Português | English

Opinião

O CRISTIANISMO COMEÇA A CAIR NA AMÉRICA…

O CRISTIANISMO COMEÇA A CAIR NA AMÉRICA…

 

O CRISTIANISMO COMEÇA A CAIR NA AMÉRICA

 

 

Quando bin Laden derrubou as duas torres, de fato derrubava não apenas o que caía em Nova York, mas, também, muitas estruturas invisíveis, feitas de crenças, muitas delas religiosas.

Osama bin Laden fez cair fogo dos céus sobre a América! — pelo menos é assim que muita gente no mundo vê o que aconteceu e os desdobramentos que se seguiram.

O link http://news.aol.com:80/article/religion-in-amerca-survey/374444 [em inglês] mostra o crescente e súbito declínio da religião na América do Norte.

São antigos cristãos deixando as crenças ou apenas o clube religioso: a paróquia, o templo ou a “igreja”.

No entanto, como o que fazia tais pessoas se sentirem religiosas era a freqüência aos cultos e a importância que davam ao grupo do qual fizessem parte, então, agora que perderam toda a fé na “Instituição”, o que sobra é o que sempre foi e apenas a pessoa não sabia: fé nenhuma; ou, ainda: nenhuma religião na vida.

Na Europa o fenômeno já é antigo. A Novidade agora é a América. Aqui pela América Latina, ou mesmo na África, a tendência é que não aconteça tão cedo, pois, o grau de superstição é muito grande.

Na América, na prática, nada muda; exceto a arrecadação das igrejas e a freqüência aos templos, pois, para a vida, tal fato faz pouca diferença, especialmente porque a maioria era de religiosos nominais, com pouco engajamento.

Enquanto isto o Islã é a religião que mais cresce no mundo.

O Islã está para o mundo assim como a Universal está para o Brasil: quanto mais brutais, fanáticos e ostensivos, mas crescem.

As religiões orientais também estão crescendo, especialmente entre os mais sutis e politicamente corretos.

O Islã cresce porque é a alternativa religiosa, militante e engajada contra o sistema que levou a Terra ao colapso: o Cristianismo Ocidental.

O Islã é como o Vale Tudo no início, quando valia tudo, em comparação ao Cristianismo Ocidental, que, se comprado a um estilo de luta, seria como meninas jogando Capoeira: lindo, mas elas não podem nem pensar em encarar os fatos da luta real...

Entre os cristãos religiosos do mundo, os mais firmes, os que menos gente haverão de perder, certamente serão os Ortodoxos: Gregos e Russos.

Na América do Norte, entretanto, além do desgaste dos católicos com os casos de Pedofilia e a tentativa de inicialmente diminuírem as implicações para o Clero, foi o que de imediato mais pesou no êxodo atual, pois, há 20 anos que os católicos estavam crescendo muito nos Estados Unidos, inclusive com muitos evangélicos indo para lá.

Entre os Protestantes e suas variações de cabeça de hidra, os que mais sofrerão certamente serão os Históricos e os Pentecostais.

Os Históricos por sua total irrelevância à vida; sempre apenas repetindo as últimas máximas e axiomas das filosofias ou ciências da moda. São apenas sacristãos de cientistas ou de filósofos. Quando não o sejam, então, sobra-lhes o papel fiel e zumbificado de guardiões do Legado de Calvino e de Lutero. Ou seja: São fiéis donos de Casas Funerárias.

Os Pentecostais diminuirão também porque a nova geração na acredita mais nas mágicas tolas que enganavam os seus pais. Os Benny Himns de hoje são melhores... e não fazem os truques em nome de Jesus, pois, são mais honestos. Dizem que é mágica ou sugestão mesmo. Além disso, os escândalos incessantes envolvendo dinheiro e tudo mais que se queira, acabou com toda boa fé entre muitos antes fiéis contribuintes.

Agora, com o inicio da falência da Religião Cristã como Poder e Potestade Espiritual, é que chega, outra vez, depois de 1700 anos, uma nova chance à fé simples e ao testemunho de formiguinha, boca a boca, levando as pessoas ao encontro de Deus, não da “igreja”.

Agora ou se vive e se prega o Evangelho de Jesus e somente Dele, ou, então, já não se terá mais o pretexto antigo de convidar alguém para o lugar onde Deus assiste: a “igreja”; especialmente nas horas de reunião com Deus, aos domingos de preferência.

Aqui no site venho falando disso faz anos!

Há um monte de alusões a tal fato no corpo de muitos textos. Quem desejar ler pode pesquisar.

Os discípulos, no entanto, não têm com que se preocupar, pois, logo o mundo estará tão sem “o Deus cristão” e tão alienado, que, pregar, será outra vez como foi para os que primeiro testemunharam Jesus entre os gregos e os romanos no passado.

Eu prefiro pregar para alienados e ignorantes do que para gente cristã anestesiada e cínica!

A tendência é o surgimento de uma população na América cada vez menos religiosa, e, para alguns, no máximo mais preocupada com espiritualidade. E é nessa esteira que as filosofias e religiões orientais vão fazer a festa.

Aqui no Brasil, no dia em que o Islã fizer uma investida braba, vai levar logo todo o movimento do tráfico de drogas para o front. Estão prontos um para o outro!

Sim! Existe há anos um Brasil preparado para a brutalidade do Islã. Quando chegar vai levar...

Na África o fenômeno Islâmico já um fato crescente e aparentemente inarredável.

O mundo está ganhando outra cara.

Inegavelmente trata-se de um tempo novo, não necessariamente melhor, mas indubitavelmente novo.

O que vem aí é uma Nova Era.

Mas quem anda com Jesus sabe que Ele estará conosco até a consumação de todas as Eras.

 

Nele, que está sempre conosco,

 

Caio

9 de março de 2009

Lago Norte

Brasília

DF