Português | English

Reflexões

A INVEJA É UMA MERVEJA!

A INVEJA É UMA MERVEJA!

 

A INVEJA É UMA MERVEJA!

 

 

A inveja é a cobiça do que não seja o eu, a própria pessoa; mas sim do que seja o outro, ou do outro, ou no outro, ou para o outro.

Portanto, a inveja é o ser adoecido pela fascinação do próximo...

É também por esta razão que a inveja carrega a morte do individuo, da sua própria pessoa e potenciais.

Sim, pois aquele que inveja desiste de si pela fantasia da absorção do outro...

Nesse caso, é claro, falo do invejoso rico de potenciais, mas que se fascina de modo tão adoecido pelas riquezas [de qualquer natureza] de um outro, a tal ponto que ele desiste do desenvolvimento de si mesmo, e opta pela busca mimética de assimilação do outro, ou da posse do que seja ao outro vinculado.

Entretanto, existe também o invejoso profissional, que é aquele individuo que assume que sua única virtude na vida é saber distinguir o que seja bom e belo nos outros, e, assim, admitir seu auto-seqüestro elegendo o ser do outro como “prisão domiciliar”.

Alguns invejosos são tão básicos que apenas desejam coisas ou materialidades do outros... Pode ser a posição, o status, a mulher, a família, a casa, o modo de vida... Esses invejam a existência do outro, com todas as coisas que, no conjunto, constituem a persona social daquele que seja o objeto da inveja.

Há, porém, os invejosos de subjetividades... Esses são os que amam tanto as riquezas interiores ou mentais, ou mesmo os dons e relacionalidades da pessoa admirada, que, em razão disso, o objeto da inveja passa ser odiado até à morte...; posto que sendo impossível ao invejoso assimilá-lo [o outro], a alternativa é não mais admitir uma existência que fascine tanto, que adoeça o invejoso pela impossibilidade de mimetizar o objeto do seu desejo de cobiçosa inveja.

O invejoso pobre de espírito [como se fosse possível haver um invejoso rico de espírito] sofre de modo básico e superficial, e, muitas vezes, sua inveja não é existencial, mas apenas de natureza social, econômica e estética.

Os piores invejosos são aqueles que não querem seu carro, sua casa, sua mulher, sua família, suas roupas, seus passeios, seus amigos, suas oportunidades... Sim, os piores são que querem ser você... Querem a sua mente, o seu saber, as suas emoções, o seu jeito, o seu modo, a sua alegria, as suas idéias, e até mesmo a sua alma...

Nesse mundo “cristão” já me vi objeto de todos os tipos de inveja. Das mais básicas e primitivas às mais sofisticadas...

No caso dos invejosos básicos e primitivos [os que cobiçam coisas e posições], tal inveja tende a crescer pela distancia... Quanto mais distantes estejam..., mais fantasiam sobre como seja viver a sua vida...

Já os invejosos sofisticados, os cobiçadores de mente e alma, são os mais danosos, pois, de fato, na mesma medida em que admirem homicidamente a você, na mesma medida farão de tudo para desconstruir você...; posto que seja no seu desaparecimento que eles julgam que surgirá o espaço para que eles sejam você — na sua ausência.

Os evangelhos colocam a inveja como força centrifuga no processo de maquinação da morte de Jesus.

Por mais de uma vez se diz que tinham inveja Dele e que por inveja o haviam entregado...

A história bíblia e observação humana em geral, nos mostram que um dos maiores impeditivos para a plena comunhão humana é a inveja.

E mais:

Pelas mesmas vias se observa também que todo dom trás seus próprios inimigos invejosos.

Somente sente inveja do mendigo, do desgraçado e do andrajoso, aquele que, pelo desespero, tenha desistido da vida, e, por isto, ambicione a morte ou a desgraça...

Todavia, o invejoso verdadeiro na sua inveja é aquele que quer absorver você...

Sim, tal pessoa admirará tanto a você que, não sabe existir em um mundo onde haja tal pessoa.

Em geral esse tipo de inveja acontece no coração do orgulhoso e narcisista. Ele gostaria de ser ver como ele vê a você, e, não sendo possível, surge nele o desejo de ser seu herdeiro oculto, assumindo o que seja seu ou que você tenha criado ou proposto, desde que você não esteja presente, pois, em estando, o invejoso sabe que não será mais possível que ele seja você ante os demais observadores...

Por isto todo espírito de inveja é homicida e aniquilante...

Sim, é homicida e aniquilante do ponto de vista psicológico e histórico...  

Eles gostariam que você se danasse todo, que morresse para vida...

Ora, se a soberba é a condenação do diabo, a inveja é a condenação dos demônios menores, tanto diabólicos quanto humanos...

A soberba do diabo é inveja de Deus!

A inveja do homem é sua soberba pessoal em luta contra o dom de Deus no próximo.

Por isto, não há meio de haver vida de Deus em nenhum coração invejoso.

Sim, pois inveja é ingratidão ao extremo...

Inveja é raiva de Deus no próximo...

Inveja é o seqüestro do eu pela fantasia projeta sobre o outro.

Sendo assim, todo invejoso perde seu próprio eu, e existe para buscar assimilar o self de um outro.  

Portanto, na inveja reside a auto-aniquilação do invejoso!...

Pense nisso!...

 

Nele, que nos ensina o caminho da alegria por sermos quem somos e também por cada um que seja alegremente quem em Deus possa ser,

 

Caio

20 de maio de 2009

Lago Norte

Brasília

DF