Português | English

Cartas

AS LÍNGUAS SÃO A EVIDÊNCIA DO BATISMO NO ESPÍRITO?

AS LÍNGUAS SÃO A EVIDÊNCIA DO BATISMO NO ESPÍRITO?

-----Original Message----- From: AS LÍNGUAS SÃO A EVIDÊNCIA DO BATISMO NO ESPÍRITO? To: Caio Fabio Subject: Dúvida sobre línguas estranhas Querido pastor Caio: Gostaria de agradecer seu carinho e atenção quando respondeu minha pergunta sobre o jejum. Sua resposta analisando o aspecto das conseqüências psico-orgânicas do jejum em nosso organismo, nos deixando mais sensíveis a nós mesmos, realmente abriu a minha visão para esta questão. Gostaria de continuar conversando com você sempre sobre outras questões. Aí vai, mais uma pergunta: O falar em línguas estranhas ou em outras línguas, é o único sinal visível no momento em que a pessoa recebe o batismo no Espírito Santo? Agradeço muito sua atenção. Que Deus continue dando sabedoria e forças ao amado pastor. Um abração. Eduardo Souza ________________________________________________________ Resposta: Meu amado irmão: Paz! Há um livro meu intitulado "Espírito Santo: o Deus que vive em nós" que trata extensivamente do tema do Espírito Santo. Portanto, qualquer resumo que eu aqui faça será uma grande mutilação no assunto. Respondendo sem explicar desejo apenas afirmar o seguinte: O Batismo com o Espírito Santo é uma expressão sinônima de "REGENERAÇÃO" ou também de "NOVO NASCIMENTO". As línguas podem ou não estar presentes nesta hora. Portanto, elas foram um sinal no dia de Pentecoste, em Samaria e na casa de Cornélio—veja que todas foram situações nas quais havia necessidade de evidencia. No Pentecoste porque era a primeira vez. Nas outras duas ocasiões havia preconceito em relação aos grupos: os judeus de Jerusalém não creriam que havia algo de Deus acontecendo com os grupos discriminados, a menos que houvesse evidencia. Paulo diz que o Espírito é dado quando se crê no Evangelho. Leia Gálatas 3. A plenitude do Espírito, por seu turno, tanto pode acontecer numa experiência "súbita" ou pode ser "gradual". Tanto a "súbita" quanto a "gradual" precisam ser mantidas. Ninguém fica cheio do Espírito para sempre, como se fosse um status. Fica-se cheio do Espírito na mesma medida em que ficamos cheios da consciência da Graça de Deus. E a consciência da Graça de Deus desemboca sempre no Andar no Espírito. E o andar no Espírito acontece, conforme Gálatas e Romanos, como caminho de fé, esperança e amor. Não há pessoas cheias do Espírito que também não sejam cheias de amor e misericórdia. Um beijão, Caio