Português | English

Opinião

PESQUISA DO SITE SOBRE SEXO NA CONJUGALIDADE

PESQUISA DO SITE SOBRE SEXO NA CONJUGALIDADE

Durante pouco mais de um mês o site perguntou o seguinte aos navegantes que sentiram liberdade de participar na pesquisa, pois nem todo mundo se sente a vontade para participar. Perguntas: Qual a importância de sexo para você quando você o pratica de modo conjugal? Essencial (todos os dias) 615 Votos - 24.4% Fundamental (4 vezes por semana) 369 Votos - 14.7% Importante (3 vezes por semana) 616 Votos - 24.5% Normal (1 vez por semana) 344 Votos - 13.7% Quando estou a fim (de vez em quando) 231 Votos - 9.2% Pouca importancia (não sinto muita falta) 93 Votos - 3.7% Nenhuma importância especial 33 Votos - 1.3% Só para procriar 52 Votos - 2.1% Não gosto 60 Votos - 2.4% Tenho trauma 103 Votos - 4.1% Total de votos: 2516 O que aparece na pesquisa é que há um empate técnico entre os que acham que seja essencial que haja sexo entre conjugues todos os dias, e aqueles que julgam que o bom é que haja cerca de três vezes na semana. O intrigante é que havia a opção do “quatro vezes por semana”, mas, sem explicação, os que votaram passaram do “todos os dias” para o “três vezes por semana”, sem dar muita importancia à possiblidade de transarem quatro vezes por semana. O que sugere que quem quer muito, quer todos os dias; mas os que querem com menos intensidade, julgam que quatro dias intermitentes entre as relações sexuais seja algo bom. Talvez até em relação à quantidade de filhos que tenham ou mesmo de acordo com as profissões que exercem, isso sem desconsiderar os horários de trabalho, se coincidem ou não. Já aqueles que desejam e necessitam ter sexo conjugal todos os dias, ou são cheios de desejo mesmo, ou podem apenas fazer como fazem por temer não atender o parceiro, ou mesmo em razão de serem inseguras, e temerem não demonstrar boa performance nessa área. O interessante, entretanto, é que mediante o sexo muitos casais fazem seus “sinais de fumaça” na comunicação; tipo: sexo todos os dias significa “tudo bem”; sexo rareado significa “o gato subiu no telhado”. Também observei que aqueles que gostam de ter 4 vezes por semana é praticamente identico ao do grupo que diz gostar de ter 1 vez por semana. O que revela uma faixa de pulsões díspares, porém estatisticamente equivalentes na alma das pessoas. Chama a atenção também o fato de que há um percentual, ainda que mínimo, de casais que só trasam para procriar. Assim como também me chamou a atenção o fato de tão poucas pessoas, proporcionalmente, confessarem trauma em relação a sexo. Entretanto, quando comparo tais resultados com as cartas que recebo, sou forçado a concluir que a maioria não tem, de fato, toda a atividade sexual que seus votos indicam. Ao contrário, comparando com as montanhas de cartas sobre frustrações sexuais que me emularam na direção de fazer esta pesquisa, sou forçado a concluir que estes números são “esperanças”, confissões de carência, sonhos de um ideal, ou um clamor da alma por tal possibilidade; pois, de fato, o que leio deste lado cá, nega o que os votos confessam. Portanto, em razão dessa curiosidade pessoal, e que, como informação me ajudará bastante a lidar com as questões dessa natureza que aqui me chegam aos milhares — maioria esmagadora —, desejo saber outras coisas. Por exemplo: Como você considera sua vida sexual na conjugalidade: 1. Extasiante 2. Maravilhosa 3. Muito Boa 4. Boa 5. Satisfatória 6. Insatisfatória 7. Frustrante 8. Inexistente Ora, deixarei a pesquisa política acerca do que acontece no Rio estes dias por apenas uma semana, e, logo depois, postarei a pesquisa escrita acima. Peço, no entanto, que quem responder o faça com toda sinceridade, e baseado na verdade do coração. Além do fato de que você está em estado de privacidade total. Um beijão! Caio