Português | English

Devocionais

A DIFERENÇA DO “PELADO” E DO VESTIDO

A DIFERENÇA DO “PELADO” E DO VESTIDO

 

 

 

 

 

A DIFERENÇA DO “PELADO” E DO VESTIDO

 

 

Escrevi este texto e o li para minha neta, Hellena. Então pedi que ela desse um nome a ele. Foi quando ela disse: “A DIFERENÇA DO “PELADO” E DO VESTIDO”. Perguntei a ela: “O quê?” Ela disse: “O nome que você quer é este: A DIFERENÇA DO “PELADO” E DO VESTIDO”.

 

 

Eis o texto:

 

Tendo, pois, os soldados crucificado a Jesus, tomaram as suas vestes, e fizeram quatro partes, para cada soldado uma parte; e também a túnica. A túnica, porém, tecida toda de alto a baixo, não tinha costura. João 19:23

 

Disseram, pois, uns aos outros: Não rasguemos a túnica, mas lancemos sortes sobre ela, para ver de quem será. Para que se cumprisse a Escritura que diz: Repartiram entre si as minhas vestes, e sobre a minha vestidura lançaram sortes. Os soldados, pois, fizeram estas coisas. João 19:24

 

 

Se pesquisarmos acerca da túnica de Jesus e que era toda tecida de alto a baixo e não tinha costura, encontraremos muita coisa, desde estudos sérios e que visam estabelecer uma relação entre aquele tipo de veste e as de um sacerdote, até aqueles místicos e fetichistas e que estimulam crenças mágicas.

 

Para mim, de fato, nada disso é importante. As vestes de Jesus têm a importância de seu significado profético, conforme acima citado por João. Ou seja: elas foram sinais simples de algo maior que a Vida — Aquele que morria na Cruz era o Salvador e Sacerdote de Tudo e Todos, assim como era Aquele em Quem, por Quem e para Quem todas as coisas haviam sido criadas. Era o sinal Daquele que veste por inteiro a nudez humana, que no Éden vestira os primeiros humanos, e que veste de alto a baixo sem costura.

 

Sim! Jesus veste sem costura!

 

Quando Ele cobre não há remendos e nem costuras a serem feitos; por isso Ele nos veste por inteiro.

 

Simples e belo.

 

A túnica também é tecida de alto a baixo. Veste de cima para baixo. Era tecida da cabeça para os pés. Segue a seqüência de como Deus tece as vestes que cobrem por inteiro: de cima para baixo; da cabeça-mente-entedimento até aos pés-comportamento-andar.

 

De alto a baixo”, conforme Deus nos veste; pois, nossas vestiduras são feitas em outra dimensão e carregam o sinal da justiça que de cima nos justifica.

 

A túnica sem costura não foi rasgada. As vestes, porém, foram partidas em quatro partes, conforme a profecia do salmo.

 

A túnica forrou o chão do jogo!

 

Até no chão essa túnica forra o que os homens partem, dividem e ainda usam a fim de se divertirem sobre os trapos.

 

Vestes rasgadas e túnica intacta. As vestes cobriam o corpo e a túnica cobria as vestes.

 

Os homens rasgaram as vestes, mas a túnica vestiu o chão das banalidades dos executores que buscavam distancia do ato de executar. Eram os mesmos acerca dos quais Jesus diria que não sabiam o que faziam; embora, em sua ignorância, cumprissem a profecia.

 

Os homens odeiam andar nus, mas amam rasgar e expor a nudez uns dos outros. Assim, rasgam as vestes de Jesus, mas, mesmo assim, preservam a túnica; pois, vestes os homens rasgam dinheiro não; e a túnica valia muito, além de ser bela.

 

Desse modo é apenas por causa do valor monetário e estético da túnica que ela é preservada. Afinal, não importam quais sejam as motivações humanas, mas, ainda assim, a profecia cumprir-se-á.

 

Não rasguemos a túnica, mas lancemos a sorte sobre ela, para vermos de quem ela será” — disseram eles.

 

Irônico, mas lindo — “... lancemos a sorte sobre ela...”.

 

Lançam a sorte para ver quem fica com a túnica. Mas a sorte é jogada no “dado” sobre ela.

 

O que o homem não sabe é que a sua sorte é lançada sobre a túnica mesmo; pois, não fosse essa veste que é sem costura e que veste de alto a baixo, quem entre nós teria qualquer sorte?

 

Assim, o homem joga o dado-desígnio sem obrigação, por vontade própria; enquanto foge de ver o que faz como profissão de ser; e, mesmo assim, cumpre o desígnio que é a Sorte para ele próprio.

 

 

Desse modo tão simples e cheio de belas imagens da vida, ficamos sabendo que Aquele que se fez nudez em nosso lugar é também o único que nos pode vestir; de alto a baixo; do céu para a terra; de Deus para homem. E mais que isto: Ele nos veste com vestes sem costura, sem remendo e sem memória de rasgaduras culposas; pois, em Sua Graça Ele nos veste até do chão para cima, posto que Sua veste forra até os jogos da mais banal e fugidia alienação humana.

 

 

 

Nele, em Quem sou-estou vestido de alto a baixo; e que é o Arrimo de minha sorte,

 

 

 

Caio

 

20/07/07

Lago Norte

Brasília