Português | English

Devocionais

CURA E MORTE ESTÃO NA PALAVRA

CURA E MORTE ESTÃO NA PALAVRA

 

 

 

 

CURA E MORTE ESTÃO NA PALAVRA

 

 

 

A seqüência de textos de provérbios que estão transcritas a seguir tem um ponto em comum: o poder que emana do interior humano em razão de seus pensamentos, valores, sentimentos, humor e atitude.

 

Desse modo, o livro de Provérbios nos ensina que é do interior do homem que procedem a vida e a morte; e que ambas têm a ver com as construções do espírito, as quais têm na palavra a sua manifestação mais intensa de expressão e de poder.

 

Não se está falando da Palavra de Deus como revelação, mas da palavra do homem como fenômeno inerente à sua dimensão espiritual criadora de bem de mal.

 

Portanto, se está falando da energia interior, e que tem na palavra a sua manifestação mais explicita.

 

Se você der crédito ao que lerá poderá mudar de vida e entrar numa dimensão de proteção contra o mal [como prevenção], e de criação do bem como confissão do ser sincero no o que diz e almeja de bom.

 

Desse modo, veja o que em você existe pelo que de você procede.

 

                                                                                

 

A ansiedade no coração do homem o abate; mas uma boa palavra o alegra. Provérbios 12:25 – Assim o contraponto da ansiedade é a palavra que alegra e que esperança o ser.

 

O que despreza a palavra traz sobre si a destruição; mas o que teme o mandamento será galardoado. Provérbios 13:13 – Assim, há poder de prevenção do mal e de provocação do bem em toda palavra de sabedoria.

 

 

A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira. Provérbios 15:1 – Assim, a palavra é o escudo do sábio que por ela desvia todo o furor que contra ele se levante.

 

O homem alegra-se em dar uma resposta adequada; e a palavra a seu tempo quão boa é! Provérbios 15:23 – Assim, usar a palavra para o que é bom acaba por ser a grande alegria daquele que cura pela boca.

 

O que atenta prudentemente para a palavra prosperará; e feliz é aquele que confia no Senhor. Provérbios 16:20 – Assim, a palavra de confiança e a confiança na palavra são os pavimentos de toda sadia prosperidade.

 

 

Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo. Provérbios 25:11 – Assim, a palavra é ornamento que procede do coração e que tem o poder de embelezar a vida.

 

Toda palavra de Deus é pura; ele é um escudo para os que nele confiam. Provérbios 30:5 – A palavra pura, sem mentira, é de Deus; e é escudo para aquele que a usa em verdade.

 

[As palavras da sabedoria] são vida para os que as encontram, e saúde para todo o corpo. Provérbios 4:22 – Assim, a coerência com o mandamento da sabedoria harmoniza todo o ser e faz bem ao corpo, criando uma somatização de saúde.

 

Palavras suaves são como favos de mel, doçura para a alma e saúde para o corpo. Provérbios 16:23 – Assim, a boa palavra enternece o ser e, pela doçura, cura o que a fala e cura os que ouvem.

 

O coração alegre serve de bom remédio; mas o espírito abatido seca os ossos. Provérbios 17:22 – Assim, o pensar grato cria o remédio do coração, enquanto o pensar depressivo seca a alma.

 

Porque [palavras de sabedoria] são vida para os que as encontram, e saúde para todo o seu corpo. Provérbios 4:22 – Assim, palavra, vida e saúde não se separam.

 

Há palrador cujas palavras ferem como espada; porém a língua dos sábios traz saúde. Provérbios 12:18 – Assim, um mata e outro cura com o que diz.

 

Palavras suaves são como favos de mel, doçura para a alma e saúde para o corpo. Provérbios 16:23 – Assim seja!

 

                                                         

 

 

Você fala?

 

O que fala?

 

Como fala?

 

Por que fala?

 

Pra quê fala?

 

Quando fala?

 

O que diz quando fala?

 

O que diz mesmo quando não fala?

 

O que você anda construindo com a boca?

 

Isto é sério!

 

Você crê?

 

 

Caio

 

1/09/07

Manaus

AM