Português | English

Reflexões

DÁ A ELE OU DÁ NELE?

DÁ A ELE OU DÁ NELE?

 

 

 

 

 

 

DÁ A ELE OU DÁ NELE?

 

 

 

 

Jesus ensinou que a quem tem a esse se lhe dará ainda mais, pois, algo [corpo ou qualquer forma de existência] sempre exerce força de atração ou é atraído por outro algo equivalente ou de natureza semelhante.

 

Ora, tal princípio vai das essências de todas as formas de existência, passando em nossa dimensão pelas partículas subatômicas, construindo o átomo, os corpos, as massas, as energias, indo às estrelas, galáxias e mundos diversos.

 

Isto também tem seus correspondentes no chão da terra em todas as dimensões do que chamamos existência humana.

 

Sim! O belo chama o belo, o poderoso atrai mais poderosos, as inteligências magnetizam outras inteligências; assim como dinheiro chama dinheiro, pobreza clama por miséria, alegria convoca bom humor, e tristeza faz seres tristes gravitarem em torno de nós.

 

Por isto também é que se pode observar o seguinte fenômeno geral:

 

Uma pessoa vem e nos narra que todas as coisas boas lhe estão acontecendo em cadeia. E, por tal razão, ela está feliz. Anos depois, se tanto, algo se desequilibra na mente daquela pessoa, ou em suas emoções e afetos, e, então, coisas são mudadas, e, a mesma pessoa começa a ver que tudo passa a se desconstruir em cadeia, e de modo súbito, como um prédio que levou anos para ser construído, mas que cai do dia para a noite ou em meros instantes.

 

O segredo, segundo Jesus, é manter o coração amante do amor e da fé, pois, tragédias acontecem a todos, e, acidentes, são possibilidades na existência de qualquer um. No entanto, aquele que se mantém em fé e amor, esse sempre terá as bases fundamentais do poder que atrai tudo que é bom, pois, amor atrai bondade, alegria, paz, justiça, verdade, e fé em tudo o que Deus chama vida.

 

Ora, aquilo que é, segundo Jesus, é coisa que os olhos não vêem como objeto de toque dos sentidos, mas sim é coisa que não se vê, e que é pertinentes à fé e ao amor.

 

Isto não significa que o mal não visite aquele que carrega tais tesouros invisíveis, mas sim que aquele que tem em seu cerne o poder de gravidade e de magnetismo do amor, esse sempre terá poder para continuar, e, além disso, pela sua natureza, sempre atrairá mais realidades da mesma natureza da dele para junto de si mesmo.

 

Assim, a quem tem algo bom, coisas boas começarão a ser atraídas por aquele poder “magnético”. Mas aquele que carrega nada, ou o que é mal, a esse até o que pensa ter lhe será tirado, posto que esteja carregando o anti-ser, e, desse modo, atrairá somente aquilo que não é, ficando preso ao ciclo do nada e do vazio.

 

 

Pense nisto!

 

 

Nele, que é,

 

 

 

Caio

 

08/06/08

Lago Norte

Brasília

DF