Português | English

Informativo

TEM GENTE QUERENDO QUE EU MORRA

TEM GENTE QUERENDO QUE EU MORRA

Manaus, 8 de fevereiro de 2006


Calma. Eu sei que vou morrer. Aliás, nem tanto. Afinal, existe a chance de eu ser arrebatado ao encontro do Senhor nos ares e não ver a morte... para tristeza de muitos que ficarão, falando de modo bem pentecostal.

Esta semana já me mataram algumas vezes. Morri do coração duas vezes e também de Aids. Além disso, também me puseram numa UTI entre a vida e morte.

Em meio a todas estas estórias, vejo dois movimentos: o dos que sofrem, se afligem e oram; e o movimento daqueles que espalham como quem venceu; ou como quem diz: “Estou livre desse cara!” E há ainda os mais perversos, e que dizem: “Ele recebeu o que mereceu!” — como se eles mesmos não fossem um dia morrer; ou como se apenas Enoque e Elias fossem os únicos que mereceram não-morrer; ou como se a morte não fosse também um legado nosso em Cristo, conforme Paulo em II Coríntios.

Quando eu morrer, saibam, de minha mulher e família a informação será dada a todos. Aliás, na madrugada do dia 27 de março de 2004, quando meu filhote Lukas partiu para o Senhor, aos soluços, minutos após ouvir a notícia pelo telefone às 4 ou 5 horas da manhã, eu mesmo fui e escrevi que ele havia partido; e eu mesmo pedi orações por mim e por minha casa.
______________________________
Recado da Adriana:

“A quem interessar possa: A vida do meu marido é preciosa aos olhos do Senhor. Aprouve a Deus salvá-lo, ano passado, de uma parada respiratória, no que sou eternamente grata, porque Deus sabe o quanto eu o amo e o quanto nós precisamos do Evangelho pregado segundo a verdade. Não ignoramos nenhum desígnio, porém, vivemos na certeza de que nem no céu e nem na terra ou qualquer dimensão, haja poder para mexer com o meu marido. Se infelizmente eu estiver viva para dar a notícia da morte dele, meu coração e a minha carne desfalecerão, mas o farei com a certeza de que ele viveu para Deus e estará na morada de Deus para ele, e conforme o amor dele por Jesus e pelo o Evangelho que pregou. Isso me daria forças para gritar: ‘Continuem a busca do entendimento do Evangelho, segundo Jesus, conforme foi a proposta da vida do meu marido.’ Estamos ótimos, na Graça de Deus. E a saúde dele vai da Graça aos Gracie. Quem desejar o contrário, me encontre na esquina, porque eu vou coberta com o Sangue. Afinal, essa tentativa de matar o milagre é antiga. Até Lazaro eles quiseram matar pra apagar a ‘evidência’ da vida e da ressurreição dos mortos.”

Adriana D’Araújo
________________________________

Continuando:

Estou em Manaus com Adriana, na casa de meus pais. Hoje vamos comer um tracajá, se Ele permitir. Amanhã quero tomar banho de cachoeira, mas vou também dar uma entrevista ao Jornal A Crítica. Na sexta, prego na Estação do Caminho que aqui inicia seus primeiros passos. Tudo isto, repito, se o Senhor permitir. Afinal, quem pode acrescentar um metro ou um palmo a mais ao seu próprio caminho?

Esse tipo de notícia sempre é perversa. Quem as publica sem checar, presta serviço ao inferno, pois aflige gente boa de Deus. Meu filho Davi, por exemplo, me ligou há pouco angustiado. Alda estava ao lado dele querendo saber o que estava acontecendo. Adriana o tranqüilizou, e, depois, eu mesmo o fiz.

Portanto, um pedido: Deixem que eu morra no dia que meu Senhor me chamar. Não adianta tentar antecipar minha morte. Afinal, Ele tem Seus planos, os quais eu não irei, em Sua Graça, jamais frustrar; visto que sei que Ele me deu algo desestruturante para realizar na minha geração. Este é o problema!

Todos esses rumores sobre a minha morte, a ponto de sair na mídia, mostram que há uma vontade estranha em curso, e muita gente incomodada.

E atenção:

Neste ano de 2006 eles verão que Deus vai agir muito; e, por tal razão, grandes serão os levantes de ódio, raiva, inveja e desejo de morte. E como não podem me matar na pratica, espalham e divulgam o seu desejo como boato de minha morte. E sei que ainda ficará pior. Sim, quanto mais Deus agir, mais loucura haverá. Eu mesmo estou de todo consciente que haverá muita tentativa de me “matarem”, especialmente com a língua.


Nele, que em breve esmagará a Satanás sobre os nossos pés,




Caio