Português | English

Cartas

AMOROLATRIA...

AMOROLATRIA...

-----Original Message----- From: SEMPRE AMEI VOCÊ Sent: quarta-feira, 24 de dezembro de 2003 12:46 To: contato@caiofabio.com Subject: AMOROLATRIA Ao Rev.Caio Fábio Ref: AMOROLATRIA Não sei se existe esta expressão, se não acabo de criar... Tenho pelo amado irmão um profundo sentimento de amor cultivado mesmo à distância. Não se trata de “Idolatria Pastoral”... É pra mim um amor fraternal de aliança, como foi o Davi e Jonatas. Um dia fui muito gelado, quase um sorveteriano glacial, como muitos ainda continuam sendo, estupidamente gelados, religiosamente, clericalmente gelados. Hoje, pertenço “legalmente” a uma igreja chamada muito boa, na qual sou mestre no instituto Bíblico. Mas, não quero divagar, quero voltar ao motivo deste e-mail: Encontrei todas as santas virtudes neste Portão, que tem levantado a cabeça de muitos para entrada do Rei Eterno, em revelação Dele e para Ele... Sinto-me muito confortado, mesmo sendo também confrontado muitas vezes com a Palavra de vida aqui na minha igreja. Sinto-me também numa grande festa na diversidade de assuntos, ou na diversidade de pratos diferentes que este site tem servido. Amado, Profeta Caio Fábio, Continue tocando o Shofar em Sião! Esta Sião que somos nós, uma Igreja Universal de Santos; Igreja Invisível, na qual o consideramos pastor. No Amor fraternal do Senhor Yehoshua Há’Mashyach. Boas festas e Feliz ano novo. Goiânia-Go., 24/12/2003 Aloizio Sousa Arantes __________________________________________________________________________ Meu amado: Feliz Natal! Obrigado pela expressão de seu amor! A cada dia cresce em mim o significado dessa irmandade no Espírito. Há laços no Sangue que somente os que estão sob ele reconhecem. Os filhos de Deus que andavam dispersos estão começando a se encontrar Nele, e conhecer que é somente Nele que somos Igreja. Receba meu beijo e meu carinho. E se posso ousar falar por todos os que com sincero carinho se encontram aqui neste “lugar de todos”, então, sinta-se abraçado por milhares. Nele, que nos abraçou a todos, Caio