Português | English

Cartas

ABRACEI O EVANGELHO. AGORA ATÉ VULTOS EU VEJO

ABRACEI O EVANGELHO. AGORA ATÉ VULTOS EU VEJO

   

-----Original Message-----

From: ABRACEI O EVANGELHO. AGORA ATÉ VULTOS EU VEJO

To: contato@caiofabio.com

Sent: quinta-feira, 11 de março de 2004 03:10

Subject: ESTÁ DANDO TUDO ERRADO...

 

 

 

 

Pastor,

 

 

 

 

Tenho passado um momento muito difícil em minha vida. Sempre fugi de meu chamado de pastor, pois sabia que seria muito difícil minha missão. Me afastei do evangelho mais ou menos dez anos. Passei a trabalhar com música baiana.

 

                        

Há cerca de um ano eu tive uma experiência com o Espírito Santo e resolvi largar tudo que construí com este trabalho, e tomei a decisão de voltar ao evangelho, e à minha missão...

 

 

A partir deste momento minha vida se atribulou... Tenho sentido o inimigo utilizando todas as armas para me afastar do meu objetivo; tenho tido doenças que não acham o diagnóstico; tenho visto vultos em minha casa; ou seja, a batalha está grande.

 

 

Mas DEUS tem sido fiel e não tem me deixado faltar nada, pra mim nem pra minha família. Faz oito meses que não trabalho, mas nada me falta. Preciso de ajuda e orações.

 

 

Um abraço fraterno,

 

 

___________________________________

 

 

Resposta:

 

 

 

 

Meu amado irmão: Luz e Segurança sobre a sua alma!

 

 

 

 

Se você ainda estivesse trabalhando no que trabalhava, e fazendo as coisas que fazia; e as mesmas situações que hoje estão se manifestando, passassem acontecer, você diria que era porque você estava “desviado”. A mente da gente sempre tenta achar álibis para realidades que nos são desconhecidas. Nem sempre as pessoas conseguem viver com o desconhecido.

 

 

Antes de dizer o que acho ser importante para a angústia presente, quero falar que notei que para você, o “evangelho” implica em “atividade missionária”. Você associa o trabalho feito a Deus às tribulações. Aquilo que temia, isso mesmo VOCÊ está fazendo acontecer a você. Sua carta bem expressa essa sua grande oferta psicológica de material para as tribulações.

 

 

O que você tem que saber é que você está somatizando seus medos; afinal, “você sempre soube que seria difícil a sua missão”. É horrível quando é assim. O que daí decorre é que tudo que não dá certo passa ser culpa do trabalho para Deus e perseguição do diabo.

 

 

O que está acontecendo com você é que você não abraçou a fé para ser um bem para sua alma, mas uma tarefa na Terra, quase um emprego.

 

 

E mais: você fez mudanças em todos os níveis por causa dessa “volta ao evangelho”. Hoje você está experimentando todas as sombras e dúvidas decorrentes de tais mudanças tão súbitas e frustradas.

 

 

E mais: você está REALIZANDO os próprios males que esperava. O medo e uma boa dose de pré-condição psicológica fazem todas as casas ficarem mal assombradas! Os vultos, meu amado, estão passeando dentro de você. São seus medos, inseguranças e expectativas...

 

 

Eu creio que o diabo oprime pessoas, mas creio também que ele só pode se utilizar de nosso medo e do material espiritual e psicológico que a gente fornece a ele.

 

 

Leia o site. Há centenas de mensagens aqui que vão ajudar você a compreender o que lhe digo.

 

 

Nessa hora, não lute com o diabo. Jesus já o venceu. Apenas descanse e confie. Mas confie mesmo. Tem que ser entrega total de sua vida a Jesus. Ele vai cuidar de você quando você confiar. Ninguém terá poder de tocar você. “O maligno não lhes toca”— afirma João, acerca daqueles que nasceram de Deus.

 

 

Portanto, não transforme o evangelho em serviço. Antes de tudo ele é Boas Novas, não Muito Trabalho. Confie, e você amanhecerá CURADO!

 

 

 

 

 

Nele, que nos guarda e o maligno não nos toca,

 

 

 

 

Caio

 

 

11 de março de 2004

 

 

Copacabana

 

 

RJ