Português | English

Devocionais

ORAÇÃO PELA SABEDORIA DE VENCER!

ORAÇÃO PELA SABEDORIA DE VENCER!

Responde-me quando eu clamar, ó Deus da justiça que me justifica! Mesmo na angústia tu tens me dado ainda espaço para sobreviver e respirar; por isto, tem misericórdia de mim e ouve a minha oração no dia de hoje. Homens e mulheres, ouçam-me: Até quando converteremos glória em infâmia? Até quando faremos o que é bom passar por mal? Até quando amaremos a aparência e chamaremos de verdade aquilo que é somente mentira? Saibamos todos nós que o Senhor separou para si todo aquele que anda em misericórdia e em compaixão para com o seu próximo, e também a todo aquele que não diz “Bem-feito!” quando seu irmão tropeça. Antes, dele se condói e o ama com Graça. O Senhor me ouve quando eu clamo por Seu socorro! Por que não ouvirei eu os gemidos de meu próximo, quando em dores pede a Deus ajuda? Quando eu me irar, ó Deus, salva-me de que a minha ira gere pecado de raiva odiosa. Antes, ajuda-me a olhar sempre para o meu próprio coração, concede-me acalmá-Lo no teu cuidado, e, então, sossegar em silencio e paz em minha cama. Irmãos, não importa qual seja o dia, se bom ou se mal, confiemos no Senhor! Muitos dizem: Quem nos mostrará o bem? Minha oração, todavia, é outra. Eu digo: Levanta, Senhor, sobre nós a luz do teu rosto! De minha parte sei que não há bem para eu ver que não apareça como revelação da Luz de Deus! Deus meu, tu puseste no meu coração, mesmo no dia da angustia, mais alegria do que a deles no tempo em que as coisas lhes vão bem—sim! mesmo quando têm abundancia de pão e vinho! Em tua Graça minha alegria se perpetua, pois, tua Graça é melhor que a vida, e alegra mais que qualquer vitória que a mão do homem possa conseguir. Tu me puseste mesa de Graça, e a mim a serviste com o pão da gratidão e com o vinho da alegria, para que eu bebesse na presença daqueles que diziam: ele está acabado para sempre! Agora, livra-me de toda e qualquer arrogância, pois, tu és o Deus que te levantastes contra Edom e Efraim, quando não tiveram dó de seus irmãos, quando sobre eles veio a tua poda. Regozijo-me no teu salvamento, não no esmagamento deles! E nisto também busco verdade em meu coração, tu o sabes ó Deus! Em paz me deitarei e dormirei, porque só tu, Senhor, me fazes habitar em segurança, mesmo que seja entre balas perdidas e dores achadas, no meio do povo no qual me fizeste nascer e viver. Salva-me de todo sentimento de vitória humana, pois, daí advêm ingratidão e soberba. Guarda meu corpo com saúde, minha alma com gratidão e meu espírito, preserva-o em Verdade. Teus filhos assim te buscam Hoje! Amém! Caio