Português | English

Reflexões

UM MUNDO SEM MEL E SEM MUITAS FRUTAS! – a morte das abelhas!

UM MUNDO SEM MEL E SEM MUITAS FRUTAS! – a morte das abelhas!

 

 

 

 

 

UM MUNDO SEM MEL E SEM MUITAS FRUTAS!a morte das abelhas!

 

 

 

No sábado ultimo Adriana e eu víamos a um documentário sobre a Terra quando fomos surpreendidos pela palavra de um anjo, uma mulher amante da criação, e que dizia mais ou menos o seguinte:

 

Vocês pensam que nós, os humanos, somos os melhores da Terra, da natureza? Ah! Não! Somos as piores de todas as criaturas! Basta ver o que a nossa presença fez ao planeta. Se o homem fosse retirado da Terra toda a natureza ficaria grata!”

 

Tratava-se de uma declaração que eu chamaria de o “todos pecaram ecológico”, posto que remeta para a mesma conclusão de Paulo escrevendo ao Romanos.

 

Sim! Hoje todos os que não estão alienados sabem que Paulo tinha razão, e que todas as terríveis denuncias acerca do pecado humano são mais que reais.

 

O fato é que basta que se vejam as evidencias mostradas como resposta da Terra ao homem a fim de que se chegue a tal conclusão. Por isto, cada vez mais nós, humanos, nos tornamos indesculpáveis, conforme Paulo aos Romanos.

 

Ontem, antes de dormir, eu via outro documentário. Dessa vez sobre a falência global das abelhas. As bichinhas estão morrendo, sumindo da terra, desaparecendo [como já é o caso em Estados americanos de onde elas sumiram ou onde morreram em massa].

 

Com isto, diziam os especialistas, cria-se algo tão apavorante quanto o “Efeito Estufa”. Sim! Pois um terço de tudo o que nós comemos depende direta ou indiretamente das abelhas.

 

Na China já há cidades fazendo polinização por humanos, pois, as abelhas sumiram e com o sumiço delas foi-se também a procriação vegetal natural.

 

O diagnóstico é triste. As abelhas estão morrendo em razão dos agrotóxicos, de uma ação oportunista de um vírus, e, sobretudo, tais coisas acontecem em razão do sistema imunológico das abelhas está tão afetado quanto o de uma pessoa com Aids. Chegou-se mesmo a pensar que estivessem contaminadas com o vírus da Aids.

 

Sobre o tema do juízo dos bichos contra os humanos, entre tantas coisas, escrevi o seguinte aqui no site:

 

ECO-EXISTÊNCIA: O APOCALÍPSE DOS BICHOS

 

De Um Índio Para os Que Amam a Terra

 

QUANDO AS ANTAS FOREM OS JUÍZES DOS HOMENS

 

O Apocalipse nos diz que o juízo de Deus sobre a humanidade virá, entre outras razoes, em face de que “os homens destroem a terra”.

 

Este é um dos juízos divinos contra o Sistema da Grande Babilônia!

 

As abelhas são agora as profetizas de nossa desgraça, egoísmo e inconseqüência!

 

A continuar assim o mel vai acabar!

 

A ciência genética já pensa em fazer “alterações nas abelhas”, apanhando genes das Africanas [que até agora se mostram resistentes, embora piquem de modo horrível] e infiltrando-os nas nossas abelhas sem agressividade, a fim de ver se repovoam os continentes nos quais elas estão em franco processo de desaparecimento.

 

Tristeza!

 

Tudo tristeza!

 

Tudo idiota!

 

Tudo diabólico!

 

Até quando!

 

Pense nisso!

 

 

 

Caio

 

11/06/08

Lago Norte

Brasília

DF