Português | English

Devocionais

O SALMO DO REFLEXO DAS MALDIÇÕES

O SALMO DO REFLEXO DAS MALDIÇÕES

Deus a quem adoro, tu és o meu louvor; por isto, não te cales em meu favor! Bocas fraudulentas se abrem contra mim; falam contra mim com língua mentirosa...pois isto lhes dá prazer de morte. Eles constroem contra mim um muro de palavras de ódio, e pelejam contra mim sem razão. Em paga do meu amor por eles, tornaram-se meus adversários; eu, porém, oro a ti. Retribuem-me com mal o bem que lhes fiz, e pagam-me com ódio pelo amor que lhes dediquei. Põe sobre eles o reflexo de seus próprios corações contra mim. Que lhes sobrevenha o que a mim desejam. Assim saberão o que é ter um perverso como amparo, e como segurança o próprio acusador. Assim, quando sua própria consciência os julgar, eles sairão condenados; e em pecado se lhes tornará a própria oração; quem sabe assim se enxergarão?! Então saberão o significado dos desejos que eles próprios concebem; sim, quando dizem: “Fiquem órfãos os seus filhos, e viúva a sua mulher!” “Andem errantes os seus filhos, e mendiguem; esmolem longe das suas habitações já arruinadas.” “O credor lance mão de tudo quanto ele tenha, e despojem-no os estranhos do fruto do seu trabalho!” “Não haja ninguém que se compadeça dele, nem haja quem tenha pena dos seus órfãos!” “Seja extirpada a sua posteridade; o seu nome seja apagado na geração seguinte!” “Esteja na memória do Senhor a iniqüidade de seus pais; e não se apague o pecado de sua mãe!” “Antes estejam sempre perante o Senhor, para que ele faça desaparecer da terra a memória deles!” Que isto sobrevenha a todo aquele que assim o deseja para o próximo! Porquanto não se lembrou de usar de benignidade; antes perseguiu o homem aflito, e o necessitado, como também o quebrantado de coração, para matar o que lhes restava de esperança nesta vida! Visto que amaram a maldição, ela vem morar em suas casas! Como não desejaram para o próximo a bênção, então ela se afasta deles! Pois quem se veste de maldição como dum vestido, receberá em si mesmo aquilo com o que se veste; pois a maldição lhes penetrará nas entranhas como água, e em seus ossos como azeite! Será assim para tal homem...como o vestido de perversidade com qual ele se cobre, assim desse mesmo modo será sobre ele. E isto se lhe apegará à carne como ele mesmo se veste no intimo de ódio! Seja este, da parte do Senhor, o galardão dos adversários do bem, e dos que falam mal contra a alma do seu próximo. Que sejam visitados pelas suas próprias maldições; pois pode ser que assim conheçam o teu amor, quando clamarem por socorro! Mas tu, ó Deus, meu Senhor, age em meu favor por amor do teu nome; pois conforme é boa a tua misericórdia, livra-me do juízo dos homens; pois sou pobre e necessitado; e dentro de mim está ferido o meu coração. Eis que me vou como a sombra que declina; sou arrebatado como uma folha seca... Os meus joelhos estão enfraquecidos, e a minha carne sente dores e inapetência por todo sabor. Eu sou para eles objeto de opróbrio; ao me verem, balançam a cabeça como quem diz: “Lá se vai...” Socorro, Senhor, Deus meu; salva-me segundo a tua misericórdia! Saibam todos que minha força vem de ti, e que sobre a minha vida está a tua mão; e que tu, Senhor, tens em mim feito conforme somente a ti aprouve; conforme teu mistério para comigo. Amaldiçoem eles, mas abençoa tu; fiquem confundidos os que se fazem adversários dos homens; mas alegre-se o teu servo e todos aqueles que amam o que é bom! Muitas graças darei ti, Senhor, pois tu és aquele que se coloca à direita do fraco, para o salvar dos que o condenam; e assim, confundires a Terra. Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor!