Português | English

Reflexões

TUDO NASCEU DA MORTE DE DEUS!

TUDO NASCEU DA MORTE DE DEUS!

 

 

 

 

 

TUDO NASCEU DA MORTE DE DEUS!

 

 

 

Pois tudo foi criado por meio Dele e para Ele. Ele é antes de todas as coisas. Nele tudo subsiste!

 

 

 

 

Somos ensinados por Deus que toda vida é precedida pela morte; e não o contrário.

 

Alguém diria:

 

Mas isto assim se tornou apenas depois que a morte entrou no mundo, por Adão!”

 

Ora, eu não creio assim por um simples fato da Revelação de Deus ao homem, e que nos assevera que o Cordeiro de Deus foi Imolado [morte] antes que o Universo fosse criado, ou, começasse a ser criado.

 

Desse modo, foi Deus mesmo quem estabeleceu que a vida fosse precedida pelo Sacrifício.

 

O Único Alguém que É, morre para que outros sejam!

 

Então, o Universo foi criado!

 

Hoje em dia as ciências Física e Astronômica nos dão conta que, provavelmente, antes da Explosão do Big Bang deve ter havido algo como um anti-espaço e um anti-tempo [embora ainda não houvesse tempo e espaço].

 

Ou seja: se assim for, até para criar o que seria espaço/tempo, bem como todas as dimensões do Universo e dos Multiversos dimensionais, Deus “morreu”; Deus criou o Nada; provou a morte no Nada; e, só depois, criou e começou a criar todas as coisas.

 

Desse modo, se assim for, até na dimensão que se pode estudar com nossos aparatos, vê-se o Sacrifício, a retração, o esvaziamento, o não julgamento divino de que criaria sem que isso antes implicasse em oferta de Vida.

 

O Filho é Aquele em Quem, por Quem e para Quem todas as coisas foram criadas; pois, Ele, o Filho, o Cordeiro, o Cristo Eterno, o Jesus antes das Eras existentes — é também Aquele que se entregou ao Nada para que Tudo pudesse existir.

 

É a entrega do Cordeiro antes da fundação de todos os mundos o poder que pariu a existência no Nada!

 

O Nada foi adubado pela morte do Cordeiro a fim de que tudo dali pudesse ser fertilizado.

 

Por isto o Sacrifício precede a Criação, fazendo com que a Criação seja obra da Redenção.

 

Assim, pode-se ver que este é o principio operante em todo processo de vida.

 

Pela mesma razão Jesus disse que se o grão de trigo não morrer, fica ele só; se, porém, morrer, produz muito fruto.

 

É ainda pela mesma razão que Paulo diz que o que hoje semeamos [neste ser-corpo-semente que somos], tem de morrer, pois, o que semeamos somente nasce na morte do que sendo morte se camufla como vida.

 

Para nascer de novo tem-se de morrer.

 

Para ser discípulo da Vida tem-se que morrer.

 

Para ser homem novo, o velho homem tem de morrer.

 

Além de tudo, o Sacrifício do Cordeiro antes de Tudo, esvaziando-se de Si mesmo, criando o Nada, e, dele, eclodindo todas as coisas em processos de vida-sacrifício-vida. Sim! Para que assim fosse Ele, antes de Tudo, esvaziou-se de Si mesmo, criando o Nada; e, dele, eclodindo todas as coisas que em processos de vida.

 

Até a ciência Física dá testemunho dessa Morte antes de toda vida.

 

Sendo Deus Ele mesmo se esvaziou; e, de Sua Morte, surge a Primeira Ressurreição: a ressurreição do Filho, a fim de que pelo poder de Sua entrega e de Sua vida, todas as coisas fossem criadas.

 

Neste amor ando seguro até pelos buracos negros do Cosmo!

 

 

Nele, que somente criou porque deu Sua vida, tornando-se o Redentor de tudo o que veio a criar,

 

 

Caio

 

2 de novembro de 2008

Lago Norte

Brasília

DF