Português | English

Opinião

O GRANDE DITADOR VEM AÍ!

O GRANDE DITADOR VEM AÍ!

2006 foi um ano que terminou enforcado!
Hoje é o 1º dia de 2007!
O que será 2007? O que nele nos aguarda?
2006 terminou com Saddam na eternidade!
 
Já não está entre os humanos o “monstro” deste início de século 21. Entretanto, Saddam enforcado é muito mais forte do que Saddam preso. Saddam enforcado vira demônio, vira “jean”...— um demônio na versão popular dos árabes; isso para os que vêem a vida como ele via.
Saddam pendurado pela corda amarra a imaginação do mundo
“civilizado” ao seu próprio veredicto. Eles, os iraquianos, mataram em nosso nome.
O que isto produziu e produzirá nas camadas do inconsciente coletivo mundial, sinceramente, eu não sei.  Mas produzirá um grande volume...
2007 parece carregar um alívio em relação aos pesos de 2006. Entretanto, ao mesmo tempo, dá a sensação de que daqui pra frente cada ano é de importância essencial para o futuro humano e do planeta.
A humanidade não tem mais tempo. O prazo esgotou-se...!
O machado está posto à raiz da Terra. O tronco humano está sob a ameaça de ser cortado...
Faz tempo que tenho ecoado a voz dos profetas da Bíblia e dos profetas da ciência... Tempo demais. Entretanto, mesmo clamando à semelhança de milhões de outros, não vejo mudança alguma que nos afaste de nosso próprio juízo.
O que temos diante e adiante de nós?
Não corremos apenas o risco de acabar com a humanidade conforme a conhecemos. Não! Nossa situação é pior: podemos acabar com a Terra conforme ela nos foi entregue. Sim! Temos o trágico poder inercial de acabar com o mundo e com o Planeta... Basta continuarmos existindo e comendo da energia da qual nos alimentamos...— que tudo de ruim acontecerá conosco.
Ah! Quem dera! Sim! Quem dera a humanidade adiasse para sempre o Apocalipse!
Ah! Quem dera! Sim! Quem dera a humanidade alegra-se a Deus descumprindo todas as profecias trágicas mediante a prática do bem!
Ah! Quem dera! Sim! Quem dera a humanidade alegrasse os profetas da Bíblia provando-os errados e negativos — pois, tivéssemos nós vivido para contradizê-los mediante a conversão de nossos caminhos!
Mas não é assim...
O cenário que se cria é de gravidade tão grande que somente um Ditador Mágico e Supra Ideológico poderá ter os “poderes” para parar o processo.
A Terra e a Humanidade estão prontos para “um novo líder” — diria o “Seu Jorge” — e quem vem no poder da mentira, do engano e por meio de sinais e prodígios, conforme a humanidade entende essas coisas AGORA; e não conforme os homens da Bíblia entendiam “sinais e prodígios” no passado.
Eleições não resolverão o problema da Terra. Chegará a hora em que o Espinheiro reinará sobre todas as árvores do mundo.
Ele, o Espinheiro, será o Anti-Árvore-da-Vida!
Pressa! Pressa! Pressa! — é o clamor da humanidade consciente.
O Grande Ditador chegará com a agilidade necessária!
O mundo não tem mais tempo para a democracia...
O Grande Ditador emergirá da Grande Calamidade!
A gravidade será tanta em no máximo dez anos, que os próprios homens pedirão uma Única Ordem.
O sistema já é uno na inter-conectividade potencial...
Agora as premências da sobrevivência determinarão a unificação de um projeto global.
Ninguém desejará um ditador. Não! O Ditador será uma necessidade, não um capricho ou uma escolha ideológica.  Simplesmente será por não poder deixar de ser...
O que sei é que a cada ano mais nos aproximamos dessa
data. Sim! Vem a hora em que tal coisa será inadiável...
Nós estamos aqui. Frente a frente com tal
presente-futuro. E, para nós, tais coisas acontecem como
manifestação da natureza humana cumprindo o que a
Escritura definiu como profecia apenas porque antes
discerne o tipo de natureza da qual somos feitos...
 
Palavra para muita, muita gente mesmo. É tudo o que
quero para mim mesmo. Não tenho outros planos. Meus
sonhos são todos de olhos bem abertos; amando e beijando
os vivos; enquanto luto pelo adiamento do enforcamento
da humanidade saddamizada.
 
Em Saddam, estranhamente, a humanidade assinou seu
próprio veredicto!
 
Sim! Ou é a Forca, o Estrangulamento Global; ou o Grande
Ditador!
 
Não sei por que estou escrevendo isto. Sentei aqui no
jardim pra ver as flores e os pássaros — e acabei
escrevendo o que escrevi. Deus sabe!
 
Um beijo a todos!
 
Nele, que é Senhor de todas as Eras,
 
Caio
 
                        1/01/07
                        Segunda-feira
                        Lago Norte
                        Brasília