Português | English

Reflexões

OS ABUSOS DO SER ABUSIVO

OS ABUSOS DO SER ABUSIVO





OS ABUSOS DO SER ABUSIVO


Ab-uso.

 

Uso externo.

 

Uso sem sentido.

 

Uso descarinhado.

 

O abuso é uma ação de tirania... É fruto da doença de possuir... Expressa o egoísmo de modo utilitário... É covarde!

 

Abuso é a doença do dono que só enxerga a si mesmo... Acontece contra todos, até contra aqueles que ele sabe que ama ou pensa amar...

 

Como? Abusivos amam?

 

Provavelmente a maioria não ame! Mas há seres abusivos que amam, amam abusivamente... E mal-tratam.

 

O ser abusivo também é inseguro. Tem medo de "trocar" com o outro. Só se sente seguro se o "outro" aceita ser tratado como objeto. Sem um objeto, o ser abusivo não consegue se entregar. O preço, no entanto, é que será amado em meio ao medo — quando é! E nunca experimentará o descanso da paz que somente o amor que serve consegue experimentar.

 

Todo abusivo é ciumento. Explode... Ofende... Esmaga... Só entende a linguagem da submissão que não opina. A única opinião que o abusivo conhece é a dele, e a única que o abusado conhece—bem, tem que desconhecer a sua própria!— é a daquele que diz amar enquanto abusa.

 

Existe cura para o ser abusivo?

 

Creio que sim!

 

Ele precisa confiar, crer e desejar sem oprimir com seu desejo.

 

Talvez a fé que se entrega mediante o serviço possa curá-lo.

 

O ser abusado tem que confrontar o abusivo, se o ama e não quiser perdê-lo. Do contrário, o abusado nunca será amado; será apenas um espelho que reflete a insegurança do abusivo como um clone dele. E o abusivo, quem sabe, sendo ameaçado pela perda, possa recuperar-se de seu surto e realizar o fato de que ninguém amará com amor sadio a quem só aceita como amor a sua própria imagem e semelhança.

Caio

 

(Escrito em 11/09/03)