Português | English

Cartas

ACERCA DO CAIO “REVERENDO” (I e II)

ACERCA DO CAIO “REVERENDO” (I e II)

 

 

 

 

 

----- Original Message -----

From: ACERCA DO CAIO “REVERENDO”

To: contato@caiofabio.com

Sent: Wednesday, June 06, 2007 11:17 AM

Subject: Presidente-Estupendo-Reverendo-Pastor-Caio Fábio D´araújo Filho, que prega o Evangelho de Jesus.

 

 

Senhoras e Senhores,

 

Apresento o Presidente-Estupendo-Reverendo-Pastor-Caio Fábio D´araújo Filho, que prega o Evangelho de Jesus.

 
Estupendo-Reverendo-Pastor-Caio Fábio D´araújo Filho, que prega o Evangelho de Jesus.

Reverendo-Pastor-Caio Fábio D´araújo Filho, que prega o Evangelho de Jesus.

Pastor-Caio Fábio D´araújo Filho, que prega o Evangelho de Jesus.

Caio Fábio D´araújo Filho, que prega o Evangelho de Jesus.

De outro modo (ah, o tempo...),

- Como é bom ouvir o Evangelho de Jesus como ele prega! Quem? O Caio. Qual Caio? {Aquele, amazonense, que já foi “isso e aquilo” [e que hoje só ”é” em Cristo!]. Ah, sei demais (!!).

Não importam os títulos humanos (que muitas e muitas vezes nem queremos [como no seu caso] e que muitas e muitas vezes nos “elevam” no mundo exterior e nos “diminuem” no universo interior).

 

Quem fica na memória de Deus é aquele que derrama o nardo puro (e onde a história for contada...para que se lembrem...).

 

É que convém que Ele cresça (mais e mais); e que você diminua (mais e mais)...

Parabéns a vocês, simplesmente Caio e Adriana, pelos 07 anos de perdão mútuo (que tal setenta vezes sete?).

Abração, "Reverenciador" da alma humana (esse título,sim, lhe cai bem).

Habib.

________________________________________________

 

Resposta:

 

Amado Habib: Graça e Paz!

 

Sim! Todo mundo esquece do “nardo puro”, da “boa parte”, e do que é lembrado em razão do amor manifesto a Deus, mesmo que seja no derramar de perfumes em devoção apaixonada!

 

Meu mano querido, já disse inúmeras vezes a você que o fato de você nunca ter estado numa igreja evangélica ou em qualquer religião do tipo, muito ajudou você quando começou a ler a Palavra, depois meus livros, e, nos últimos anos a exposição ao site e a vivencia no Caminho aqui em Brasília.

 

Sim! Pela Graça (e que assim seja e continue) você chegou apenas vendo o obvio. Obvio esse que a religião impede de ver em razão de que o ele (o obvio) é vestido de doutrinas de homens; as quais, para sempre (na maioria dos casos), impedem o individuo de apenas ler a Palavra ou de apenas ouvi-la, sem os vícios das interpretações fixadas pelo dogma dos Concílios Romanos; e depois deles, de todos os outros Concílios, dos quais até os protestantes são herdeiros sem que o saibam.  

 

Grande é sua liberdade em razão da simplicidade com a qual você vê e ouve!

 

Assim, a questão do rapaz em razão de quem escrevi acerca do “porque” alguns ainda me chamam de “Reverendo” (e que suscitou a sua carta de hoje) — soa estranha para você em razão de ser tão sem sentido ante o que é exposto sobre o Evangelho, e, sobretudo, ante minha própria atitude de apenas ser um mensageiro do Evangelho, pois é somente isto (e olhe lá!...) que eu sou.

 

O que acho interessante é a importância que alguém pode dar a algo tão sem importância. Falo tanto da importância que a isto dão os que disto vivem (títulos, etc.), como também da importância que a isto se dá pelos que não gostam e sabem como deveria ser (como pela Graça tem sido aqui no Caminho), mas que são capazes de fazer disto um cavalo de batalha, não por causa de uma arraigada certeza acerca de como o Evangelho ensina, mas, sobretudo, em razão dos traumas que sofreram com as figuras episcopais, bispais, reverendíssimas, pastorais, apostolares, etc. — com as quais conviveram.

 

Assim surge a Paranóia!

 

Paranóia que, nesse caso, é defesa da alma fraca contra seus próprios medos, os quais são projetados sobre alguém como perigo ou ameaça. Então surge a famosa Paranóia.

 

Desse modo, a pessoa olha, por exemplo, para mim, e pensa: “Esse cara gosta de ser chamado de Reverendo porque o chamam e ele não repreende!”

 

Ora, desse modo, daí para frente, quem existe para tal pessoa já não sou eu, mas a projeção dela sobre mim; a qual (a projeção) é fruto de traumas dela com outros; ou, em alguns casos, é o resultado de angustias e conflitos da própria pessoa; a qual (a pessoa), lá no fundo, detesta apenas o que ama e inconsciente-mente almeja para si mesma.

 

Minha resposta a tais pessoas está no texto “Apresento-lhes o Reverendo Gadareno”, que está aqui no site.

 

Uma historinha para terminar.

 

Quando meu filho Ciro tinha uns três para quatro anos, morando nós ainda em Manaus, ele amava correr num velocípede, buzinando pela garagem, e dizendo: “Saia da frente que o reverendo Ciro vai passar...”

 

Ele ouvia o pessoal da igreja presbiteriana me chamar de reverendo, e achava tudo muito engraçado e instigante como criança.

 

Um dia ele vinha no velocípede dando a mesma ordem, como abre-alas de si mesmo, o Reverendo Ciro.

 

“Saia da frente que o reverendo Ciro vai passar...” — dizia ele mais uma vez, quando o velocípede tombou e ele caiu feio.

 

Levantou-se assustado e olhou pra mim dizendo: “Papai, reverendo também cai...!”

 

Eu e papai rimos muito...

 

Então eu disse: “Se revendo cai...?! Ora, meu filho, os reverendos são os que mais caem!”.

 

Ele aprendeu a lição e nunca mais teve expectativas especiais quanto aos reverendos.

 

Assim, digo a todas as pessoas o mesmo que com palavras infantis disse ao Ciro dia da “queda do reverendo”:

 

Basta achar que é que já não é... Basta achar que é que já acha caído... Basta achar que é que já deixou de ser...  

 

Quanto a você, amado Habib, tenho tido grande alegria em sua vida e em seu amor pelo Evangelho.

 

Tenho pedido ao Pai diariamente que preserve a chama de seu amor intacta nesses dias tão difíceis.

 

De fato, Habib, tenho grandes sonhos em relação a você no Caminho da Graça hoje e no futuro.

 

Receba todo meu amor!

 

Verei você lá no Encontro de Mentores?

 

Um grande beijo!

 

 

Nele, que tratou minha alma com reverencia e não a desprezou,

 

 

Caio

 

07/06/07

Lago Norte

Brasília

 ____________________________________________________________________________________________

 

 

 

 

 

----- Original Message -----

From: Wanda de Melo

To: contato@caiofabio.com

Sent: Friday, June 08, 2007 11:20 PM

Subject: Lord Biribá (uma brincadeirinha pra descontrair)

 

Caio,

 

O Habib escreveu:

 

Presidente-Estupendo-Reverendo-Pastor-Caio Fábio D´araújo Filho, que prega o Evangelho de Jesus."

 

Eu acrescento:

 

" We pronounce the Outrageous-President - Reverend -Pastor Caio Fábio D"Araujo filho, who preaches the Word of Jesus, as: LORD BIRIBÁ, THE GUARDIAN OF HIS GARDEN AND LOVER OF THE AMAZON RAINFOREST".

 

Abelardo-fruta-do-conde que se cuide.

 

 

 

Wanda