100%
Um convite a doce revolução. Vem e Vê.
Google Play Baixe o aplicativo. O evangelho no toque do seu dedo!

TEXTOS > A NUEZA DA ALMA

A VOZ PRIVILEGIADA DE ZÉ LUIZ MAZZIOTTI

 

A VOZ PRIVILEGIADA DE ZÉ LUIZ MAZZIOTTI


Quando eu era pequena, por volta de 8 anos de idade, fui presenteada com o primeiro livro da série de Monteiro Lobato: "Reinações de Narizinho". Me encantei por toda a história e sonhava acordada com o reino das águas claras, e uma boneca de pano que falasse.


Algum tempo depois, a globo apresentou uma segunda versão do sítio do Picapau Amarelo, e eu não perdia um capítulo. Porém o que mais me chava a atenção eram as canções.

Ouvia atentamente e queria aprender a cantá-las. Chegou o natal e minha irmã suely me presenteou com um disco (vinil) com as canções do sítio. Que alegria!... Enfim poderia aprender as canções e quem sabe tirá-las no violão, pois desde muito cedo comecei a aprender as primeiras notas.


Foi aí que me encantei pela voz de Zé luiz, que cantava uma das faixas, que para mim era a mais bela. A música da Dona Benta. Ouvia e ouvia, voltando sempre na vitrola aquela mesma canção que dizia assim:

Que pessoa é essa
Que fazendo as contas
Que contando os pontos
Faz um lindo bordado

Que pessoa é essa
Que tem a liberdade
De abrir a janela esbarrando no verde
Que magia é essa?
Que milagre é esse?

Que pessoa é essa
Que não se desaponta
Que nunca se espanta
Que vive e que sonha
Que pessoa é essa
Que sem nenhum esforço
No jantar ou almoço
Tem a mesa farta

Mas que magia é essa?
Que milagre é esse?


Os anos se passaram, e pouco ouvi falar do Zé Luiz, mas sempre que podia, comprava os Cds e lia sobre ele.

Em 2008, um amigo querido me disse que gostaria de me apresentar uma pessoa, e para minha surpresa, era o Zé Luiz Mazziotti.

Nem precisa dizer o quanto isso me deixou feliz!

Hoje, tenho tido o privilégio de ter o Zé entre meus bons amigos. Além disso, tem sido gostoso compartilhar com ele o amor de Deus e a pacificação de alma que chegam pela certeza desse amor.

Leia um pouco sobre quem é o Zé LUiz Mazziotti - para mim uma das mais belas vozes brasileiras.

Zé Luiz Mazziotti começou sua carreira nos meados dos anos 60, quando defendeu a música de Tom Zé “São Paulo Meu Amor” premiada com o primeiro lugar no festival da TV Record de São Paulo. Pouca gente sabe, mas trabalhando em todas as casas onde se fazia a “boa música popular dos anos 70”, Mazziotti lançou a música “Até quem Sabe” de João Donato e Lysias Ênio com arranjo de César Camargo Mariano.

É o intérprete da música “Dona Benta” da primeira versão da série “Sítio do Pica-pau Amarelo”. Neste período, fazia parte da equipe da “Zurana”, produtora de jingles que contava com nomes ilustres da MPB como Ivan Lins, Djavan, Marcos e Paulo Sérgio Valle, Tavito, Eduardo Souto Neto entre outros.


Em sua carreira brilhante, Zé Luiz Mazziotti já se apresentou ao lado de Nana Caymmi, Gal Costa, Elizeth Cardoso, Fátima Guedes, Leny Andrade, Rosa Passos, Ângela Maria, Célia, Zezé Gonzaga, Silvio César, Alaíde Costa e muitos outros.

É considerado o “cantor dos cantores” e o cantor predileto dos músicos.

Como produtor e diretor musical, trabalhou com Michel Legrand em Paris, Pedro Paulo Castro Neves, Cauby Peixoto, Eduardo Conde, Lucinha Lins e muitos outros.

Nos seus 40 anos de carreira, Zé Luiz Mazziotti registrou sua voz de timbre grave e aveludado em gravações importantíssimas para o catálogo da Música Brasileira.

Sua discografia é primorosa e seus mais recentes trabalhos “Pra fugir da Saudade” (homenagem a Paulinho da Viola, onde dividiu com a cantora Célia as 12 faixas) e “Zé Luiz Mazziotti canta Chico Buarque” (onde canta ao lado do próprio Chico a canção “Cadê Você”, receberam da crítica elogios como estes:

“Majestosidade. Talvez seja esta a melhor forma de se definir PRA FUGIR DA SAUDADE, álbum que reúne as vozes afinadíssimas e deslumbrantes de ZÉ LUIZ MAZZIOTTI e CÉLIA...” (Café Music.com. br)

“Zé Luiz Mazziotti é músico conhecido no universo dos músicos brasileiros. Voz adorável e diretor musical respeitado realiza um antigo sonho – gravar um disco com músicas de Chico Buarque. E o resultado (não poderia ter sido melhor) – o disco “Zé Luiz Mazziotti canta Chico Buarque” é uma obra imperdível”. (Solange Castro – Alô Música)

“Sobre Zé Luiz Mazziotti, bem poderíamos ter concretizada a mesma popularidade e reconhecimento de suas contribuições musicais (que não são poucas), pois é reconhecido como o “cantor dos cantores” – mesmo que não queiramos estabelecer comparações onde não há necessidade de existir. Zé Luiz é um barítono de maravilhoso timbre e pesquisa sua extensão vocal de forma única. É um intérprete que sabe das coisas!” (Érico Baymma – Diário do Nordeste)

“Zé Luiz Mazziotti é um tesouro da Música Brasileira” - Jornalista CHICO PINHEIRO (PROGRAMA SARAU – CANAL GLOBOSAT)


Assista acima o Vídeo gravado pela TV Câmara - Talentos - Com Zé Luiz Mazziotti - Piano maravilhoso de Fábio Torres.


com carinho,

Ana D´Araújo

Manaus, Páscoa de 2009