Português | English

Devocionais

DEUS ESTAVA EM CRISTO

DEUS ESTAVA EM CRISTO



Ele não apenas invadiu o tempo. Ele se fez tempo, se fez carne, se fez espaço, se fez...

Deus se fez em Cristo!

Antes havia Deus.

Depois havia Jesus, a imagem do Deus invisível.

Ninguém jamais viu a Deus.

Antes de Jesus, Deus se manifestava.

Em Jesus, Deus se mostrou.

O Deus Unigênito, que está no seio do Pai foi quem o revelou.

Não quero falar das implicações disto.

As implicações disto estão manifestas no Evangelho.

ISTO, no entanto, é MISTÉRIO.

É loucura para quem pensa como pensavam os gregos. É loucura para todo aquele que pensa que Pensa.

É escândalo para o Dogma, como dogmáticos eram os Judeus. É escândalo para todo aquele que pensa de si-para-si mesmo que sabe quem Deus é. E toma isto por missão.

É loucura e é escândalo!

Não seria divino se não fosse ambas as coisas.

Para ser Deus, tem que ser Absurdo.

Absurdo tão grande que só pode pertencer à loucura escandalosa da fé.

Tal fé, no entanto, só mantém a sanidade se, mesmo sem compreender, acreditar que toda essa COISA é uma ação da Graça, do Favor, de Amor, de Entrega Responsável e, ao mesmo tempo, Voluntária, Daquele que a tudo criou, que em tudo é, e que também é fora de tudo o que Nele é!

Assim, louca-mente pode-se confessar com mente sóbria, que o escândalo da Encarnação é a loucura da razão apaixonada, cativa da passionalidade responsável do Criador da liberdade, que chama de Queda aquilo a que também chama de Redenção.

Loucura?

Sim! Loucura e Escândalo!

Aliás, tudo coerente com o espírito da loucura e do escândalo. Afinal, somente os loucos e não escandalizáveis é que confessam essa Confissão, que para eles não é menos louca, justamente por isto é a Verdade, pois suas razões não produziriam tamanha loucura.

Pois quem em sã consciência julgaria que há algo como uma sã consciência?

Ora, são esses loucos os que recobram a insanidade para celebrar a alegria de Deus pela fé.

À todos esses que sabem que se é revelação tinha que ser loucura, e que não seria loucura se não fosse revelação, meu desejo de que a Graça de Deus se derrame abundantemente sobre cada um, pela simples fé na nossa reconciliação com Deus, por meio de Jesus Cristo, pois eis que Deus estava em Cristo.



Caio


Escrito em dezembro de 2003