de puritanos apóstatas." Eu também o sou. Eu sou um pagão, e minha fé é pagã, e deus nenhum me é estranho. Minhas festas são pagãs, meus ritos são pagãos, só que com um novo foco: a figura de Jesus Cristo como filho de Deus. Eu sou um pagão, mas um pagão convertido. Esse é meu posicionamento teológico, e se eu pudesse me rotular, este seria o meu título: Eu sou um pagão messiânico. ____________________________________________________________ Resposta: Meu querido amigo em Cristo: Eu sou um homem! De fato, é o que sou e o que desejo ser...apenas um homem. Esta é minha confissão mais "teológica". Sou homem, salvo por Jesus Cristo homem, meu único Mediador, e minha única referencia para ser homem na Terra. Quem você acha que Jesus diria que Ele era se Ele não fosse Ele, mas tão somente qualquer outro “ele”, como eu? Paulo disse que era “escravo de Jesus”. Eu me contento com algo assim... Não tenho uma auto-definição teológica que me dê cara. A cara é a minha, e ela não é filha de uma teologia, mas de um Encontro. De fato, eu sou um homem de lábios impuros, e que vive no meio de um povo de impuros lábios; e meus olhos viram o Santo! Ficarei muito feliz se sobrar para mim a percepção de que fui, sou e serei apenas um homem; sim, um homem de Deus, e de Deus um homem. Mas nada me fará tão bem na Terra quanto a possibilidade das pessoas poderem olhar para mim, e dizerem: Ali vai um homem...um homem gente boa de Deus. Em Cristo não há mais homem, nem mulher; nem escravo, nem liberto; nem judeu ou gentio... Todos, agora, somos um Nele! Caiu o muro da separação. Mas ele só cairá por completo no dia em que todos nós formos apenas humanos...para Deus...para nós mesmos...e para todo outro ser. E minha maior luta é para não carregar no corpo nada que não sejam "as marcas de Jesus". Sinceramente eu não gostaria de ser "tatuado" por nenhuma outra "marca". Nele, cuja bandeira sobre nós é amor, Caio