Português | English

Informativo

ORDENAÇÃO DE BISPOS HOMOSSEXUAIS DIVIDE IGREJA ANGLICANA

ORDENAÇÃO DE BISPOS HOMOSSEXUAIS DIVIDE IGREJA ANGLICANA

Ordenação de bispo homossexual já divide fiéis da Igreja Anglicana


Alguns seguidores garantem que ato “viola leis divinas”
Boston - Uma ordenação deve causar furor na Igreja Episcopal. Estava marcada para ontem, nos Estados Unidos, a nomeação do primeiro bispo abertamente gay da religião. A cerimônia promete colocar em choque os mais de 70 milhões de anglicanos do mundo, podendo culminar em ruptura.

O reverendo Gene Robinson, um sacerdote de New Hampshire, consagraria-se bispo num evento marcado por pompa, circunstância e até mesmo uma chance formal de objeção de seus críticos. Robinson prometeu lutar pela unidade da Igreja e disse não ter intenção de desistir da ordenação. Mas conservadores da Igreja Anglicana alertaram que sua consagração pode ter efeitos terríveis.

A Igreja Anglicana da Tanzânia, cujos 3 milhões de integrantes superam os 2,3 milhões de integrantes da Igreja Episcopal (braço da fé anglicana dos EUA), alertou que seus colegas americanos não poderiam nomear um bispo abertamente homossexual, dizendo que isso viola as leis divinas. “Se eles seguirem em frente com a consagração do reverendo Gene Robinson, o homossexual, estarão agindo contra a fé e a ordem da Igreja e se separando da maioria da Igreja Anglicana internacional”, afirmou a instituição.

Robinson, que aos 56 anos é pai de dois filhos e vive com seu parceiro há 13 anos, diz que a Igreja Anglicana não sofrerá um cisma devido à sua consagração e afirma que muitos anglicanos discordam da ordenação de mulheres, por exemplo.

“Não nos separamos por causa disso e não há motivo para que nos separemos agora”, disse ele, sábado, à CNN. “Certamente essas pessoas não acreditam que se eu renunciasse toda polêmica acabaria. Há gays e lésbicas extraordinariamente dotados em posições de liderança em nossa Igreja.”




Magna Barbosa