Português | English

Cartas

ADULTEREI COM MINHA COLEGA PASTORA

ADULTEREI COM MINHA COLEGA PASTORA

 

-----Original Message-----

From: Pastor Ferido e Esposa de Pastor Magoada

To: contato@caiofabio.com

Subject: Adulterei com minha colega de ministério: uma pastora!

 

 

 

Reverendo,

 

 

 

Preciso de ajuda. Estou em um momento delicado, eu e minha esposa, também pastora.

 

Sou ex-pastor de uma Grande Igreja. Saí porque cometi um erro que me levou a perder a credibilidade (pouca) que tinha, e causou dores e feridas permanentes em minha esposa (que amo); e estou "perdido" sem saber o que fazer.

 

Em um dos momentos em que eu estava mais "consagrado", buscando mesmo uma comunhão com Deus, a pastora da igreja onde eu era também pastor, começou a se interessar por mim e eu por ela.

 

Adulteramos. Durante vários meses nos mantivemos em pecado contra Deus e contra nossos cônjuges.

 

Minha esposa desconfiou primeiro, e me perguntou. Contei toda a verdade. A outra pastora pediu perdão para minha esposa, mas continuamos nos encontrando.

 

Quando minha esposa resolveu pedir para ela se afastar de mim, e não permitiu nossa "amizade", a pastora contou para esposo dela (o pastor titular da igreja); e este quis me matar, me expulsar da cidade, me prejudicar no trabalho, etc.

 

Deus foi gracioso e tem sido, mantendo minha família unida e alguns amigos (velhos e novas amizades) que tem me sustentado. O Senhor deu-nos uma vida infinitamente melhor materialmente, mas espiritualmente estou desnorteado.

 

Minha esposa que não tinha nenhum pecado nesse caso, sofreu a conseqüência de ser afastada da “igreja”. Ela era também pastora auxiliar. Não fomos sequer procurados pelo Conselho da Igreja, nem mesmo para ser disciplinados, quanto mais para sermos ouvidos.

 

A versão dela (da outra pastora) é que prevaleceu, tanto que ela continua "ministrando", e é respeitada dentro da igreja (organização) como se tivesse sido minha “vítima” durante aqueles meses.

 

Reverendo, eu e minha esposa tínhamos o dom de aconselhar as pessoas e éramos procurados o tempo todo, até involuntariamente.

 

Agora, minha esposa perdeu a confiança nos pastores e na igreja como instituição, porque se sentiu injustiçada pelos homens, que preferiram os "grandes" pastores pelo cargo que ocupam, e nos jogaram na lata de lixo, sem perdão, sem misericórdia, contrariando o ensinamento cristão de que "Jesus veio para os doentes", e que a "igreja é lugar de pecadores em busca do perdão de Deus". Precisamos de ajuda.

 

Encontrei seu site por acaso. Sempre admirei seu trabalho e sempre defendi sua postura firme e verdadeira diante dos acontecimentos que a maioria dos pastores tanto criticaram, não se lembrando que Davi, segundo o coração do Pai, também foi pecador.

 

Preciso de ajuda para mim e mais ainda para minha esposa, que não consegue perdoar a pastora porque a tinha como "mãe e conselheira", e por ter sido expulsa literalmente da casa deles pelo marido dela, um pastor que ela considerava como a um "pai".

 

Ela está destruída. Precisamos entender urgentemente a poderosa graça de Deus sobre nós.

 

Que Jesus te abençoe!

 

___________________________________

 

Meu amado amigo: Perdão e Paz sobre sua alma!

 

 

 

Já tomei as providencias para que na segunda-feira que vem nós possamos conversar.

 

Quanto ao que você contou, na "instituição", quase sempre, é assim! E ainda há "pastor, bispo e apóstolo" por aí querendo convencer o povo de que eles podem "liberar perdão". Ora, eles "liberam", mas depende muito da grana, do poder e do interesse "deles" na "liberação". Nada novo! Só os tolos não enxergam!

 

Enquanto isto, leia o salmo que segue. Leia-o com o coração de criança, e faça dele sua confissão:

 

Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto. Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não atribui a iniqüidade, e em cujo espírito não há dolo.

 

Enquanto guardei silêncio, consumiram-se os meus ossos pelo meu bramido durante o dia todo. Porque de dia e de noite a tua mão pesava sobre mim; o meu humor se tornou em sequidão de estio.

 

Confessei-te o meu pecado, e a minha iniqüidade não encobri. Disse eu: Confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a culpa do meu pecado.

 

Pelo que todo aquele é piedoso ore a ti, a tempo de te poder achar; no trasbordar de muitas águas, estas a ele não chegarão.

 

Tu és o meu esconderijo; preservas-me da angústia; de alegres cânticos de livramento me cercas.

 

Instruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; aconselhar-te-ei, tendo-te sob a minha vista.

 

Não sejais como o cavalo, nem como a mula, que não têm entendimento, cuja boca precisa de cabresto e freio; de outra forma não se sujeitarão.

 

O ímpio tem muitas dores, mas aquele que confia no Senhor, a misericórdia o cerca.

 

Alegrai-vos no Senhor, e regozijai-vos, vós justos; e cantai de júbilo, todos vós que sois retos de coração.

 

Não olhe mais para o que passou. Concentre seu olhar na Cruz. Não procure jamais se auto-justificar. Chegou a Hora de você crer na Verdade da Graça de Deus como cura e perdão para você.

 

Entenda que essa desgraça vai curar você e muitas outras coisas. Sua esposa também ficará sarada.

 

Não veja a “injustiça” da “igreja” como nada que valha a pena sofrer. Sua relação é com Jesus.

 

Leia o que segue: E esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e nele não há trevas nenhumas. Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos nas trevas, mentimos, e não praticamos a verdade; mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus seu Filho nos purifica de todo pecado.

 

Se dissermos que não temos pecado nenhum, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.

 

Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; mas, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo. E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo.

 

Assim, meu amado, digo a você: tudo o que aconteceu será vida! Você me pergunta por quê?

 

Bem, tenho que respeitar o testemunho do Espírito em meu coração, pois eu também tenho o Espírito de Deus. E o testemunho do Espírito de Deus em mim acerca de você e de sua casa é de Vida, não de morte.

 

E não esqueça: sua esposinha é quem mais precisa de ajuda agora. Preciso conversar com ela também. Já dei a você os meios de me contatar. Se tiver dificuldades, ligue para o Café com Graça. Aqui no Home do site você tem os "meios". Minha irmã fará você entrar em contato comigo.

 

Creia e viva! Nosso Sumo Sacerdote é poderoso para socorrer!

 

 

 

 

 

Nele,

 

 

 

Caio

 

P.S. Aqui no site há inúmeros textos que vocês dois devem ler antes de me procurarem na próxima semana. Eles podem ser muito úteis. Quem sabe a gente se fala já com boa parte do problema "pacificado" no coração?!