Português | English

Cartas

APENAS DE MANAUS...

APENAS DE MANAUS...

 

 

 

 

----- Original Message -----

From: APENAS DE MANAUS...

To: site@caiofabio.com

Sent: Thursday, October 04, 2007 1:16 PM

Subject: de Manaus

 

Oi meu irmão!


Você não imagina como foi para mim [e penso que pra várias pessoas] o conforto da tua presença entre nós após a partida do pastor Caio para o
Pastor Dele.  Eu senti sentimentos antigos e tremendamente preciosos de Deus daqueles primeiros dias quando chorava por leite espiritual e
vocês me atendiam fartamente. Quanto mais te ouvi, mais te vi de novo, aquele mesmo irmão apaixonado por Jesus, ávido pela essência do
evangelho, só que muito mais experiente e apto para amar e compreender.


Só que ao mesmo tempo fiquei triste, por não ter estado mais por perto de ti, primeiro pelos teus dias passados, infinitamente mais angustiados que os meus e depois para usufruir da tua fiel e constante
amizade, me perdoe.

 

Estou transformando agora isto em ação, leio tuas
mensagens, me cadastrei no "Vem e Vê TV"; e quero te ouvir sempre na casa dos teus pais.

 

Que noites especiais!

 

Estou por assim dizer, muito entusiasmado com tua vida daqui pra frente, algo de novo bate no meu
coração sobre isto, não sei explicar.

 

Por favor, se puder não demore em vir por aqui.

Um grande abraço muito sincero.

_____________________________________________

Resposta:

 

 

Meu mano amado: Graça, Paz e Saudades!

 

 

Eu vi a mão do Pai em tudo o que aconteceu a meu pai.

 

Vi a mão do Pai em tudo e todos, nos modos e nas formas, nas essências e nas manifestações de todas as coisas.

 

Vi a mão do Pai em mim enquanto cuidava de meu pai. E sei que papai sentiu tudo também, pois, me conhece, e sabe o que lhe disse acerca do que Deus estava fazendo.

 

Houve uma noite em que falei nos milagres nele e nos milagres em razão dele. Contei o que estava acontecendo a ele, a nós, e a muitos que estavam participando daquele espírito de milagre que nos possuiu tantos anos aí!...

 

Ele sorriu!

 

Rever você e os demais amigos-irmãos-filhos da década de 70, para mim foi como deitar no meu berço mais infantil e sentir cheiro de amor e carinho.

 

Entre tantos irmãos e entre tantas coisas lindas que ocorreram, voltei para casa com duas imagens mais que vívidas: a sua e a do Marcel, o anjo-médico de meu pai, e que para mim se tornou duplamente irmão: na amizade e na fé.

 

Gostaria muito que você e ele fizessem amizade e ganhassem proximidade, pois, eu creio que vocês se darão muito bem, e farão muito bem um ao outro.

 

Estarei de volta na 3ª segunda-feira e voltarei na sexta-feira da mesma semana, pois, não desejo me ausentar de Brasília, do Caminho aqui.

 

Entretanto, no período que estiver aí, quero pregar na 3ª, na 5ª e na 6ª. Tenho que ir ao Condado dos Tucanos na 4ª e volto na 5ª à tarde.

 

Seu amor e sua amizade me são bens importantes!

 

Ver você cheio de alegria no espírito me anima muito mais do que você imagina, pois, se para você foi bom, para mim também foi maravilhoso.

 

Amei, amo e sempre amarei você no Senhor!

 

Receba todo o meu carinho, e minha certeza de que na reunião de domingo você levará a Boa Palavra a todos os que lá estarão para lhe ouvir em Cristo.

 

 

Nele, em Quem o que é e os que são — sempre serão uns dos outros em amor,

 

 

 

 Caio

 

05/10/07

Lago Norte

Brasília