Português | English

Opinião

JESUS COMO SANTO ERÓTICO!... – considerações sobre Tereza de Ávila!...

JESUS COMO SANTO ERÓTICO!... – considerações sobre Tereza de Ávila!...

 

JESUS COMO SANTO ERÓTICO!... – considerações sobre Tereza de Ávila!...

 

 

Leia o seguinte link antes de ler o meu texto:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Teresa_de_%C3%81vila

 

 

Na realidade quase todos os “santos” cristãos foram profundamente doentes de alma..., se não a vida toda, pelo menos boa parte dela; embora, pela História, me seja possível ver poucos beatos ou santos não surtados de algum modo...

Tereza de Ávila é um bom exemplo de quem começou completamente doente, com fortes distúrbios histéricos, de natureza erótica...; fruto de um desejo pelo sagrado que se misturava ao seu próprio desejo de mulher, o que lhe pintava um Jesus desejável, do qual ela se fez amante, beijando-lhe a boca e as feridas em suas visões, com ardente desejo de ser furada pela espada de Jesus, de ser penetrada...; em cujas visões ela literalmente gozava com orgasmo feminino..., antes de ser espiritual...

Surpreendentemente [...] foram os anos de tesão sagrado por Jesus [...] que levaram a loucura sincera de Tereza aos portões da sanidade mínima...

Ela amava e deseja Jesus como uma mulher ama e deseja um homem santo, mas que para Tereza também era Deus!...

Boa parte das intimidades dela com Jesus, que vemos em seus belos escritos espirituais, começaram como visões de intimidade que copulava e namorava Deus com toques sensoriais...

Foi a dor, o tempo, e leituras melhores [...] o que produziu posteriormente uma Tereza que amava Jesus sem desejo de mulher...

De fato Tereza viajou do Jesus Erótico para o Jesus Sublime!...

Não faz muito tempo, talvez uns 10 anos, vi começar aqui no Brasil, como importação dos States, a tendência a “namorar Jesus” na “adoração”...

Fui a uma reunião de oração com a Adriana, na Barra, aí por 2002, e, no meio da reunião, comecei a ouvir um rapaz namorando Jesus, o cabelo Dele, o cheiro Dele, a maciez da pele Dele; tudo falado como gemidos, com sedução, com desejo...; e, na continuidade veio uma menina, gemendo para Jesus como quem sofria um “amasso”...

No curso da vida, aconselhando, já vi o mesmo fenômeno centenas de vezes...

Mulheres que todas as vezes que se ajoelham para orar “desejam Jesus”...

Homens que na mesma posição se sentem “penetrados”...

Enfim, a mente é uma arapuca...

Todavia, noto que em todos os casos a questão da sexualidade sempre está completamente adoecida, além de fomentada pela culpa que a religião relaciona à libido; e, como para tais pessoas também não existe a experiência do amor de um pai, ou de amor sem desejo, quase sempre o desejo sexual reprimido pela culpa, sem a referencia do amor não objético, faz tais pessoas amarem Jesus com desejo erótico; o que as mata de angustia...

Sentem-se “possessas” [...] ou no inferno [...] ou blasfemando sem perdão [...].

As doenças da sexualidade podem se transferir para a experiência sagrada ou religiosa com maior facilidade!

Homens gays, mas que lutam contra a pulsão, não raramente me reportam que ao ajoelharem-se, angustiam-se, pois, desejariam que o sagrado os penetrasse pelo anus...

Ora, se tal coisa já lhe aconteceu ou acontece.., não se desespere...

Sim, Jesus entende!...

Se eu entendo, por que Ele não entenderia?...

Assim, ao invés de se chicotear de agonia, apenas diga: “Senhor! Eu sei que Tu sabes separar o que em mim ainda é confuso! Cura-me, Senhor!”

Todavia, não “choque” esses ovos de pensamento adoecido com as angustias da culpa, pois, se você assim fizer, eles apenas aumentarão...

Se você descansar no amor de Deus, então, mesmo achando tudo bizarro, creia: tudo irá para o seu devido lugar!...

 

Nele, que usa tudo o que seja sincero, ainda que adoecido, a fim de conduzir nosso ser ao Seu verdadeiro amor,

 

 

Caio

11 de outubro de 2009

Lago Norte

Brasília

DF