Português | English

Reflexões

O MUNDO SÓ EXISTE NA MENTE: o mundo é nossa própria criação!

O MUNDO SÓ EXISTE NA MENTE: o mundo é nossa própria criação!

Jesus disse que tudo está no olhar. Ou seja: está na mente. Isto porque ninguém vê com o globo ocular, mas com a mente. Com o globo ocular nós captamos impressões do mundo exterior. O cérebro transforma essas impressões em imagens, sons, gostos, cheiros, tato, sentimentos.

Entretanto, quase todos os demais seres vivos e animais da terra possuem as mesmas capacitações que nós; exceto por um cérebro menor.

Todavia, até mesmo o chimpanzé (que possui cerca de 95% de genes em semelhança aos dos humanos, e que é dotado de todas as sensorialidades também comuns com os homens) — não possui, todavia, um olhar da vida, uma mente capaz de interpretar, nas sutilezas, o que vê; e nem tampouco tem ele a possibilidade de imaginar um caminho de vida; um futuro; uma esperança!

Todos os demais animais já estavam na Terra antes de nós. Disso ninguém tem dúvida. Somos os últimos. Somos os do fim.

Entretanto, a presença deles na Terra não criou um mundo, nenhum mundo, mas apenas fez parte da vida na Terra.

Trilhões de seres existiram no mesmo chão que hoje estamos pisando. E isto durante bilhões de anos. Todavia, o mundo só começou com o surgimento do olhar humano.

O mundo é criado pelo olhar que enxerga, vê, interpreta, assimila, e se transforma em caminho do lado de fora.

Fiz esta breve introdução apenas para afirmar que o mundo é feito pelo olhar; ou seja: pela mente.

E, nesse sentido, há dois modos do olhar mudar o mundo.

O primeiro é aquele que se impressiona, interpreta e reage. Em geral esse olhar cria mais guerras do que soluções e paz.

O segundo é aquele que enxerga, vê e age. Age mudando o mundo. Age transformando o vale árido em manancial; pois há um caminho verdejante dentro dele.

Ora, no primeiro caso, tem-se uma mente influenciada pelo ambiente. No segundo caso temos uma mente mudando o ambiente pela ação que tem na mente uma arquitetura de pensamento fundado na sabedoria e na realidade; isto tudo com amor, justiça e verdade.

Ora, se é o olhar que muda o mundo, e se o olhar é mais uma disposição de dentro para fora do que de para fora para dentro — isso no que tange à mente —, um monte de afirmações bíblicas se renovam em seu significado para nós.

Dentre os muitos textos que poderiam ser evocados como justificativa para a minha afirmação de que o mundo é feito pela mente e pelo olhar — um dos mais belos é aquele que salta do Salmo 84.

Lá se diz que é bem-aventurado o homem em cujo coração (mente) existem caminhos aplanados; o qual, passando pelo vale árido, faz dele um manancial.

Assim, se fica sabendo que é o “caminho aplanado do coração” a vereda que guiará a atitude mental do caminhante, o qual, tendo a mente limpa e positiva, disposta à vida, caminhando sem culpa, e com a vontade de andar na direção dos lugares elevados do “ninho de Deus” — transformará o caminho externo, sobre o qual pisa; e fará isto conforme a arquitetura espiritual, psicológica, emocional e afetiva que pré-existir em seu coração-mente.

Aquele convite de Paulo no final da Carta aos Filipenses para que tenhamos uma mente limpa, cheia de louvor, tomada pelo que é edificante, possuída pelo que é de boa fama, etc... — pode até parecer algo romântico e até piegas; mas, sem dúvida, é o único caminho para melhorar nosso caminho na Terra.

Paulo diz que quem assim vive experimenta a paz de Deus que excede a todo entendimento!

Paradoxo:

Somente com a mente cheia das coisas lá do alto, e não nas que são aqui debaixo, é que se pode ter o poder mental para transformar o nosso caminho aqui embaixo. É sempre “assim na terra, como no céu” em todas as coisas que nos possam fazer bem. E isto, obviamente, não exclui o processo mental.

Concluindo:

Ninguém terá um caminho de vida exterior com mais significado e beleza do que o caminho que exista em seu coração!

Assim, é o olhar que faz o mundo!

Portanto, não reclame do mundo, reclame e mude o seu olhar; a sua disposição mental; a fim de que ela seja a matéria-prima da edificação de seu caminho.

Parafraseando Jesus:

Se o teu olhar da vida for o resultado de um coração bom e cheio de amor, então, tudo em ti será cheio de luz, por dentro e por fora. Mas se o teu olhar for mau, amargurado, negativo, vingativo, maquinador, manipulador e inafetivo, então, tudo em ti será treva, escuridade e vereda de morte. Portanto, não deixe que aquilo que pode ser a luz de teu ser, que é o teu olhar, teu bom olhar da vida, se torne o oposto, gerando um ser que carrega a tortuosidade de sua cegueira aonde quer que vá.

 

Nele,

 


Caio