Português | English

Reflexões

VOCÊ ACREDITA QUE O HOMEM SEJA LIVRE?...

VOCÊ ACREDITA QUE O HOMEM SEJA LIVRE?...

 

VOCÊ ACREDITA QUE O HOMEM SEJA LIVRE?...

 

A existência humana acontece entre determinações genéticas, condicionamentos culturais e sociais, induções sistêmicas, e muita influência invisível, do mundo espiritual.

Assim é o ambiente da “liberdade” do homem!

O homem mais livre ainda carrega designações ou inclinações intrínsecas, tanto genéticas quanto psicológicas, sem falar nas montanhas de “obrigações” de vida e de existência, que lhe dizem ele jamais será ninguém sem elas...  

E mais:

Tudo acontece em um ambiente de indiscernibilidade quase total de tudo...

São pulsões que a pessoa não sabe de onde vêm...

São impulsos estranhos...

São vontades e necessidades sem explicação...

Então, por não saber o que é aquilo, por não entender que vulcões são aqueles, por não compreender a fonte de tantas emoções e tremores, a pessoa acaba por assumir que tudo aquilo é ela; e que assim como é com ela é com todos...

Desse modo, tanto pode se inferiorizar, pensando: Se todos sentem o que sinto, e não agem como eu ajo, então, é porque eu sou ruim mesmo... —; como também pode se desculpar, dizendo: Que grilo é esse? É assim que é... Vou apenas seguir o impulso. Se existe em mim, então, já estava em mim...

Desse modo o homem pratica a “liberdade”...

E luta por ela... E faz teologia sobre isso... E filosofa... E julga!...

Coitado! Não sabe que nenhum homem é livre. Não sabe que quem comete pecado é escravo... Não sabe que habita um corpo de morte e de ambigüidade... Não sabe que anda mais sob conselhos do DNA, do Mundo/Sistema e do Príncipe invisível do que de si mesmo.

Sim! A liberdade do homem é como a de uma folha ao sabor da tempestade, ou como a de um graveto solto nos banzeiros do Rio Amazonas...

Como disse Lutero:

“O homem sem Deus é apenas o cavalo do diabo!”

Na mesma perspectiva infantil eu diria [como o fiz na televisão muitas vezes e aqui no site já disse algumas vezes]:

“A salvação do homem é ser apenas o jumentinho no qual Jesus monta!”

Sem Deus o homem mais livre é apenas montaria selvagem, mas ainda apenas uma montaria...

Tal é a desgraça do homem que não se entrega ao viver pela fé, pela consciência e pelo espírito.

 

Nele, em Quem a verdade não usa maquiagens,

 

Caio

21 de abril de 2009

Copacabana

RJ