Português | English

Reflexões

PODER E CONTROLE!

PODER E CONTROLE!

 

 

 

 

PODER E CONTROLE!

 

 

Poder é poder, e, não sendo praticado em sujeição e auto-entrega a Deus, ninguém a ele sobrevive.

 

O poder mais poderoso entre os homens é aquele que emana do povo.

 

Sim! Pois quando exercido pelo povo em liberdade, e, depois, apaixonadamente transferido a um, a alguém, tal poder imanta aquele que o recebe de uma força descomunal: a certeza de que todo o poder recebido é uma entrega do povo, de todos, a um, e, por tal razão, raramente esse um sobrevive ao poder a ele concedido pelo povo.

 

Ora, se de um lado o povo, ao crer em algo, alguém, uma bandeira, toma nas mãos alguém para ungi-lo sobre o próprio povo, então, tal eleito é imantado de todas as esperanças, e, caso consiga atende-las, será amado como se ama a um deus; se, porém, não for, será desprezado como ao diabo se despreza.

 

Mas o maior poder será sempre entre os homens daquele um dia tendo sido amado vier a decair, e, voltando, possa dar ao povo sua esperança.

 

Daí pode nascer a pior tirania!

 

A tirania mais poderosa é aquela que um exerce em afinamento com o povo em sua maioria, tendo pelo povo sua legitimação.

 

Quando se trata de poder e de governo, é melhor um chefe mediano e bom caráter, cercado de muitas pessoas mais capazes do que ele, do que um narcisistamente apaixonado por si mesmo, sendo adulado por outros que sobre ele projetem seus sonhos como solução para suas próprias culpas.

 

Quando enfraquecido o poder também tem memória curta. Ele fica esquecido. Usa o passado, quando foi bom, para tapar o hoje ruim. Ou, então, projetar-se-á ao futuro como solução para um hoje que não se torne algo bom.

 

O poder, todavia, é poder; e, em se podendo algo, quase sempre se o faz!

 

Hoje escrevo aqui na Internet; e, como muitos, celebro a possibilidade de tal mídia democrática. Sim! Pois na Internet tudo acontece quase de graça e acessível a muita gente.

 

Logo, entretanto, quando todos estiverem conectados à Rede, não só pela Internet explicita, mas também por todos os outros meios, os quais convergem para o mesmo ambiente virtual, e, para ele, creia, convergirão cada vez mais —, então, aquilo que é do povo, será instrumento de controle, muito mais do que se sonha.

 

Ora, nesse dia, tudo será espionável, enquanto todos seguirão suas vidas sem saber por que as desgraças lhes acontecerão de modo invisível na rua, no trabalho ou em qualquer outra instancia, conforme a importância da pessoa em questão ou do que ela represente.

 

Poder é controle. E, nesse sentido, na história humana, até hoje, nenhum poder emanou do povo com tanta força e globalidade quanto a Internet, e, por esta mesma razão, tornou-se um poder dos mais carregados de interesse, e, portanto, inevitavelmente, haverá de ser objeto de extremo controle.

 

Assim, veja onde está o poder e você sempre verá de onde vem o controle.

 

Pense nisto!

 

 

 

Caio

 

6 de novembro de 2008

Lago Norte

Brasília

DF