Português | English

Reflexões

O DEMÔNIO DA PRESSA

O DEMÔNIO DA PRESSA



Há um demônio da pressa agindo cada vez mais na alma dos homens. É impressionante ver como a pressa é do diabo. Ninguém tem mais paciência para nada. E todos os problemas da alma são tratados como se trata um carro: com peças de reposição. Assim, se uma mulher bonita se separa, todos querem arranjar para ela um namorado, mesmo que ela não queira e não goste, mas sugerem isto apenas para ela “esquecer”. E é nessa de esquecer que muitas mulheres entram em verdadeiras frias; essas sim, inesquecíveis. Isto porque tudo tem que ser esquecido e apagado logo! Nem tempo para os lutos se tem mais... Também me espanta ver como a espiritualidade carismática ou pentecostal faz supressão de todo bom-senso, substituindo-o por frases mágicas e enfeitiçadas de engano; tipo: “Deus me mostrou”. Então vão, quebram a cara, e fazem perguntas a Deus: “Por que, Senhor?” A pressa acabou com toda ponderação e matou todo bom-senso. Além disso, havendo qualquer coincidência, dizem: “Foi Deus!”—mesmo que o se deflagre seja um horror! Além disso, ainda há esse engano de que sendo “evangélico” é melhor. Melhor em quê? Também é chocante ver como a fala de qualquer pastor é mais importante que a intuição do coração, e mesmo mais forte que a própria consciência pessoal, conforme o entendimento no Evangelho. E há pastores que ejaculam de felicidade quando percebem que ninguém faz ou decide nada por conta própria, mas sempre “consultando-os” como se fossem oráculos de Deus. Enquanto os cristãos forem assim, assim será as suas vidas: um caos! Chegou a hora da Consciência! Quem quiser viver e ser feliz terá que aprender, o quanto antes, a ter sua própria consciência; e, além disso, precisa usá-la e respeitá-la acima de qualquer palavra de pastor ou sacerdote. Homens e mulheres adultos acertam e erram diante de Deus, e assumem as conseqüências pelos seus próprios equívocos, e tentam trata-los sempre com sabedoria e bom-senso. E para eles a paciência não é um problema, mas a própria solução! Caio 16/10/2004