Português | English

Opinião

LULA: RESERVA MORAL

LULA: RESERVA MORAL



Um breve Contexto:

Esse breve texto do reverendo Caio Fábio foi escrito em 2004, quando o então presidente Lula ainda era "o cara", uma unanimidade moral surfando nas ondas de um mundo ainda sob as cinzas das torres gêmeas, metido numa era em que um sujeito como o Bush dava as cartas. O mundo viu no Lula um 'Forrest Gump', a novidade do momento, a simplicidade versus a complexidade. Lula virou reserva moral do globo e, sem hesitar, aceitou tal designação. Um ano depois ele estaria às voltas com seus demônios. O politicamente incorreto mensalão mandou a fatura. Ela chegou em forma de delação do deputado Roberto Jefferson. A primeira reação do Lula foi dizer-se traído. Depois, ele foi se acomodando aos engendramentos do poder e entendendo as vantagens dos mecanismos da dissimulação, preferindo a impostura das conveniências. Daí em diante, todos sabem como foi desenrolar dessa história.

Dilson Cunha
 

 ................


 LULA: RESERVA MORAL

Lula está sendo considerado a reserva moral da América Latina. Ao invés de me alegrar, me preocupa.

Eu sei o significado de ser considerado reserva moral e ética de qualquer coisa.

Conheço as variáveis do processo.

Primeiro: vem o orgulho.

Segundo: a certeza de que o "capital de imagem" não pode ser arranhado.

Terceiro: começam a haver "santas frituras" para preservar a imagem.

Quarto: Para proteger a imagem começa o arbitrio e a concentração de poder.

Quinto: surgem os "gerentes de imagem" e aparece sempre um Golbery para fazer o "serviço" que tem que ser feito.

Sexto: se algo ameaçar atingir o presidente, a ação sempre será aquela de reação para eliminar ou abafar a qualquer custo. À menos que já haja uma "fritada" dada como segura.

E assim começa a hipocrisia.

Deus salve o Presidente.

Que ele não seja reserva moral de nada.

Que ele apenas seja justo, solidario e franco.

Já vai estar bom demais.

O altar da Reserva Ética é o mais frágil que existe.

Felicidades, senhor Presidente.


Caio