Português | English

Histórias

FIQUEI COM VERGONHA DE SEU PAI

FIQUEI COM VERGONHA DE SEU PAI

 

 

 

   

FIQUEI COM VERGONHA DE SEU PAI

 

 

----- Original Message -----

From: Antonio e Priscila

To: contato@caiofabio.com

Sent: Saturday, September 15, 2007 00:57

Subject: Re: Papai partiu... Caio

 

Querido Caio
Quando era missionário em Itaituba Pará, Priscila e eu fomos passear em Manaus. O ano era 1979. Fomos num domingo visitar a igreja do seu pai. Eu não o conhecia e foi a primeira e única vez que o encontrei.
Quando nos apresentamos eu fui invadido por um sentimento de vergonha muito grande. Lembro-me disso vividamente e muitas vezes falei sobre isso. A vergonha que me invadiu foi o sentimento de ser um pecador e estar na presença de um santo homem e homem santo. Foi uma coisa incrível.
Isso eu ainda lembro 30 anos depois.
Que Deus encha o seu coração de paz juntamente com todos os seus.
Com amor


Antonio e Priscila

__________________________________________________________

 

Resposta:

 

Antonio e Priscila, amados muito amados: Graça e Paz!

 

 

Quando a gente vem de longe e encontra alguém assim, pode até haver o poder da impressão. Mas quando se é filho, se faz xixi junto, e se compartilha tudo que seja existência com a pessoa, e, ainda assim, a gente se sente do mesmo jeito, então, é porque o que é, é.

 

Uma vez eu o vi andar num corredor de jovens desinteressados, mas ele caminhava tão cheio do Espírito Santo, que os moços não resistiram à chegada dele ao fim do corredor, e começaram a cair no chão chorando e confessando pecados.

 

Foi em Manaus. Em 1975, no sítio Marijú, da família do Dr. Natanael Rodrigues e D. Maria Júlia.

 

Outro dia, quando ele “morreu” e ficou com a barriga aberta, o vi branco como um defunto de quadro de Cristo morto no Louvre. E estranho: antes de tudo quando vi meu impulso era cair no chão e adorar ao Senhor, que se mostrava tão vívido no derramar de amor daquele homem do amor e da verdade.

 

Um beijo grande e saudoso!

 

Obrigado pelo seu amor e fidelidade sempre.

 

 

Nele, que concedeu dons aos homens e homens como dons aos demais homens,

 

 

Caio

 

15/09/07

Manaus

AM