Português | English

Devocionais

O LEÃO ASSIM FALA

O LEÃO ASSIM FALA

Ouvi a palavra que o Senhor fala contra nós.


Essa palavra Ele fala contra aqueles que um dia Ele libertou, mas não quiseram ficar livres.
Assim fala o Senhor, dizendo:

De todas as gentes da terra só por vocês eu decidi me tornar  conhecido.


Conhecer-me faz com que agora eu tenha decidido tratar vocês com disciplina.


Se vocês dissessem: Não conhecemos o Senhor!—; então eu não trataria a vocês segundo a hipocrisia dos corações de vocês.

Acaso andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?


Como posso eu ser o Deus de vocês se entre nós nunca há a manutenção de nenhum pacto?


Não quero perfeição.


Busco apenas sinceridade e coração quebrantado, contrito e sem o juízo da perversidade.


Você parecem ter perdido completamente o discernimento.


Bramirá o leão no bosque, sem que tenha presa?


Fará ouvir a sua voz o leão novo no seu covil, se nada tiver apanhado?


Cairá a ave no laço em terra, se não houver armadilha para ela?


Mover-se- á na terra o laço, sem que tenha apanhado alguma coisa?


Tocar-se-á a sirene de guerra na cidade, e o povo não estremecerá?


Sucederá qualquer mal à cidade, sem que o Senhor o tenha feito?

Vocês não sabem...


Andam com o coração embriagado pelos “negócios do Senhor”; e ainda chamam a isto de trabalho de Deus?


Eu nada tenho a ver com aquilo que vocês dizem ser do meu interesse.


Meu interesse é simples:


Quero corações sinceros para comigo e para com o seu próximo; e que não use o meu nome a fim de esconder os maus intentos de seu próprio coração!

Mas eu, o Senhor, declaro:
Aos meus servos não encobrirei o que estou para fazer entre vocês.


Eles são como o bramir do leão. Avisam que a presa está preparada—e a presa são vocês—, mas ninguém parece discernir!

Bramiu o leão, quem não temerá?

Falou o Senhor Deus, quem não profetizará?

Eu mesmo, a quem vocês chamam de Senhor, mostrarei a vocês porque sou conhecido por este nome.


Deixarei que todos vocês conheçam a calamidade, nem que seja um pedacinho dela.


Mas não permitirei que aqueles que me buscam sejam de todo tocados.


Portanto, assim diz o Senhor:
Como o pastor livra da boca do leão as duas pernas, ou um pedacinho da orelha de sua ovelha, assim serão livrados os meus filhos, os que habitam em minha Graça; serão salvos nem que seja com um canto do leito e um pedaço da cama.

Aquele que diz me conhecer saberá quem eu sou.

Naquele dia esse mesmo me dirá: Senhor, eis que eu não conhecia quem era o Senhor!

Naquele diz me implorarão misericórdia e me dirão: Quão tolos nós fomos; nós que usamos teu nome e nos arrogamos a julgar os nossos irmãos como se fossem mercadorias de nossos muitos comércios!

Que ninguém se engane:
O Senhor se levantou de Sua morada como o Leão que se move a fim de dar de comer aos seus filhos.

Quem é filho, não teme.


Quem é presa, não terá para onde correr.


Quem tem ouvidos para ouvir, ouça, arrependa-se e converta-se; e faça isto por meio de obras de bondade, misericórdia e graça.


Caio, conforme me veio pela madrugada.