Português | English

Histórias

UMA REVOLUÇÃO SEM DONO HUMANO

UMA REVOLUÇÃO SEM DONO HUMANO

 

 

 

 

 

UMA REVOLUÇÃO SEM DONO HUMANO

 

 

 

 

Quando o “irmão João” chorava e olhava o invisível no ano 2000 [ ESTE PORTÃO PORTAL E ESSE PORTAL PORTÃO ] enquanto eu nada entendia ao ouvi-lo dizer que pelo “portão dos invisíveis passariam milhões de pessoas”, e que esse seria o meio pelo qual Deus mexeria com milhões e faria uma revolução invisível, sem pai, sem mãe, sem sede, sem trono, sem prédio, sem dono, sem poder, porém em fraqueza e muita Graça, eu jamais imaginaria que ele estivesse falando deste site e do que ele tem significado para mim e para literalmente milhões de pessoas que o lêem e que enviam seus conteúdos aos amigos; que imprimem cópias e cópias; que baixam e gravam seus materiais; e, sobretudo, dos milhões de acessos diários e dos 120 a 130 mil novos endereços eletrônicos que são em média agregados ao banco de acessos do site todos os meses.

 

Um dia eu tive uma revista. A Revista Vinde. Lida por milhares e encontrada em todas as bancas de revista do país. Entretanto, hoje eu sei que este site sozinho vale mais que milhares de Revistas Vinde.

 

Ora, enquanto isso os que se alegraram com muitas tragédias e celebraram minha morte, ao verem-me escrevendo neste site o ignoraram e o tiveram por coisa de um pobre ser falido. Hoje, quando somente agora vêem o que já está acontecendo há anos e percebem o impacto, então, enquanto podem, fazem suas campanhas de ameaça de difamação, crentes de que me dizem alguma coisa; crentes de que morri uma vez para continuar a sentir as dores dos seres “reputados”... Não! Eles não sabem que um morto está livre. Sim! Não entenderam que tudo aconteceu para que meu ser de fato não tivesse nenhum outro compromisso a não ser com o Evangelho!

 

Eu me curvo e louvo a Deus ao ver o que Ele, em Sua Graça, fez, está fazendo e ainda fará.

 

 

 

NEle, que é livre em todos os Seus caminhos,

 

 

 

Caio

 

30/10/07

Lago Norte

Brasília

DF