Português | English

Reflexões

QUANTO MAIS DE DEUS, MENOS DE TUDO…

QUANTO MAIS DE DEUS, MENOS DE TUDO…

 

QUANTO MAIS DE DEUS, MENOS DE TUDO…

 

 

Tem gente que pensa que escrevo aqui no site o que seja importante para mim.

Ou que responda as cartas por que elas me sejam um desafio mental ou espiritual.

Mas não... Pouca coisa neste site eu escreveria como tema de meu próprio interesse.

Na grande maioria das vezes escrevo apenas porque é importante para as pessoas.

Pouca coisa é importante para mim...

Peço a Deus que o pouco se torne uma só coisa...

Pouco ainda é muito...

Para Jesus o bom é ter somente uma coisa...

De vez em quando, apenas por amor, respondo uma carta. Depois, especialmente quando são problemas conceituais de jovens ricos de justiça-própria, recebo até “analise” de minhas motivações em relação a ter dito o que disse; sendo que não conheço a pessoa; escrevo com sacrifício; e sempre como quem repete as mesmas coisas de sempre, mas que sempre voltam com a mania de um sempre sem fim...

Hoje em dia meu trabalho aqui é cada dia mais zen, mesmo quando denuncio algo...

Escolho o que seja útil aos outros, em todos os sentidos.

As minhas coisas, os meus interesses pessoais, estão sendo sempre adiados pelas urgências dos que acham que o Universo gira em torno deles.

São Ego/Cosmo/Centricos!

Por isto, acabam se tornando homo/cítricos na acidez.

Realmente acreditam que você sofre dos males deles; e que se não sofrer é desumano...

Não percebem que quanto mais você desiste de você, mais você é apenas uma parte do todo; e mais se alegra com a ordem maior que você.

É nesta toada que sigo. Este é o caminho da singela liberdade de ser.

Você crê? E, se crê: quer?

 

Nele, com amor simples,

 

Caio

22 de abril de 2009

Copacabana

RJ